Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3977
Título: Prevalência de HPH e lesões intraepiteliais escamosas em gestantes
Título em inglês: Prevalence by HPV and squamous intraepithelial lesions in pregnant women
Autor(es): Vieira, Elizabeth Dell Orto
Orientador(es): Teles , Eugênio Pacelli de Barreto
Palavras-chave: Infecções por Papillomavirus
Neoplasias do Colo do Útero
Técnicas Citológicas
Data do documento: 2008
Citação: VIEIRA, E. D. O. (2008)
Resumo: Estudo de prevalência (estudo transversal) sobre infecção por HPV em colo uterino de gestantes, avaliando o(s) subgrupo(s) de HPV mais prevalentes e a associação quanto ao desenvolvimento de lesões intraepiteliais escamosas. A metodologia constituiu-se de questionário aplicado diretamente a 272 gestantes, independente da idade gestacional e de estarem sintomáticas ou não na primeira consulta de pré-natal, além da coleta de material cérvico-vaginal (paredes vaginais, ectocérvice e endocérvice) para realização de Citologia oncótica convencional pelo método de coloração proposto por Papanicolaou e do teste de Captura Híbrida II®. Procedeu-se a seguir a identificação das lesões intraepiteliais escamosas e da presença do vírus HPV de alto, baixo e médio risco oncogênico. Os achados da Captura Híbrida II® foram correlacionados com os achados citológicos, comparando-se a freqüência dos resultados anormais nos dois métodos. Procedeu-se também a associação com aspectos biossociais que pudessem interferir na infecção produzida pelo HPV e no possível desenvolvimento de lesões intraepiteliais escamosas. Realizaram-se análises de correlação univariada e bivariada, com cálculo do Qui-quadrado de Pearson e valor p< 0,05. Utilizou-se também de regressão logística para estimar a magnitude das associações. A prevalência de infecção por HPV e citologias oncóticas anormais foi de 32,3% e 14,0 % respectivamente. Os subgrupos de HPV de alto risco foram mais prevalentes (27,6%) do que os de baixo e médio risco (18,4%) e a sua associação mostrou-se estatisticamente significativa (p<0,05). A associação da infecção genital por HPV de alto risco com lesões intraepiteliais escamosas descritas na Citologia oncótica convencional foi mais prevalente (8,5%) do que com HPV de baixo de médio risco (5,6%) e teve significância estatística (p<0,05)
Abstract: This work studies the prevalence (cross sectional) on infection by HPV in uterine cervical of pregnant women evaluating the subgroups of HPV more prevalents and the association in relation to the development of squamous intraepithelial lesions. The methodology was constituted of questionary applied to 272 pregnant women independent of pregnant age and of being symptomatic or not in the first medical advice of prenatal besides the collect of cervico vaginal material (vaginal walls, ectocervix and endocervix) to the achievement of conventional oncotic cytology by the method of coloration proposed by Papanicolaou and the test of Capture Hybrid II®. Then it was proceeded the identification of squamous intraepithelial lesions and the presence of HPV virus of high, low and medium oncogenic risk. The results of Capture Hybrid II® were correlated with the cytologic discoveries comparing the frequency of anormal results in both methods. It was also proceeded the association with biosocial aspects which could interfere in the possible development of squamous intraepithelial lesions. The analysis of univariable and bivariable correlations were accomplished with calculus of Qui-squared of Pearson and value p<0,05. The logistic regression was used to estimate the importance of associations. The prevalence of infection by HPV and anormal oncotic cytologies was about 32,3% and 14,0% respectively. The sub groups of HPV of high risk were more prevalent (27,6%) than the ones of low and medium risk. (18,4%) and their association showed to be statistically significant (p< 0,05). The association of genital infection by HPV of high risk with squamous epithelial lesions described on conventional oncotic cytology was more prevalent (8,5%) than with HPV of low and medium risk (5,6%) and had statistical importance (p< 0,05)
Descrição: VIEIRA, Elizabeth Dell' Orto. Prevalência de HPV e lesões intraepiteliais escamosas em gestantes. 2008. 86 f. Dissertação (Mestrado em Tocoginecologia)- Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3977
Aparece nas coleções:DSMI - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_dis_edovieira.pdf707,22 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.