Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39799
Title in Portuguese: Elasticidade Emprego do Crescimento Econômico na América Latina e Desigualdade Salarial no Brasil
Author: Alencar, Matheus Oliveira de
Advisor(s): Araújo, Jair Andrade de
Co-advisor(s): Justo, Wellington Ribeiro
Keywords: Elasticidade do Emprego
Desigualdade Salarial
Mercado de Trabalho
Issue Date: 2019
Citation: ALENCAR, M. O.(2019)
Abstract in Portuguese: Esta dissertação é composta por dois estudos aplicados ao mercado de trabalho. O primeiro teve como objetivo encontrar os condicionantes estruturais da elasticidade do emprego nos países da América Latina no período de 1992 a 2012. O método de análise empregado para alcançar este objetivo foi o de regressões múltipla com dados em painel. Os dados utilizados foram extraídos das bases estatísticas da Organização Internacional do Trabalho (OIT), do Banco Mundial e da Penn World Tables (PWT), sendo que, para explicar o comportamento da elasticidade do emprego nos países latino-americanos, foram aplicadas, como controle, variáveis macroeconômicas, de estrutura do mercado de trabalho e características demográficas. Os resultados encontrados confirmaram que as instabilidades econômicas afetam diretamente o potencial de geração de empregos do país. Pôde-se notar, ainda, a influência positiva da participação dos trabalhadores no setor agropecuário. Por fim, no aspecto demográfico, verificou-se o efeito negativo da taxa de urbanização, bem como se notou o efeito positivo do índice de capital humano da população, indicando a importância desta variável para a geração de empregos nas economias da América Latina. O segundo capítulo teve como objetivo demonstrar os condicionantes da desigualdade salarial nos municípios brasileiros, de 2007 a 2016. Para tanto, recorreu-se a variáveis municipais obtidas por meio dos microdados da RAIS/MTE. Como método de análise, nesse capítulo, também foi feito o uso de regressões múltiplas com dados em painel. As principais hipóteses do estudo foram confirmadas, uma vez que se verificou, no Brasil, uma relação positiva entre desigualdade salarial e o tamanho do município, isto é, municípios maiores, em termos populacionais, tendem a exibir maiores níveis de desigualdade. Igual relação foi observada com o valor do salário médio do município. Também se pôde confirmar a influência favorável à desigualdade salarial, nos municípios brasileiros, de fatores como as proporções de trabalhadores no setor financeiro, no setor público, no setor agropecuário e daqueles com nível superior. Por fim, o aumento da participação feminina no mercado de trabalho contribui com a redução da desigualdade salarial.
Abstract: This dissertation is made up of two studies applied to the labor market. The first one aimed to find the structural constraints of employment intensity in Latin American countries from 1992 to 2012. The method of analysis used to achieve this objective was the multiple regression with panel data. The data used were extracted from statistical databases of the International Labor Organization (ILO), the World Bank and Penn World Tables (PWT). To explain the employment intensity in the Latin American countries, such as control, macroeconomic variables, labor market structure and demographic characteristics were used. The results confirm that economic instabilities directly affect the country's job creation potential. The positive influence of workers' participation in the agricultural sector could also be noted. Finally, in the demographic aspect, there was a negative effect of the urbanization rate, as well as a positive effect of the human capital index of the population, indicating the importance of this variable on jobgeneration in Latin-American economies. The second chapter aimed to demonstrate the conditionalities of wage inequality in Brazilian municipalities from 2007 to 2016. For this,municipal variables obtained through the micro-data of the RAIS / MTE were employed. As a method of analysis, multiple regressions with panel data were used as well. The main hypotheses of the study were confirmed: a positive relation between wage inequality and municipality size was confirmed in Brazil, meaning that larger municipalities in population terms tended to show higher levels of inequality. The same relation was observed with the average salary of the municipality. It was also possible to confirm the favorable influence of wage inequality in Brazilian municipalities on factors such as the proportions of workers in the financial sector, in the public sector, in the agricultural sector, and in those with a higher level. Finally, increasing female participation in the labor market contributes to the reduction of wage inequality.
Description: ALENCAR, M. O. Elasticidade Emprego do Crescimento Econômico na América Latina e Desigualdade Salarial no Brasil. 2019. 59 f. Dissertação (Mestrado em Economia Rural) - Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39799
Appears in Collections:DEA - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_dis_moalencar.pdf1,22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.