Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3989
Title in Portuguese: Medidas de acurácia das características definidoras do diagnóstico padrão respiratório ineficaz de crianças e adolescentes cardiopatas congênitos
Title: Measures of accuracy of the defining characteristics of Ineffective breathing pattern in children and adolescent with congenital heart disease
Author: Beltrão, Beatriz Amorim
Advisor(s): Silva , Viviane Martins da
Keywords: Diagnóstico de Enfermagem
Cardiopatias Congênitas
Issue Date: 2011
Citation: BELTRÃO, B. A. Medidas de acurácia das características definidoras do diagnóstico padrão respiratório ineficaz de crianças e adolescentes cardiopatas congênitos. 2011. 133 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem,,Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2011.
Abstract in Portuguese: Estudos que abordem a acurácia das características definidoras (CD) podem contribuir para o aprimoramento do raciocínio clínico, conduzindo, por conseguinte, a formulação de diagnósticos de enfermagem mais condizentes com a situação clínica do paciente. Diante do exposto, o estudo teve como objetivo determinar as medidas de acurácia das CD do diagnóstico de enfermagem Padrão respiratório ineficaz (PRI) em crianças e adolescentes com cardiopatias congênitas (CC). A amostra incluiu 61 crianças e adolescentes com idade de 5 a 17 anos, diagnosticados com CC. Estes indivíduos foram examinados pela pesquisadora, que realizou um exame físico, enfocando a avaliação respiratória. Em seguida, o médico que atendia o paciente foi consultado para autorizar a realização dos testes de função pulmonar (espirometria e manovacuometria). As informações obtidas a partir do exame físico e realização dos testes foram analisadas pela pesquisadora para determinar a presença ou ausência das CD de PRI, com base em um protocolo previamente estabelecido. Ressalta-se que 30 crianças e adolescentes não receberam anuência médica para realizar os testes de função pulmonar. Apesar disto, estes sujeitos foram incluídos na amostra para determinação do diagnóstico apenas com base nas CD provenientes da entrevista e do exame físico. Com isto, duas subamostras foram formadas, sendo a primeira composta por 30 crianças e adolescentes que não realizaram os referidos testes, e a segunda por 31 indivíduos que realizaram tais exames. O conjunto de CD para cada criança e adolescente foi organizado em 92 planilhas. Nestas, foi assinalada a presença ou ausência da CD. Cada avaliação dos indivíduos da segunda subamostra deu origem a duas planilhas, uma apenas com as CD provenientes da entrevista e exame clínico, e outra com estes mesmos dados acrescidos às informações dos testes de função pulmonar. Tais planilhas foram submetidas a dois enfermeiros diagnosticadores que determinaram a ocorrência de PRI. A análise das inferências e as informações sobre a ocorrência das CD possibilitaram a estimativa das medidas de acurácia. Para a primeira subamostra, a característica que evidenciou melhores medidas de acurácia foi taquipneia. As inferências realizadas para a segunda subamostra, com base nos dados clínicos e de entrevista, apresentaram como principais CD: ortopneia e uso da musculatura acessória para respirar. Quando os resultados dos testes de função pulmonar foram acrescidos, as inferências dos diagnosticadores não evidenciaram medidas de acurácia com significância estatística para nenhuma das CD. Com isto, os resultados do presente estudo levantam questionamentos acerca da importância dos testes de função pulmonar para a inferência do diagnóstico PRI. Ademais, algumas características não mostraram legitimidade para PRI, a saber: assumir uma posição de três pontos, bradipneia, diâmetro ântero-posterior aumentado, capacidade vital diminuída, pressão expiratória diminuída e ventilação-minuto diminuída. Assim, acredita-se que novas pesquisas são necessárias tanto para confirmar estes achados, como para esclarecer a relação de tais CD com o diagnóstico em questão. As medidas de acurácia obtidas ajudaram a identificar quais CD são mais representativas de PRI. Além disto, os resultados possibilitaram reconhecer quais características são menos utilizadas durante a inferência deste diagnóstico em crianças e adolescentes com cardiopatias congênitas.
Abstract: Studies which address the accuracy of the defining characteristics (DC) may contribute to the improvement of diagnostic reasoning, leading to the formulation of nursing diagnoses which are more consistent with the clinical situation of the patient. Thus, the study aimed to estimate the measures of accuracy of the DC of the nursing diagnosis Ineffective breathing pattern (IBP) in children and adolescents with congenital heart disease (CHD). The sample included 61 children and adolescents aged 5-17 years, diagnosed with CHD. These patients were examined by the researcher, who conducted a physical examination, focusing on the respiratory evaluation. Then the doctor who attended the patient was consulted to authorize the performance of pulmonary function tests (spirometry and manovacuometry). The information obtained from physical examination and from the tests were analyzed by the researcher to determine the presence or absence of DC of IBP, based on a previously established protocol. It is highlighted that 30 children and adolescents have not received medical approval to perform the pulmonary function tests. Despite this, these patients were sampled to determine the diagnosis just based on the DC from the interview and physical examination. Thus, two subsamples were formed, the first with 30 children and adolescents who did not perform such tests, and the second with 31 individuals who carried out such tests. The set of DC for each child and teenager was organized into 92 spreadsheets. In these, it was indicated the presence or absence of the DC. Each evaluation of the patients in the second subsample resulted in two spreadsheets, one only with the DC from the interview and clinical examination, and another with these same data added information from the pulmonary function tests. These spreadsheets were submitted to two nurses diagnosticians which determined the occurrence of IBP. The analysis of the inferences and the information on the occurrence of DC allowed the estimation of measures of accuracy. For the first subsample, the DC that showed better measures of accuracy was tachypnea. The inferences made for the second subsample, based on clinical data and interviews, presented as main DC: orthopnea and use of accessory muscles to breathe. When the results of pulmonary function tests were added, the inferences of the diagnosticians showed accuracy measures without statistical significance for all DC. With this, the results of this study raise questions about the importance of pulmonary function tests for the inference of the nursing diagnosis IBP. Furthermore, some DC showed no legitimacy for IBP, as follows: assumption of three point position, bradypnea, increased anterior-posterior diameter, decreased vital capacity, decreased expiratory pressure, and decreased minute ventilation. Thus, it is believed that further research is needed to confirm these findings, as well as to clarify the relationship of such DC with the diagnosis IBP. The measures of accuracy obtained helped identify which DC is more representative of IBP. Moreover, the results allowed to recognize which features are less used during the inference of this diagnosis in children and adolescents with congenital heart disease.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3989
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_dis_babeltrao.pdf906,09 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.