Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39935
Title in Portuguese: Efeito cicatrizante da fração metanólica das folhas de Sideroxylon obtusifolium: Estudo In vitro e em queimaduras superficiais em camundongos
Title: Wound healing effect of methanolic fraction of the leaves of Sideroxylon obtusifolium: In vitro study in superficial burns in mice
Author: Souza, Tamiris de Fátima Goebel de
Advisor(s): Alencar, Nylane Maria Nunes de
Keywords: Sapotaceae
Queimaduras
Inflamação
Cicatrização
Issue Date: 12-Feb-2019
Citation: SOUZA, T. F. G. Efeito cicatrizante da fração metanólica das folhas de Sideroxylon obtusifolium: Estudo In vitro e em queimaduras superficiais em camundongos. 2019. 135 f. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.
Abstract in Portuguese: As queimaduras correspondem a 38% dos principais agravos atendidos no Sistema Único de Saúde (SUS) no Brasil. Apesar das novas estratégias terapêuticas, os custos do tratamento de queimaduras ainda são bastante elevados.O uso de plantas com potencial terapêutico é bastante utilizado popularmente, pelo baixo custo, fácil acesso e grande biodiversidade brasileira. A Sideroxylon obtusifolium(quixaba) apresentou efeito anti-inflamatório e potencial cicatrizante da fração metanólicadas folhas (DFSO-M), jádescrito anteriormente pelo grupo de pesquisa, o que pode ser atribuído a um componente majoritário (NMP) derivado da L-prolina, um aminoácido precursor da síntese de colágeno presente nesta fração.Assim, este trabalho teve como objetivo investigar o efeito de DFSO-M em linhagens fibroblastos murinos (L929), macrófagos murinos (RAW 264.7) e queratinócitos humanos (HaCaT) in vitro, e em modelo de queimadura superficial em camundongos. Os protocolos de pesquisa com animais foram aprovados pela Comissão de Ética no Uso de Animais da Universidade Federal do Ceará (CEUA-UFC) sob o nº 8862290518.Os ensaios de queimaduras superficiais foram realizados em camundongos swiss fêmeas (1 cm2), e o tratamento tópico diário foi realizado com os cremes dermatológicos: creme base (Veículo), controle positivo com Sulfadiazina de prata 1% (Sulfa), creme contendo a fração DFSO-M a 0,5% e 1,0%(p/p) (CrDFSO-M 0,5 e 1,0%).Neste estudo, a fração DFSO-Mapresentou baixa citotoxicidade em L929,RAW 264.7 e HaCaT. Também demonstrou efeito antioxidante pelo método do DPPH e foi capaz de proteger fibroblastos do estresse oxidativo induzido por H2O2. Em macrófagos RAW 264.7, a DFSO-M (25 - 100 μg/mL) não alterou os níveis de nitrito produzidos após estimulação com LPS (100 ng/mL), mas modulou a liberação de citocinas pró-inflamatórias(TNF-α, IL-1β, IL-6) e anti-inflamatórias (IL-10 e TGF-β). A proliferação e migração de queratinócitosHaCaTfoi estimulada por DFSO-M (25 e 50 μg/mL) em ensaios de cicatrização in vitro. No entanto, DFSO-M não alterou a expressão da molécula de adesão E-caderinanos queratinócitos. Em modelo de queimadura superficial em camundongos, o CrDFSO-M promoveu maior contração das feridas após 3, 5, 7 dias de tratamento,estimulando a reorganização da matriz extracelular e deposição de colágeno. Além disso, reduziu os níveis de TNF-α e aumentou IL-1β e IL-10 após 3 dias de tratamento, modulando a inflamação e favorecendo a reepitelização.Logo, o efeito cicatrizante da fração DFSO-M pode ser atribuído à redução dos danos provocados pelo estresse oxidativo, modulação da inflamação sem interferir no remodelamento tecidual, além de estimular a reepitelização de queimaduras superficiais. Dessa forma, acredita-se que o potencial antioxidante, anti-inflamatório e cicatrizante da fração obtida das folhas de S. obtusifolium dá suporte para maiores estudos que viabilizem o desenvolvimento de um produto fitoterápico indicado para o tratamento de feridas e queimaduras.
Abstract: Burns correspond to 38% of the main diseases treated in the Unified Health System (SUS) in Brazil. Despite the new therapeutic strategies, the costs of treating burns are still quite high. The use of plants with therapeutic potential is widely used popularly, due to its low cost, easy access and great Brazilian biodiversity.Sideroxylon obtusifolium (quixaba) presented an anti-inflammatory and healing potential of the metanolic fraction of leaves (DFSO-M), previously described by the research group, which can be attributed to a major component (NMP) derived from L-proline, an amino acid precursor of the collagen synthesis present in this fraction. Thus, the objective of this work was to investigate the effect of DFSO-M on murine fibroblast (L929), murine macrophages (RAW 264.7) and human keratinocytes (HaCaT) in vitro and on the surface burn model in mice. The animal research protocols were approved by the Ethics Committee on Animal Use of the Federal University of Ceará (CEUA-UFC) under no. 8862290518.The superficial burns were performed in female swiss mice (1 cm2), and daily topical treatment was performed with the dermatological creams: base cream (Vehicle), positive control with Sulfadiazine silver 1% (Sulfa), cream containing fraction 0.5% DFSO-M and 1.0% (w/w) (CrDFSO-M 0.5 and 1.0%). In this study, the DFSO-M fraction showed low cytotoxicity in L929, RAW 264.7 and HaCaT.It also demonstrated antioxidant effect by the DPPH method and was able to protect fibroblasts from oxidative stress induced by H2O2. In RAW 264.7 macrophages, DFSO-M (25 - 100 μg/mL) did not alter nitrite levels produced after LPS stimulation (100 ng/mL), but modulated the release of proinflammatory cytokines (TNF-α, IL-1β, IL-6) and anti-inflammatory (IL-10 and TGF-β). The proliferation and migration of HaCaT keratinocytes was stimulated by DFSO-M (25 and 50 μg/mL) in in vitro healing assays. However, DFSO-M did not alter the expression of the E-cadherin adhesion molecule in keratinocytes.CrDFSO-M promoted a greater contraction of the wounds after 3, 5, 7 days of treatment, stimulating the reorganization of the extracellular matrix and deposition of collagen. In addition, it reduced levels of TNF-α and increased IL-1β and IL-10 after 3 days of treatment, modulating inflammation and favoring re-epithelialization. Therefore, the healing effect of the DFSO-M fraction can be attributed to the reduction of damage caused by oxidative stress, the modulation of inflammation without interfering with tissue remodeling, as well as stimulating the re-epithelization of superficial burns.Thus, it is believed that the antioxidant, anti-inflammatory and healing potential of the fraction obtained from leaves of S. obtusifolium supports further studies that enable the development of a herbal product indicated for the treatment of wounds and burns.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39935
Appears in Collections:DFIFA - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_tese_tfgsouza.pdf4,67 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.