Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/40154
Title in Portuguese: Examinando disparidades na sentença: vieses e categorização grupal por motivações ideológicas e de preconceito
Title: Examining disparities in the judgment: vieses and group categorization for ideological and prejudice motivations
Author: Almeida Segundo, Damião Soares de
Advisor(s): Moura Júnior, James Ferreira
Keywords: Decisão judicial
Racismo
Classismo
Autoritarismo
Issue Date: 2019
Citation: ALMEIDA SEGUNDO, Damião Soares de. Examinando disparidades na sentença: vieses e categorização grupal por motivações ideológicas e de preconceito. 122f. - Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Psicologia, Fortaleza(CE), 2019.
Abstract in Portuguese: Para além dos critérios legalmente estabelecidos que guiam a decisão na esfera judicial, os julgadores são influenciados por preconceitos sociorraciais e vieses decorrentes das limitações cognitivas humanas. No Brasil, a maioria dos apenados é de negros, com baixa escolaridade e renda, que acumulam desvantagens ao longo da vida. Na justiça criminal, as disparidades na sentença podem ser compreendidas a partir da influência de variáveis legais e extralegais. As pesquisas de sentencing, ou de tomada de decisão, têm destacado principalmente o papel da classe e da raça do acusado e da vítima; bem como, de atitudes ideológicas, como autoritarismo e dominância social do julgador. Nesse contexto, o presente estudo buscou (1) organizar um arcabouço teórico para subsidiar estudos empíricos em Psicologia do Julgamento e (2) conhecer as diferenças de veredito em um julgamento simulado de homicídio envolvendo negros pobres e brancos de classe média alternando como acusado ou vítima; considerando os níveis de atitudes ideológicas e de preconceito do julgador. Para alcançar o primeiro objetivo, diferentes áreas do conhecimento que investigam a tomada de decisão foram integradas. Em seguida, realizou-se um estudo quase-experimental de simulação de julgamento com delineamento fatorial 2 (intersecção raça/classe: negro pobre e branco classe média) x 2 (acusado e vítima). Contou-se com a participação de 396 sujeitos, em sua maioria do sexo feminino (59,6%), branca (61,4%), com idades entre 18 e 64 anos (M=26,9; DP=8,4). Os participantes responderam a um questionário online que continha: escala de racismo moderno, escala de preconceito de classe, subescala de autoritarismo de direita, escala de orientação à dominância social e a um cenário de julgamento de homicídio. Foram realizadas análises de estatísticas descritivas, de comparação de grupos e inferenciais por meio do software SPSS. De forma geral, os resultados indicaram: a) uma posição condenatória por parte dos participantes, principalmente em casos em que a vítima era negra e pobre; b) baixos níveis de autoritarismo de direita, dominância social, racismo moderno e preconceito de classe para a maior parte da amostra; e c) participantes autoidentificados com a direita apresentaram um padrão de resposta mais protetivo em relação ao acusado e à vítima branca de classe média, ao passo que os de esquerda, foram mais protetivos em relação à vítima negra e pobre. Foram indicadas limitações e direcionamentos futuros. Considera-se que o objetivo geral foi alcançado, pois o estudo contribuiu para o crescente corpo de literatura que examina as maneiras pelas quais os vieses sociorraciais podem interferir na tomada de decisões do julgador.
Abstract: In addition to the legally established criteria guiding the decision in the judicial sphere, judges are influenced by socioral bias and bias arising from human cognitive limitations. In Brazil, the majority of blacks are blacks with low schooling and income, who accumulate disadvantages throughout life. In criminal justice, the disparities in the sentence can be understood from the influence of legal and extralegal variables. Sentencing surveys, or decision-making, have mainly highlighted the role of the class and race of the accused and the victim; as well as of ideological attitudes such as authoritarianism and social dominance of the judge. In this context, the present study sought to (1) organize a theoretical framework to support empirical studies in Psychology of Judgment and (2) to know the differences of verdict in a simulated homicide trial involving poor black and white middle class alternating as defendant or victim; considering the levels of ideological attitudes and prejudices of the judge. To reach the first objective, different areas of knowledge that investigate decision-making have been integrated. Then, a quasi-experimental trial simulation with factorial design 2 (race / class intersection: poor black and white middle class) x 2 (defendant and victim) was carried out. There were 396 subjects, mostly female (59.6%), white (61.4%), aged between 18 and 64 years (M = 26.9, SD = 8.4). Participants responded to an online questionnaire that contained: scale of modern racism, class scale of prejudice, subscale of right-wing authoritarianism, scale of orientation to social dominance and a scenario of homicide trial. Analyzes of descriptive, comparative groups and inferential statistics were performed using SPSS software. In general, the results indicated: a) a condemnatory position on the part of the participants, especially in cases where the victim was black and poor; b) low levels of right-wing authoritarianism, social dominance, modern racism and class prejudice for most of the sample; and c) self-identified participants with the right presented a more protective response pattern in relation to the accused and the white middle-class victim, while those on the left were more protective of the black and poor victim. Limitations and future directions were indicated. The overall goal is considered to have been achieved as the study has contributed to the growing body of literature examining the ways in which socioral bias can interfere in the judges' decision-making.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/40154
Appears in Collections:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_dis_dsalmeidasegundo.pdf2,74 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.