Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4035
Título: Perfil de marcadores sorológicos, salivares e moleculares de Mycobacterium leprae entre contatos intradomiciliares de pacientes com hanseníase
Título em inglês: Anti-PGL1 salivary IgA/IgM, serum IgG/IgM and nasal M. leprae DNA in individuals with household contact with leprosy
Autor(es): Cabral, Paula Brito e
Orientador(es): Dias , Aparecida Tiemi Nagao
Palavras-chave: Mycobacterium leprae
Reação em Cadeia da Polimerase
Testes Sorológicos
Data do documento: 2012
Citação: CABRAL, P. B. (2012)
Resumo: Os contatos de pacientes com hanseníase é um grupo de alto risco de desenvolver a doença, logo a precocidade no diagnóstico é uma importante ferramenta para o controle da enfermidade. Nós investigamos a presença de DNA de Mycobacterium leprae, através da Reação em Cadeia Polimerase (PCR), na mucosa nasal e anticorpos anti-PGL1 séricos, IgG/IgM, e salivares, IgA/IgM, por meio do ensaio imunoenzimático ligado à fase sólida (ELISA), em contatos intradomiciliares de pacientes com hanseníase (n=135) e seus casos índices. O estudo foi realizado em duas cidades endêmicas para a doença no Ceará, Crato e Maracanaú. Uma boa correlação entre os isotipos IgA e IgM salivares e IgG sérico foi observada quando comparou-se os contatos intradomiciliares e seus casos índices (p<0,01, p<0,005 e p<0.0001, respectivamente). Entretanto, essa relação não foi observada para IgM sérico anti-PGL1 (p>0,05). Observou-se alta frequência de IgM sérico anti-PGL1 no grupo de contatos negativos para IgG sérico anti-PGL1 (71/121, 58,6%). Dentre os contatos positivos para IgG sérico anti-PGL1, o nível de anticorpos séricos IgM anti-PGL1 positivos também foi alto (10/14, 71,4%). Em relação aos anticorpos salivares, contatos de pacientes com a forma clínica PB mostraram boa correlação entre IgA e IgM (r = 0.54, p <0.0001); o mesmo foi verificado em contatos de pacientes com a forma clínica MB (r = 0.61, p <0.0001). Foi observado que dos contatos positivos para os anticorpos salivares anti-PGL1, 53,3% obtiveram níveis de anticorpos séricos negativos. Por outro lado, dos contatos que foram negativos para os anticorpos salivares, 71,1% obtiveram níveis de anticorpos séricos positivos. O DNA de Mycobacterium leprae foi encontrado em swabs nasais de 9 contatos de pacientes portadores da forma clínica MB da hanseníase (10,6%) e em 3 contatos de pacientes portadores da forma clínica PB (6.0%). Nós concluímos que análises quantitativas de anticorpos séricos e salivares anti-PGL1 em contatos de pacientes com hanseníase são necessárias para montar estratégias de levantamento de infecções subclínicas da hanseníase, a fim de prevenir o desenvolvimento da doença.
Abstract: Leprosy household contacts are group at high risk of developing the disease. We investigated the presence M. leprae DNA in nasal mucosa and anti-PGL1 serum IgG/IgM and salivary IgA/IgM antibodies from leprosy household contacts (n=135) in two endemic regions, Ceara, Brazil. Good correlation between serum IgM and IgG isotypes was observed both in MB and in PB leprosy household contacts (r = 0.39, p <0.0001). However, their levels were much different (p <0.0001). Among the contacts positive for serum IgM, 74 (87%) were found to be negative for serum IgG. In respect to the salivary antibodies, PB leprosy household contacts showed correlation between IgA and IgM (r = 0.60, p <0.0001); the same was observed in MB leprosy contacts (r = 0.77, p <0.0001). It was observed that in 75.3% of the leprosy household contacts who were positive to serum anti-PGL1, their salivary antibodies were negative. On the other hand, 50% of the leprosy household contact who were negative to serum anti-PGL1 antibodies, their salivary antibodies were positive. M. leprae DNA was found in nasal swab in 9 MB household leprosy contacts (10.6%) and in 3 PB leprosy contacts (6.0%). We concluded that quantitative analysis of serum and salivary anti-PGL1 in leprosy contacts is necessary for mounting strategies to survey subclinical leprosy infections in order to prevent development of the disease.
Descrição: CABRAL, Paula Brito e. Perfil de marcadores sorológicos, salivares e moleculares de Mycobacterium leprae entre contatos intradomiciliares de pacientes com hanseníase. 2012. 82 f. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Médica) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4035
Aparece nas coleções:DMC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_dis_pbcabral.pdf918,28 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.