Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/40433
Title in Portuguese: Estratégias organizacionais e gestão por competência: estudo de caso em operadora de plano de saúde de Fortaleza-CE
Author: Albuquerque, Renata Cavalcante
Advisor(s): Lima, Marcos Antônio Martins
Keywords: Gestão por competências
Gestão estratégica
Avaliação de desempenho
Issue Date: 2010
Citation: ALBUQUERQUE, Renata Cavalcante. Estratégias organizacionais e gestão por competência: estudo de caso em operadora de plano de saúde de Fortaleza-CE. 2010. 215 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Programa de Pós-graduação em Administração e Controladoria, Fortaleza, 2010.
Abstract in Portuguese: Atualmente, a gestão por competências vem sendo considerada por muitas organizações como sendo uma ferramenta eficaz no processo de gestão de talentos em uma organização. Desta forma, para a área de recursos humanos, a gestão por competências, pode constituir, dependendo da forma como é difundida, uma forte aliada para o alcance das estratégias organizacionais. Baseada na metodologia quadripolar de De Bruyne, Herman e Shoutheete (1977) o presente trabalho trata da integração entre a gestão estratégica e a gestão por competências, buscando identificar o alinhamento existente entre as competências profissionais e as estratégias organizacionais de uma operadora de saúde. O primeiro pólo, o epistemológico, versa sobre Epistemologia de Bachelard (1996), explicita a problemática que envolve as categorias da pesquisa: estratégias e competências, suas origens e trajetória histórica. O pólo teórico trata da construção de conceitos e das principais teorias de estratégias e competências abordando os seguintes autores Kaplan e Norton (1997) em estratégia, Mc Clelland (1973); Prahalad e Hamel (1990); Shultz (1950) e Penrose (1959), em competências. O pólo morfológico articula os conceitos, as teorias e os modelos do objeto em esquemas ou em sistemas explicativos e interpretativos, em que são ilustrados os modelos de Kaplan e Norton (1997), Gramigna (2007) e Leme e Vespa (2008). O último pólo, o técnico, mostra a pesquisa de campo, controla a coleta de dados, se esforça para constatá-los e confrontá-los com a teoria que os suscitou. O referido estudo realizouse através de uma pesquisa descritiva, abordando aspectos quantitativos. A pesquisa assumiu a forma de estudo de caso, realizado em uma cooperativa médica instalada na cidade de Fortaleza-CE. Como instrumento de apoio para a realização do estudo de caso foi utilizado o questionário, aplicado com cinqüenta e sete gestores. Os resultados da pesquisa mostraram que, na percepção dos gestores, existe concordância entre as competências adotadas pela operadora e seus indicadores estratégicos, sendo as competências organizacionais as que estão em maior sintonia com esses indicadores. Os resultados mostraram ainda que existem relações entre o resultado da avaliação de desempenho da empresa e seus indicadores estratégicos, podendo, portanto, se concluir que a gestão por competências adotada pela operadora de saúde está alinhada à sua gestão estratégica.
Abstract: Currently, the management for abilities comes being considered for many organizations as being an efficient tool in the process of management of talents in an organization. In such a way, for the area of human resources, the management for abilities, can constitute, depending on the form as it is spread out, a strong allied for the reach of the organizational strategies. Based in the methodology to quadripolar of DeBruyne, Herman and Shoutheete (1977) the present work deals with the integration between the strategical management and the management for abilities, searching to identify the existing alignment between the professional abilities and the organizational strategies of a health operator. The first polar region, the epistemological, turns on Epistemology of Bachelard (1996), explicit the problematic involves the categories of the research: strategies and abilities, its origins and historical trajectory. The theoretical polar region deals with the construction of concepts and the main theories of strategies and abilities approaching following authors Kaplan and Norton (1997) in strategy, Mc Clelland (1973); Prahalad and Hamel (1990); Shultz (1950) and Penrose (1959), in abilities. The morphological polar region articulates the concepts, the theories and the models of the object in projects or clarifying and interpretative systems, where the models of Kaplan and Norton are illustrated (1997), Gramigna (2007) and Helm and Wasp (2008). The last polar region, the technician, shows the field research, controls the collection of data, it strengthens to evidence them and to collate them with the theory that excited itself. The related study it was become fullfilled through a descriptive research, approaching aspects quantitative. The research assumed the form of study of case, carried through in a medical cooperative installed in the city of Fortaleza CE. As instrument of support for the accomplishment of the case study the questionnaire, applied with fifty seven managers was used. The results of the research had shown in the perception of the managers, agreement exists enters the abilities adopted for the strategical operator and its pointers, being the organizational abilities the ones that are in bigger tunning with these pointers. The results had shown despite relations between the strategical result of the evaluation of performance of the company and its existed pointers, being able, therefore, to conclude that the management for abilities adopted by the health operator is lined up to its strategical management.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/40433
Appears in Collections:PPAC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2010_dis_rcalbuquerque.pdf2,89 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.