Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/40746
Title in Portuguese: Cartilha educativa para prevenção da transmissão vertical do HIV: ensaio clínico randomizado controlado
Author: Lima, Ana Carolina Maria Araújo Chagas Costa
Advisor(s): Oriá, Mônica Oliveira Batista
Co-advisor(s): Vasconcelos, Camila Teixeira Moreira
Keywords: Transmissão Vertical de Doença Infecciosa
HIV
Educação em Saúde
Enfermagem
Ensaio Clínico
Issue Date: 28-Nov-2018
Citation: LIMA, A. C. M. A. C. C. Cartilha educativa para prevenção da transmissão vertical do HIV: ensaio clínico randomizado controlado. 2018. 154 f. Tese (Doutorado em Enfermagem) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem. Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
Abstract in Portuguese: O estudo teve como objetivo testar a eficácia de uma cartilha educativa sobre o conhecimento e adesão aos cuidados para prevenção da transmissão vertical do HIV. Trata-se de um Ensaio Clínico Randomizado Controlado (ECRC) realizado em três maternidades públicas de Fortaleza-CE, entre janeiro de 2017 a maio de 2018. Foram elegíveis 104 mães HIV positivas, porém, devido aos critérios de descontinuidade, houve 56,7% de perda, restando a amostra final com 45 mulheres (Grupo intervenção=24; Grupo Controle=21). As gestantes que participaram do grupo controle (GC) receberam atendimento habitual do serviço e o grupo intervenção (GI) teve como aditivo acesso à cartilha educativa a ser testada. A pesquisa foi realizada em três fases (Avaliação 1+Randomização+Intervenção, Avaliação 2 e Avaliação 3). A Avaliação 2 aconteceu no dia e local agendados da consulta subsequente à da primeira avaliação ou por telefone, entre 7 e 15 dias após a linha de base. A terceira avaliação aconteceu 30 dias após o parto, por telefone ou presencialmente. Quanto a análise estatística, foram utilizados testes paramétricos e não-paramétricos para as comparações intra e intergrupos. A pesquisa foi aprovada pelos Comitês de Ética e Pesquisa sob números de parecer: 1.684.549 e 1.930.501, além de registrado na plataforma de Registro Brasileiro de Ensaios Clínicos (ReBEC: UTN: U1111-1191-9954). Os grupos foram homogêneos em relação às características sociodemográficas, exceto no que diz respeito a raça (p=0,030). Não houve diferença intergrupos na média da pontuação do conhecimento das mulheres ao longo do estudo. Porém, na análise intragrupo nas três fases do estudo, verificou-se que a intervenção com a cartilha se mostrou eficaz para melhorar o conhecimento das gestantes HIV positivas do GI em curto prazo (p=0,002), mantendo-se elevado em longo prazo (p=0,033) em relação à linha de base. Quanto à média de adesão aos cuidados para prevenção da transmissão vertical, o GI apresentou elevação expressiva da adesão (p=0,021) na fase 2 em relação ao GC. Na análise intragrupo, evidenciou-se que a intervenção com a cartilha foi efetiva no aumento da adesão aos cuidados para prevenção da transmissão vertical do HIV durante a gestação dentro do grupo intervenção (p<0,001). Na comparação intergrupos da média de pontuação da adesão aos cuidados no pós-parto, não houve diferença entre os grupos (p=0,731). 7 Evidenciou-se que a cartilha aumentou o conhecimento a curto e a longo prazo no grupo que teve acesso a essa tecnologia e na adesão aos cuidados para a prevenção da transmissão vertical do HIV de gestantes soropositivas, podendo ser mais uma estratégia a ser utilizada desde o pré-natal no intuito de empoderar as mães que vivem com HIV e oferecer suporte de informação adicional para que possam realizar as medidas necessárias para minimizar riscos da transmissão vertical do HIV.
Abstract: The aim of this study was to verify the efficacy of an intervention using an educational booklet to increase knowledge and adherence regarding the care to prevent vertical transmission of HIV. This is a Randomized Controlled Clinical Trial (RCT), carried out in three public maternity hospitals in Fortaleza-CE between January 2017 and May 2018. A total of 104 HIV-positive mothers were eligible for the study, however, due to the discontinuity criteria, there was a 56.7% loss, leaving a final sample of 45 women (Intervention group = 24, Control Group = 21). Pregnant women from the control group (CG) had been under the routine care and the intervention group (IG) had additional access to the educational booklet to be tested. The research was carried out in three stages (Evaluation 1 + Randomization + Intervention, Evaluation 2 and Evaluation 3). Assessment 2 happened the next day, and the consultation schedules followed the first telephone assessment between 7 and 15 days after a baseline. The third evaluation occurred 30 days after delivery, by phone or in person. Statistical analysis, parametric and non-parametric comparative test for intra and intergroup comparisons were done. The research was approved by the Ethics and Research Committee under protocol numbers: 1.684.549 and 1930.501, in addition to the Brazilian Registry of Clinical Trials ((ReBEC: UTN: U1111-1191-9954). The groups were homogeneous in relation to the sociodemographic characteristics of the pregnant women, except for race (p = 0.030). The notion of intergroups in the average range of women's knowledge throughout the study. However, in the intragroup analysis of the three phases of the study, the intervention became effective to improve the knowledge of the pregnant women. p = 0.033) relative to the baseline. The first to respond to care for the prevention of vertical transmission was performed in relation to CG (p = 0.021). In the intragroup analysis, it has been shown that the booklet intervention was effective in improving adherence to care for preventing HIV vertical transmission during pregnancy (p<0,001). In the intergroup comparison of mean scores for the response to non-postpartum care, there was no difference between the groups (p = 0.731). It has been recognized that the booklet intervention enhanced short and long-term knowledge toward the adherence of care to prevent HIV vertical transmission in soropositive pregnant women with the access of this technology. This intervention may be astrategy to be used during the prenatal care in order to empower HIV+ mothers, offering support for additional information to conduct the needed measures to minimize HIV vertical transmission.
Description: LIMA, A. C. M. A. C. C. Cartilha educativa para prevenção da transmissão vertical do HIV: ensaio clínico randomizado controlado. 2018. 154 f. Tese (Doutorado em Enfermagem) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem. Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/40746
Appears in Collections:DENF - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_tese_acmacclima.pdf1,89 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.