Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/41597
Title in Portuguese: Indisciplina em sala de aula
Author: Ferreira, Francisco José Alves
Advisor(s): Ferreira, Gláucia Maria de Menezes
Keywords: Processo ensino aprendizagem
Evolução da educação
Issue Date: 2010
Citation: FERREIRA, Francisco José Alves. Indisciplina em sala de aula. 2010. 70f. – TCC ( Monografia) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Centro de Treinamento e Desenvolvimento, Curso de Especialização em Docência do Ensino Superior, Fortaleza (CE), 2010.
Abstract in Portuguese: É através da educação que o homem aperfeiçoa-se e evolui. Se a educação é permeada por relações entre diferentes gerações e, na escola, entre professor e aluno é estreito o vinculo entre disciplina e essa relação. O impor limites agirá como obtenção de um respeito mútuo aos adultos, necessário na educação das crianças. Limites esses, que devem ser impostos por pais e professores. A moral que fundamenta a disciplina, portanto, é fundada no respeito sem restrições ao adulto e às regras sociais: permitindo, e até exigindo, o controle e a imposição de limites através de condutas coercitivas e punitivas. A educação familiar pode ser corrompida devido aos problemas encontrados socialmente e, dessa forma, a educação escolar é a que tem mais possibilidades sobre educar moralmente, pois reúne duas coisas: a instituição e a cultura moral. O papel da educação escolar, portanto, é o de instruir e disciplinar. A escola deve ser um local onde a educação é legitimada. É neste espaço que a educação pode se dar com vista à cooperação, posto que é na escola onde os relacionamentos interpessoais são uma constante, a educação é como um processo de emancipação do homem, ou seja, de aperfeiçoamento. Discutindo a disciplina como respeito à normas ou regras, é inegável a importância e a necessidade da existência das regras para garantir a eficácia da pratica educativa e a harmonia nas relações; mas, nem toda regra tem relação com a moralidade. Como palco da relação entre indisciplina e desenvolvimento moral, a escola também é o ambiente que pode possibilitar a resolução dos conflitos que se apresentam, justamente na forma de lidar com conflitos e situações cotidianas. Este artigo tem como objetivo principal trazer uma reflexão sobre os fatores que podem provocar a indisciplina no cotidiano da escola atual, que tem sido vista como problema, como desvio das normas disseminadas nos sistemas escolares, que inviabiliza a prática educacional. Associada à desordem, ao desrespeito a regras de conduta e à falta de limites, a indisciplina é, frequentemente, centralizada no aluno, o que evidencia um modo individualizante de lidar com questões produtoras/produzidas do/no cotidiano escolar. Inicialmente, coloca-se em discussão o próprio conceito de indisciplina, explorando-se, a seguir, algumas das suas causas, analisadas através de pesquisas em livros, revistas, sites especializados, bem como estudos de caso e analises de escolas públicas. Após as análises das pesquisas, destacamos o enfoque preventivo como estratégia mais adequada para enfrentar o problema e enfatizamos a necessidade de uma postura compartilhada em relação à indisciplina, na forma de uma política definida em bases democráticas.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/41597
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:EDES - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2010_tcc_fjalves.pdf295,36 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.