Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4196
Title in Portuguese: Avaliação de problemas relacionados a medicamentos e qualidade de vida em pacientes chagásicos usuários de benzonidazol
Title: Drug Related Problems and Quality of Life Evaluation in patients with Chagas disease in use of benznidazole
Author: Sousa Junior, Alcidésio Sales de
Advisor(s): Oliveira , Maria de Fatima
Keywords: Doença de Chagas
Qualidade de Vida
Toxicidade de Drogas
Issue Date: 2008
Citation: SOUZA JÚNIOR, A. S. Avaliação de problemas relacionados a medicamentos e qualidade de vida em pacientes chagásicos usuários de benzonidazol. 2008. 151 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2008.
Abstract in Portuguese: Problemas Relacionados a Medicamentos (PRM) são responsáveis por causar morbidade e mortalidade em todo o mundo, e também, afetar resultados clínicos esperados e a qualidade de vida (QV) de pacientes. O tratamento etiológico da Doença de Chagas (causada pelo Trypanosoma cruzi) conta apenas com o benzonidazol (BNZ). Este medicamento pode produzir toxicidade (hipersensibilidade, aplasia medular, etc.) e tem eficácia parcial. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos provocados na saúde dos pacientes emu so de BNZ, medidos a partir de índices QV e PRM. Dezenove pacientes foram inluídos em um estudo observacional, descritivo e de seguimento que ocorreu de novembro de 2006 a outubro de 2007. Estes pacientes, após prescrição de BNZ e consentimento, foram acompanhados por 6 meses por um farmacêutico e estagiários treinados. O Método Dáder foi utilizado, excetuando-se a etapa de intervenção. Os PRM foram classificados por juízes utilizando-se o Segundo Consenso de Granada (2002). As reações adversas foram classificadas pelo Centro de Farmacovigilância do Ceará (CEFACE). Utilizou-se o questionário Short-Form Health Survey (SF-36) para avaliar a QV dos pacientes antes e após o seguimento. Realizou-se análise descritiva para os dados. Além disso, os testes de Mcnemar e Wilcoxon foram feitas para análise inerencial, considerando o nível de significância de p<0,05. A maioria dos pacientes era homem (58%), possuía escolaridade até o ensino fundamental (57,9%) e encontrava-se na forma indeterminada da doença de Chagas (74%). Cerca de 42% dos pacientes fizeram uso de dois ou três medicamentos durante o tratamento com BNZ, havendo média de consumo de 1,3 medicamento por paciente, sendo os anti-hipertensivos e diuréticos os mais usados durante o tratamento com BNZ (22%). Em relação à adesão ao BNZ, 47,4% não foram aderentes ao BNZ. Suspenderam o tratamento, 36,8%, a maioria devido à presença de RAM (Coeficiente de Correlação = 0,415, p-valor bicaudal = 0,047). Somou-se um total de 148 PRM nas três etapas de avaliação. Destes 41,9% estavam relacionados à necessidade, 33,1% à efetividade e 25% à segurança. Verificou-se que a quantidade de PRM estava associada ao número de medicamentos usados (Coeficientes de Correlação Kendall = 0,438, p-valor bicaudal = 0,018). Comprovou-se que a quantidade de PRM após o término do tratamento (60 dias) foi maior em relação ao início (Teste de Wilcoxon: Z=-3,725, p<0,05). Cerca de 17 pacientes (10 homens e 7 mulheres) afirmaram apresentar alguma RAM, que variou desde prurido a parestesia. A maioria destas foi classificada como provável e leve. Demonstrou-se que os pacientes com RAM leves têm um conhecimento maior em relação àqueles com reações moderadas (Coeficiente de Correlação = 0,523; p-valor bicaudal = 0,028). Não foi detectada alteração da QVRS após o seguimento. Entretanto, mostrou-se que os PRM afetaram a QVRS (Teste de Wilcoxon: Z=-3,724, p<0,05). Não houve diferença entre QVRS antes e depois, no entanto houve piora da QVRS em relação aos PRM.
Abstract: Drug Related Problems (DRP) are responsible to cause morbidity and mortality in all world, and can affect expected clinical results and quality of life (QoL) of patient. Etiologic treatment for Chagas’ disease (caused by Trypanosoma cruzi) have only a drug, the benznidazole (BNZ). This medicine may produce toxicity (hipersensibility, bone medular aplasy, etc.) and have partial efficacy. The aim was to estimate the effects in the health of patients in use of BNZ, mensured by QoL and DRP. Nineteen patients included in a observational, descriptive and follow-up study in the period from November of 2006 to October of 2007. These patients, after prescription of BNZ and consent, were followed by 6 months by pharmacist and pharmacist students. Dader Method was utilized except intervention procediment. DRP were classified by judges utilizing the Second Granada Consensus (2002). The adverse reaction were classified by Centro de Farmacovigilância do Ceará (CEFACE). The QoL was mensuread by Short-Form Health Survey (SF-36) questionnaire before and after the follow-up. Were realized by descriptive analysis to study the result. Also, Mcnemar and Wilcoxon tests were made for inferential analysis, considering the significance level p<0,05. The majority of patients were men (58%), had until primary school level (57,9%) and they were in a indeterminate form of Chagas disease (74). About 42 from patients used 2 or 3 medicines with BNZ treatment, with an average from 1,3 medicine per patient. Antihypertension and diuretics were the most utilized in BNZ treatment (22%). In relation to adherence, 47,4% from patients were not adhere to BNZ. The use of BNZ was suspended in 36,8% of patients, the major reason was adverse reaction (Correlation Coefficient = 0,415, p-value = 0,047). In three steps of analysis was founded a total of 148 DRP (41,9% related to necessity, 33,1% to effectiveness and 25% to security). DRP were associated to number of medicines (Kendall Coefficient = 0,438, p-value = 0,018). The number of DRP were high after than the start of treatment with BNZ (Wilcoxon test: Z=-3,725, p<0,05). Seventeen patients (10 men and 7 women) showed adverse reaction, to pruritus until parestesia. These majority reactions were classified as probable and soft. Patients with soft adverse reaction have more knowledge level in relation to patients with moderate adverse reaction (Correlation Coefficient = 0,523; p-value = 0,028). It wasn’t detected alterations in QoL after follow-up, but it was showed that DRP affected QoL levels (Wilcoxon test: Z=-3,724, p<0,05). There wasn’t difference between QoL before and after, however DRP affected QoL.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4196
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DFAR - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008_dis_assousajunior.pdf599,9 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.