Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/42028
Title in Portuguese: Importância da afetividade na educação
Author: Oliveira, Maria do Socorro Coelho de
Advisor(s): Ferreira, Gláucia Maria de Menezes
Keywords: Educação Infantil
Processo ensino-aprendizagem
Educação
Issue Date: 2007
Citation: OLIVEIRA, Maria do Socorro Coelho de. Importância da afetividade na educação. 2007. 64f. – TCC ( Monografia) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Centro de Treinamento e Desenvolvimento, Curso de Especialização em Psicopedagogia, Fortaleza (CE), 2007.
Abstract in Portuguese: O presente estudo se propõe a investigar a importância da afetividade na educação. Refletir sobre a afetividade como fator estimulante e necessário em todo desenvolvimento psicomotor. Sendo focalizada a comunicação da criança com o meio através das relações psicomotoras. Sabe-se que a afetividade é expressa pelas relações psicomotoras que tem um papel importantíssimo e vital para uma convivência saudável que possibilita uma maior interação e uma aprendizagem satisfatória. Acredita-se que não existe afetividade se não houver pareamento relacional com objetos de amor, ternura e satisfação iniciados na primeira relação: mãe – filho. Desde o momento intra-uterino, a criança sente necessidade de estar em plenitude funcional com o seu corpo e o corpo do adulto. Inicialmente sensação de prazer e segurança que a mãe proporciona nos contatos íntimos da amamentação, do banho, da troca de fraldas, vai pouco a pouco, por meio desse toque imprimindo no corpo do bebê a sensação real de segurança e tranquilidade perdidas com o nascimento, dando um novo registro para essas sensações. Diante de várias questões que podem contribuir para o desgaste da prática pedagógica – o que produz o insucesso na educação em geral – buscou-se neste trabalho, analisar também a relação professor-aluno na perspectiva de mensurar os níveis de afetividade nesse relacionamento e até que ponto isso seria um elemento facilitador da aprendizagem. São vários questionamentos surgidos a partir da observação e da própria experiência em sala de aula e do convívio com diversos alunos desde a Educação Infantil até o Ensino Médio. Sabe-se que a afetividade é o elemento primordial na relação do indivíduo com o educador, reeducador ou terapeuta, relação na qual esse indivíduo deve descobrir o valor de seu corpo, suas possibilidades e limites dentro de um clima emocional favorável. Supõe-se que a escola possibilite um importante elo de ligação na relação professor-aluno; embora esteja longe de se atingir um nível ideal. Por isso mesmo faz-se necessário compreender que a criança espera do educador uma disponibilidade de empréstimo do seu corpo, como instrumento de comunicação afetiva a fim de que possa projetar simbolicamente, seus desejos e encontrar ferramentas corporais e emocionais para relacionar-se com o mundo. 14 Portanto, para se entrar em contato com a criança, não basta ter excelentes materiais, se o principipal material que é o seu corpo (o do mestre) está em desarmonia, é desconhecido, sem interação com outro e com o que o outro pode trazer. Assim, temse como objetivo geral, uma avaliação constante do relacionamento mestre-aprendiz. Naturalmente, este trabalho não tem a pretensão de oferecer nenhum resultado conclusivo acerca do assunto. Espera-se tão somente que se possa contribuir para o estudo e reflexão das questões levantadas, no sentido de despertar nos pais e educadores a necessidade de melhorar as relações afetivas com seus filhos e alunos, e atingir um maior aproveitamento do processo ensino-aprendizagem.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/42028
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:EPP - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2007_tcc_mscoliveira.pdf352,5 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.