Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4228
Título: Adesão ao tratamento farmacológico em doentes renais crônicos atendidos pelo ambulatório do Hospital Universitário Walter Cantídio
Título em inglês: Medication compliance in outpatients with chronic kidney disease assisted by Renal Care Unit of the Academical Hospital
Autor(es): Moreira, Leonardo Barbosa
Orientador(es): Martins, Alice Maria Costa
Palavras-chave: Uso de Medicamentos
Insuficiência Renal Crônica
Ações Farmacológicas
Data do documento: 2005
Citação: MOREIRA, L. B. (2005)
Resumo: A doença renal crônica (DRC) representa, atualmente, um importante problema de saúde pública. Em estágios mais avançados, a doença pode levar à insuficiência renal crônica terminal, que requer diálise ou transplante. O retardo da progressão da DRC depende da efetividade da farmacoterapia das doenças de base. A não adesão ao tratamento farmacológico prejudica o alcance dos resultados terapêuticos. O estudo dos fatores associados à não adesão é importante para que estratégias de intervenção bem sucedidas possam ser implementadas. O objetivo do presente trabalho é mensurar a prevalência da não adesão ao tratamento farmacológico e identificar os fatores associados à não adesão em doentes renais crônicos. O estudo foi realizado no ambulatório de nefrologia do Hospital Universitário Walter Cantídio, em Fortaleza (CE), entre novembro de 2004 e abril de 2005, com delineamento transversal. A amostra foi constituída por 130 pacientes com diagnóstico de DRC, maiores de 18 anos, em uso contínuo de algum fármaco anti-hipertensivo ou imunossupressor e que não estivessem sendo submetidos a diálise ou transplante renal. A não adesão foi medida através dos métodos da entrevista com questionário, das estimativas feitas pelos médicos e da análise dos resultados terapêuticos, sendo considerados não aderentes os pacientes assim classificados por, pelo menos, um dos métodos. As variáveis independentes estudadas estavam relacionadas às características sociodemográficas, características e percepções dos pacientes sobre a DRC, o tratamento e o atendimento oferecido e o nível de informação sobre o tratamento farmacológico. O banco de dados e análise bivariada foram feitos através do EPI-INFO versão 6.04d, utilizando o teste do qui-quadrado corrigido por Yates e o teste exato de Fisher. Foi realizada uma análise multivariada por meio de um modelo de regressão logística, utilizando-se o programa SPSS for Windows versão 10.0. Em todos os testes estatísticos adotou-se o nível de significância de p < 0,05 (bicaudal) em relação ao erro alfa. A freqüência de pacientes não aderentes, identificados por pelo menos um dos métodos, foi de 61,3% (IC95% = 52,0 – 70,1%). Na análise multivariada três fatores apresentaram associação estatisticamente significante com a não adesão: tempo de diagnóstico da DRC inferior a 5 anos (p = 0,015), relato do paciente sobre reação adversa a algum medicamento prescrito (p = 0,015) e baixo nível de informação sobre o tratamento farmacológico (p = 0,028). À medida que aumentou o nível de informação sobre o tratamento farmacológico diminuiu a prevalência da não adesão. A prevalência da não adesão ao tratamento farmacológico é alta entre os pacientes estudados. Os fatores que apresentaram associação estatisticamente significante com a não adesão são possíveis causas deste comportamento. Intervenções educativas e motivacionais são necessárias para a diminuição da magnitude do problema. Os resultados observados estão coerentes com outros trabalhos encontrados na literatura, entretanto, mais estudos são necessários para avaliar as causas da não adesão ao tratamento farmacológico da DRC e a efetividade das intervenções propostas.
Abstract: Chronic kidney disease (CKD) is currently an important public health problem. At more advanced stages CKD can take to end-stage renal disease, that request dialysis or renal transplantation. Retard of the progression of CKD depends on the effectiveness of underlying conditions pharmacotherapy. Medication non-compliance harms reaching therapeutic goals. Non-compliance associated factors study is important so that well happened intervention strategies can be implemented. The objective of the present study is to measure the prevalence of medication noncompliance and to identify medication non-compliance related factors in CKD patients. A cross-sectional study was performed at renal outpatient care unit of the Academical Hospital Walter Cantídio, in Fortaleza (CE), between 2004 november and 2005 april. The sample was constituted by 130 CKD patients, at least 18 years old, continuously taking some self-administered antihypertensive or immunosuppressive drug and not being submitted to dialysis or renal transplantation. Non-compliance was measured by questionnaire, physician assessment and outcomes methods, being considered non-compliant patients if non-compliance has been detected by any method. Independent variables studied were related to sociodemographic characteristics, characteristics and patients’ perceptions on CKD, its treatment and offered service and information level about pharmacotherapy. Database and bivariate analysis were performed at EPI-INFO version 6.04d, using Yates corrected chi-square and isher’s exact tests. A multivariate analysis was conducted through a logistic regression model using SPSS for Windows version 10.0. Confidence level for all tests was p < 0,05 (two-tailed). Frequency of non-compliant patients, detected by any method, was 61,3% (95%CI = 52,0 – 70,1%). Multivariate analysis results showed that less than 5 years CKD diagnosis time (p = 0,015), selfreport of adverse drug reaction (p = 0,015) and low information level about pharmacotherapy (p = 0,028) presented statistically significant association with noncompliance. As greater the information level about pharmacotherapy smaller the noncompliance prevalence. Medication non-compliance prevalence is high among studied patients. Factors associated with non-compliance are possible causes of this comportment. Educational and motivational interventions are necessary for decrease problem’s magnitude. Observed results are coherent with literature, however, more studies are necessary to evaluate causes of the medication non-compliance on CKD and effectiveness of the proposed interventions.
Descrição: MOREIRA, Leonardo Barbosa. Adesão ao tratamento farmacológico em doentes renais crônicos atendidos pelo ambulatório do Hospital Universitário Walter Cantídio. 2005. 181 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2005.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4228
Aparece nas coleções:DFAR - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2005_dis_lbmoreira.pdf534,55 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.