Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/43208
Title in Portuguese: Atendimento educacional especializado na perspectiva da educação inclusiva para pessoa com surdez: seu pensar, sentir e fazer
Author: Damázio, Mirlene Ferreria Macedo
Alves, Carla Barbosa
Keywords: Surdez - movimento educacional
Surdez - concepção de direitos e valores humanos
Issue Date: 2016
Publisher: UFCE; MC&C
Citation: DAMÁZIO, Mirlene Ferreria Macedo; ALVES, Carla Barbosa. Atendimento educacional especializado na perspectiva da educação inclusiva para pessoa com surdez: seu pensar, sentir e fazer. In: GOMES, Robéria Vieira Barreto; FIGUEIREDO, Rita Vieira de; SILVEIRA, Selene Maria Penaforte, FACCIOLI, Ana Maria. (orgs.). Políticas de inclusão escolar e estratégias pedagógicas no atendimento educacional especializado. Fortaleza: UFCE; Brasília: MC&C, 2016. p. 107-136.
Abstract in Portuguese: A educação inclusiva para pessoa com surdez (doravante PS) consiste em um movimento educacional de âmbito mundial envolvendo ações socioculturais, políticas, psicológicas, educacionais e pedagógicas desenvolvidas para garantir o direito de esses seres humanos estarem juntos nos diversos ambientes – independente do seu déficit, falta, falha, insuficiência ou deficiência sensorial – nos quais devem conviver, aprender e participar, sem nenhum tipo de preconceito ou discriminação. A educação inclusiva para PS é um paradigma educacional fundamentado na concepção de direitos e valores humanos, que agrega infinitas possibilidades para essas pessoas, envolvendo em especial o acesso e a permanência no âmbito escolar com equidade (MANTOAN, 2003). Porém, para esse processo se efetivar, torna-se necessário enfrentar os empecilhos e entraves existentes envolvendo as barreiras estruturais e atitudinais no sistema de ensino brasileiro. Ao reconhecermos as dificuldades existentes, deflagramos a primeira iniciativa de confrontar as práticas excludentes, discriminatórias e preconceituosas, criando alternativas na busca de superá-las. Nesse sentido, a educação inclusiva para PS assume um espaço complexo no debate, quando legitima a superação da lógica da exclusão pelo marcador “surdo”. Nessa perspectiva, o Brasil, na atualidade, enfrenta um grande desafio, o desafio de se organizar para se tornar um país que acolhe e respeita as diferenças humanas dessas pessoas, valorizando seus potencias individuais e coletivos, relegando o caráter excludente, discriminatório e segregacionista, em especial na escola de ensino regular público e privado que se organiza, ainda, incorretamente para potencializar a capacidade das PS (ALVES; DAMÁZIO, 2010). Assim, ao se pensar em todas as questões polêmicas que perpassam a discussão acerca da educação das PS, iniciando pelas leis, a Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva de 2008 apresenta como proposta educacional para o ambiente escolar ações que envolvam práticas educacionais inclusivas, e, consequentemente, a promoção de uma escola aberta a todos, nesse caso para as PS. Várias são as leis que asseguram os direitos das PS, mas do que adiantam belas e tracejadas linhas legais se no âmago da questão não se vê uma mudança de paradigma nas proposições e ações sociopolítico-educacionais? De que vale um papel se as pessoas não conseguem mudar a forma de ver a PS? Percebe-se progresso nas leis, mas as modifi cações nas atitudes estruturais e atitudinais ainda deixam muito a desejar. As leis são necessárias para assegurarem os direitos, porém a mudança de mentalidade, envolvendo os novos paradigmas da contemporaneidade, é emergente na busca de uma sociedade mais justa e solidária para a vida em sociedade dessas pessoas.[...]
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/43208
ISBN: 978 85 67589 49 7
Appears in Collections:DFE - Capítulos de livro

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_capliv_mfmdamazio.pdf986,77 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.