Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/44998
Title in Portuguese: Controle das perdas de nutrientes, solo e água pela cobertura morta de bagaço de cana e sua eficiência no aumento do nível da matéria orgânica e da produtividade do solo.
Author: Cavalcante, José Ramos Lopes
Advisor(s): Silva, José Ronaldo Coelho
Keywords: Agronomia
Issue Date: 1996
Citation: CAVALCANTE, José Ramos Lopes. Controle das perdas de nutrientes, solo e água pela cobertura morta de bagaço de cana e sua eficiência no aumento do nível da matéria orgânica e da produtividade do solo. 1996. 39 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 1996.
Abstract in Portuguese: Um estudo desenvolvido concomitantemente com esta pesquisa, em um Podzólico de Fortaleza (CE), demonstrou o beneficio do bagaço de cana triturado no decréscimo das taxas de erosão, na melhoria das propriedades físicas e no aumento do rendimento de culturas de caupi e mandioca em consórcio. Entretanto, quais seriam os efeitos dessa técnica no controle das perdas de nutrientes, solo e água, e como ela contribuiria para a melhoria das propriedades químicas e da produtividade permaneciam incógnitas. A necessidade de responder estas perguntas, conduziu ao presente estudo o qual foi desenvolvido em quatro parcelas adaptadas a tanques coletores de enxurrada e de sedimentos onde os efeitos de dois tratamentos de cobertura morta com bagaço de cana triturado associado ou não à N suplementar foram comparados a dois outros onde o solo permanecia destituído dessa proteção. Os teores de nutrientes dos sedimentos e da enxurrada coletados nos tanques e determinados em análises de solo e água em laboratório mostraram os efeitos dos tratamentos os quais foram testados para o controle das perdas por erosão contra as cinco chuvas mais erosivas da estação úmida de 1994. Uma parcela testemunha do consórcio, sem nenhuma prática conservacionista foi usada como referência para comparação dos rendimentos da mandioca e do caupi. A determinação da erosividade revelou que de 57 precipitações do período totalizando 1.812,9 mm somente cinco chuvas selecionadas totalizando 675,6 mm, foram responsáveis por 44,8% (3.328,5 MJ.mm/ha.h) de 7.401,7 MJ.mm/ha.h do período estudado. A eficiência da cobertura do bagaço de cana foi claramente demonstrada pela redução de uma média de 85,1% da erosão nas parcelas protegidas (2,6 t/ha) contra 17,4 t/ha das perdas de solo provocadas pelas cinco chuvas selecionadas e detectadas nas parcelas desprovidas de cobertura. As perdas de água seguiram uma tendência similar e uma redução de 52,4% a favor das parcelas com cobertura (129,0 mm) em relação às parcelas desprotegidas (270,9 mm). O nível dos nutrientes foi também aperfeiçoado nos tratamentos com cobertura posto que, enquanto suas perdas médias de N, P, K, Ca e Mg foram somente 5,7; 0,03; 2,8; 8,2 e 4,4 kg/ha, respectivamente, aquelas dos tratamentos descobertos aumentaram, nessa mesma ordem, em 82,5%, 200%, 107%, 211% e 211% realçando, dessa forma, os danos à produtividade nos solos desprotegidos bem como a eficiência da prática conservacionista sob análise. Considerando o teor de matéria orgânica das parcelas cobertas antes do experimento (0,7%), a cobertura com bagaço de cana promoveu o mais alto incremento (43%) desse componente do solo, posto que após a colheita ele aumentou para 1%, quando comparado ao aumento das parcelas descobertas (29%) as quais mostraram 0,7% e 0,9% antes e depois do experimento, respectivamente. Adicionado à melhoria das condições físicas, o decréscimo nas perdas de solo e nutrientes proporcionado pela cobertura de bagaço de cana contribuiu para aumentos médios de 4,9 t/ha para a mandioca (18,3 t/ha) quando comparados às parcelas desprotegidas (13,4 t/ha) e de 0,5 t/ha para o caupi nas parcelas protegidas (1,3 t/ha) em relação às desprovidas da proteção do mulch (0,8 t/ha). A melhoria do nível da matéria orgânica e N e condições microbiológicas a ela associadas, a retenção e reciclagem de nutrientes e redução das perdas de P, K, Ca e Mg foram atributos químicos responsáveis pela excelência da prática de controle da erosão em estudo, no melhoramento e conservação da produtividade do Podzólico.
Abstract: A concomitant study, developed with this research, on a Podzolic of Fortaleza (CE), demonstrated the benefits of triturated sugarcane bagasse mulch in decreasing erosion rates, in improving soil physical properties and in increasing cassava/cowpea intercrop yields. However, which were the effects of this technique on nutrient, soil and water losses control, particularly associated to the most erosive rainfalls of the year, and how it would contribute to the improvement of soil chemical properties, and productivity remained unknown. The need to answer these questions, leaded to this study which was developed on four erosion plots connected to sediments and runoff collecting tanks where the effects of two mulch treatments with or without suplementar N were compared to two other where the soil remained deprived of this protection. Nutrients contents of the sediments and runoff collected in the tanks and determined in soil and water laboratory analysis showed the effects of the treatments which were tested for erosion losses control against the five most erosive rainfalls of the humid season of 1994. A control plot of the intercrop, deprived of any conservationist practice was used as a reference for comparison of cassava and cowpea yields. Determination of the erosivity revealed that from 57 precipitations of the period totaling 1,812.9 mm only five selected rainfalls amounting to 675,6 mm were responsible for 44,8% (3,328.5 MJ.mm/ha.h) of 7,407,1 MJ.mm/ha.h of the period. Effectiveness of the sugarcane bagasse mulch was clearly demonstated through reduction of an average of 85.1 % of erosion on protected plots (2.6 t/ha) against 17.4 t/ha caused by the tive selected rainfalls and detected on plots where there was no mulch protection. Water losses followed a similar trend and a reduction of 52,4% favouring mulched plots (129 mm) against unprotected plots (270.9 mm). Nutrient status was also enhanced on mulched treatments since while their average losses of N, P, K, Ca and Mg were only 5.7, 0.03, 2.8, 8.4, and 4.4 kg/ha, respectively, those of the uncovered treatments increased, in this same order, by 65%, 200%, 107%, 211% and 211%, therefore remarking the damages to productivity on unprotected soils as well as the effectiveness of the conservationist practice under analysis. Considering the organic matter content of the mulched plots before the experiment (0.7%), the sugarcane bagasse mulch promoted the highest increase (43%) of this soil component since after the crops harvest it amounted to 1.0% as compared to the increase of the uncovered plots (29%) which showed 0.7% and 0.9% before and after the experiment, respectively. Adding to the improvement of physical conditions the decreases in soil and nutrient losses provided by the sugarcane bagasse mulch contributed to average increases of 4.9 t/ha for cassava (18.3 t/ha) as compared to uncovered plots (13.4 t/ha) and of 0.5 t/ha for cowpea on protected plots (1.3 t/ha) with relation to those deprived of the mulch protection (0.8 t/ha). Improvement of the soil organic matter and N status and associated microbiological conditions, nutrients retention and recycling, and reduction of losses of P, K, Ca and Mg were chemical attributes responsible for the excellence of this erosion control practice on the improvement and conservation of the Podzolic productivity.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/44998
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGFIT - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1996_dis_jrlcavalcante.pdf23,31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.