Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45013
Title in Portuguese: A flexibilidade como atributo da arquitetura moderna brasileira e sua vigência na contemporaneidade.
Author: Braga, Bruno Melo
Paiva, Ricardo Alexandre
Keywords: Arquitetura Moderna Brasileira.
Edifícios Públicos.
Flexibilidade.
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal do Ceará
Citation: BRAGA, Bruno Melo; PAIVA, Ricardo Alexandre. A flexibilidade como atributo da arquitetura moderna brasileira e sua vigência na contemporaneidade. Revista Encontros Universitários da UFC, Fortaleza, v.1, n. 1, 2016. (Encontro de Pesquisa e Pós-Graduação, 9).
Abstract in Portuguese: A arquitetura moderna potencializou o desenvolvimento de questões relativas ao conceito de flexibilidade, constituindo umas das premissas do movimento. Estrutura e vedação passam a ser vistos como sistemas independentes, redundando, portanto, na autonomia de cada elemento de composição do projeto. A modernismo arquitetônico brasileiro desde a origem teve em seus exemplares a aplicação de espaços flexíveis. Ao focar seus esforços no desenho das estruturas, criando geometrias simples e espaços generosos para resolver os novos problemas complexos que surgiam naquele momento, aliando a isso a preocupação da construção da paisagem e a articulação territorial, apresenta uma grande abertura à possibilidade de mudança de uso e à apropriação dos seus espaços que a diferencia significativamente da produção dos países do hemisfério norte do mesmo período. No contexto atual de constante mudança de uso dos edifícios e sua consequente necessidade de adaptabilidade, de fortalecimento das individualidades e das diferenças, das novas formas de morar, trabalhar ou estudar, a discussão acerca da flexibilidade nas soluções projetuais torna-se bastante pertinente. Este trabalho tem como objetivo, portanto, refletir teoricamente sobre a questão da flexibilidade na arquitetura moderna brasileira e sua vigência na contemporaneidade. Inicialmente, a análise resgata como os primeiros representantes da arquitetura moderna aplicaram este conceito em suas obras e ideias. Na sequência, será abordado o caso específico de edifícios emblemáticos de caráter público e com função administrativa da arquitetura moderna em Fortaleza, uma vez que tal tipologia exige, em sua essência, atributos de flexibilidade e adaptabilidade. Por fim, a título de conclusão, será apresentada a dupla vigência deste conceito nos dias de hoje, quando se torna de extrema relevância considerá-lo tanto como estratégia em novos projetos como em propostas de intervenção em obras modernas.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45013
metadata.dc.type: Resumo
Appears in Collections:EPPG - Resumo de trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_resumo_eve_bmbraga.pdf48,57 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.