Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45154
Title in Portuguese: Meningiomas e o microambiente tumoral: a expressão da molécula moduladora imune PD-L1 e do Interferon-Gama no prognóstico
Title: Meningiomas and the tumor micro environment: expression of the immune modulator molecule PD-L1 and Interferon-Gamma in prognostics
Author: Gerson, Gunter
Advisor(s): Távora, Fábio Rocha Fernandes
Keywords: Meningioma
Microambiente Tumoral
Prognóstico
Interferon gama
Issue Date: 24-Jul-2019
Citation: GERSON, G. Meningiomas e o microambiente tumoral: a expressão da molécula moduladora imune PD-L1 e do Interferon-Gama no prognóstico. 2019. 47 f. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.
Abstract in Portuguese: Os meningiomas são os tumores intracranianos mais comuns em adultos, repre-sentam, aproximadamente, 35% dos tumores primários do sistema nervoso central (SNC). Um dos mecanismos utilizados por células tumorais para escapar da morte por células imunes é interferir em checkpoints imunológicos, impedindo, assim, o estabelecimento de resposta i-mune adequada. Seguindo este conceito, um alvo promissor para uma terapia imunomodula-dora é o bloqueio do eixo morte celular programada 1 (PD-1) / ligante de morte celular pro-gramada 1 (PD-L1), que é conhecido por ser crucial para mecanismos de escape imune. O interferon gama (IFN-γ) se relaciona com a expressão de PD-L1, sendo produzido por células T ativadas e podendo promover a hiper-regulação da expressão de PD-L1 em células tumorais. Este estudo avaliou a expressão de PD-L1 e IFN-γ e sua relação com o tempo livre de progressão de doença no período do estudo e recidiva tumoral em meningiomas, além de ter analisado a correlação entre aspectos clínicos e morfológicos com a imunoexpressão destes marcadores.O estudo foi um coorte transversal retrospectivo, que estudou93 pacientes diag-nosticados com meningioma de diversos graus. Foram confeccionados blocos de parafina contendo amostras de todos os tumores utilizando a técnica de TMA –tissue micro-array, sendo realizadas reações imuno-histoquímicas das proteínas PD-L1 e do IFN-γ. O estudo con-firmou que diversas variáveis clínicas e morfológicas relacionam-se a um pior prognóstico com maiores taxas de recidiva e redução do tempo livre de progressão da doença. Este estudo não detectou imunoexpressão de PD-L1 em nenhum dos 93 casos analisados, e mostrou que os pacientes com imunoexpressão de IFN-γ tiveram menores taxas de recidiva tumoral e maior tempo livre de progressão de doença, constatando-se ainda relação com ausência de pleo-morfismo, melhor diferenciação e menor grau tumoral. Constatou-se ainda uma diferença da imunoexpressão deste maçador em relação ao sexo do paciente, mulheres apresentaram maior expressão de IFN-γ que homens, e maior expressão em meningiomas localizados em lobos cerebrais. A expressão de PDL1 em células de meningioma e seu papel potencial na imunos-supressão local não estão totalmente estabelecida e sua indicação de terapia anti-PD-L1 como tratamento alternativo para meningiomas ainda é controversa. O IFN-γ parece ser um biomar-cador em meningiomas, tendo em vista diversas publicações, relatórios e ensaios clínicos que propõe a utilização do interferon como alternativa terapêutica.
Abstract: Meningiomas are the most common intracranial tumors in adults, accounting for approximately 35% of primary tumors of the central nervous system (CNS). One of the mechanisms used by tumor cells to escape death by immune cells is to interfere with immunological checkpoints, thereby preventing the establishment of adequate immune response. Following this concept, a promising target for an immunomodulatory therapy is programmed cell death block 1 (PD-1) / programmed cell death ligand 1 (PD-L1), which is known to be crucial for immune escape mechanisms. Interferon gamma (IFN-γ) is related to the expression of PD-L1, being produced by active T cells and may promote hyper-regulation of PD-L1 expression in tumor cells. The present work proposes to evaluate the expression of PD-L1 and IFN-γ and its relation with progression-free time and tumor recurrence in meningiomas, and to analyze the correlation between clinical and morphological aspects with the immunoexpression of these markers. The study was a cross-sectional retrospective cohort that analyzed 93 patients diagnosed with meningioma of varying degrees. Paraffin blocks containing samples from all tumors were made using the TMA - tissue micro array technique, and immunohistochemical reactions of PD - L1 and IFN - γ proteins were performed. The study confirmed that several clinical and morphological variables are related to a worse prognosis with higher rates of recurrence and reduction of progression-free time of the disease. This study did not detect PD-L1 immunoexpression in any of the 93 analyzed cases and showed that patients with IFN-γ immunoexpression had lower rates of tumor recurrence and longer disease progression free time, absence of pleomorphism, better differentiation and lower tumor grade. The expression of PDL1 in meningioma cells and their potential role in local immunosuppression is not fully established and their indication of anti-PD-L1 therapy as an alternative treatment for menin-giomas is still controversial. Patients with IFN-γ immunoexpression had lower rates of tumor recurrence, longer disease-free survival time. The IFN-γ immunoexpression was also related to the absence of pleomorphism in the tumor cells and lower tumor degree.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45154
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DPML - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_dis_ggerson.pdf3,79 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.