Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45584
Title in Portuguese: Qualidade do sono das crianças internadas com síndrome do respirador bucal
Other Titles: Calidad del sueño en niños hospitalizados con síndrome del respirador bucal
Title: Sleep quality in hospitalized children with syndrome of the oral respirator
Author: Lima, Ailton Alves de
Martins, Mariana Cavalcante
Cardoso, Maria Vera Lúcia Moreira Leitão
Oliveira, Natália Rodrigues
Melo, Gleicia Martins de
Freire, Emilly Karoline
Keywords: Sono
Respiração Bucal
Saúde da Criança
Criança Hospitalizada
Issue Date: 2019
Publisher: Avances en Enfermería
Citation: LIMA, Ailton Alves de et al. Qualidade do sono das crianças internadas com síndrome do respirador bucal. Av. enferm., v. 37, n. 2, p. 149-157, 2019.
Abstract in Portuguese: Objetivo: analisar a qualidade do sono das crianças internadas em hospital com síndrome de respiração bucal. Método: pesquisa descritiva, com componente analítico e abordagem quantitativa, desenvolvido com 80 crianças na faixa etária de 5 a 12 anos, internadas em hospital da região Nordeste do Brasil. Realizada a partir de entrevista com pais e/ou responsáveis pelas crianças participantes e questionário Índice de qualidade do sono de Pittsburgh. Resultados: 30,0 % das crianças respiradoras bucais apresentaram qualidade do sono muito boa e 43,8 % boa. Os componentes que mais interferiram para qualidade do sono boa foram: qualidade do sono (p < 0,001), latência (p < 0,000) e disfunção diurna (p < 0,000), assim como duração do sono, eficiência habitual do sono e uso de medicação para dormir, com valor de p sem significância. Conclusão: as crianças respiradoras bucais apresentaram boa qualidade do sono, segundo percepções de pais e/ou cuidadores.
Abstract: Objective: to analyze the sleep quality in hospitalized children with syndrome of the oral respirator. Method: descriptive research with analytical component and quantitative approach, with 80 children in the age group between 5 to 12 years, being in a hospital in the northeast of Brazil. An interview was conducted with parents or guardians of children and the Pittsburgh Index of Sleep Quality questionnaire was applied. Results: 30 % of children with oral respirators presented very good sleep quality and 43.8 %, good. The components that most interfered in the good sleep quality were: sleep quality (p < 0.001), latency (p < 0.000) and daytime dysfunction (p <0.000), as well as duration of sleep, habitual efficiency of sleep and use of medication for sleep, with p-value without significance. Conclusion: children with oral respirators had good sleep quality according to the perceptions of parents or caregivers.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45584
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
ISSN: electrónico 2346-0261
impreso 0121-4500
Appears in Collections:DENF - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_art_aalima.pdf201,68 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.