Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45875
Title in Portuguese: Conhecimentos, atitudes e práticas de puérperas sobre a preparação do assoalho pélvico para o parto
Author: Gondim, Edna Jéssica Lima
Advisor(s): Nascimento, Simony Lira do
Keywords: Diafragma da Pelve
Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
Períneo
Parto
Issue Date: 27-Jun-2019
Citation: GONDIM, E. J. L. Conhecimentos, atitudes e práticas de puérperas sobre a preparação do assoalho pélvico para o parto. 2019. 86 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Saúde da Mulher e da Criança) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.
Abstract in Portuguese: Objetivo: Avaliar conhecimentos, atitudes e práticas (CAP) de puérperas sobre a preparação do assoalho pélvico para o parto, bem como os fatores a eles relacionados. Métodos:Estudo observacional de corte transversal, do tipo inquérito CAP, conduzido em uma maternidade pública, entre dezembro de 2017 e novembro de 2018.Foram incluídas puérperas de parto normal, que desejaram o parto normal durante a gestação e com idade a partir de 14 anos. Os dados foram coletados através de dois formulários: um para coleta de dados sociodemográficos, clínicos e obstétricos e outro para avaliação de CAP composto por 15 questões objetivas, sendo cinco para a avaliação de conhecimentos, três para atitudes e sete para práticas em relação à preparação do AP para o parto.Resultados: 326 mulheres participaram da pesquisa, com média de idade de 24,3 anos, 75,8% possuía parceria estável, 50,6% eram multíparas, 60,4% não haviam planejado a gestação, 66,3% tiveram laceração perineal e 3,7% passaram por episiotomia.Em relação aos CAP, 2,5% apresentaram conhecimentos satisfatórios, 4,3% mostraram atitude positiva e 4,0% realizaram alguma prática para preparar o AP na gestação. Observamos que houve associação entre a escolaridade e a renda com o aspecto conhecimento (p<0.05), e entre escolaridade e atitude (p<0.05). Conclusão:Os CAP sobre a preparação do AP para o parto apresentaram-se inadequados, de modo geral, corroborando para a necessidade de intervenções para melhorar o cuidado ao AP durante o período gestacional.
Abstract: Objective: To evaluate knowledge, attitude and practice (KAP) of postpartum women about pelvic floor preparation for labor, as well as factors related to them. Method:An observational cross-sectional study, with a KAP questionnaire, was carried out at a public maternity clinic, between December 2017 and November 2018. Were included in the study postpartum women who underwent normal labor, who wanted a normal labor, and who were at least 14 years old. Data were collected through two forms: one for sociodemographic, clinical and obstetric data, and the other for KAP evaluation, consisting of 15 multiple-choice questions, out of which five evaluated knowledge, three, attitude, and seven, practice concerning pelvic floor preparation for labor. Results: 326 women took part in the research, with an average age of 24.3 years; 75.8% were in a stable relationship, 50.6% were multiparous, 60.4% had not planned the pregnancy, 66.3% had perineal tears and 3.7% underwent episiotomy. Concerning KAP, 2.5% showed satisfactory knowledge, 4.3% showed positive attitude, and 4.0% carried out pelvic floor preparation practices during pregnancy. We observed an association between education level and income with the knowledge aspect (p<0.05), and between education level and attitude (p<0.05). Conclusion: The KAP about pelvic floor preparation for labor were, generally, inadequate, corroborating the need for interventions in order to improve pelvic floor care during pregnancy.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/45875
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:MPSMC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_dis_ejlgondim.pdf1,46 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.