Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4619
Title in Portuguese: Diagnósticos de enfermagem em gestantes : revisão integrativa da literatura
Title: nursing diagnosis in pregnancy : integrative literature review
Author: Gomes, Linicarla Fabiole de Souza
Advisor(s): Damasceno , Ana Kelve Castro
Keywords: Gravidez de Alto Risco
Diagnóstico de Enfermagem
Issue Date: 2012
Citation: GOMES, L. F. S. Diagnósticos de enfermagem em gestantes: revisão integrativa da literatura. 2012. 126 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2012.
Abstract in Portuguese: O estudo objetivou buscar e avaliar evidências disponíveis na literatura sobre os Diagnósticos de Enfermagem em gestantes. Para tanto, desenvolveu-se revisão integrativa da literatura, seguindo as etapas preconizadas por Whittemore e Knafl (2005). A busca e seleção dos estudos foram realizadas nas bases de dados LILACS, CINAHL, MEDLINE e SCOPUS. A amostra foi de 14 estudos não experimentais, com nível de evidência VI. Os estudos foram avaliados e distribuídos em três categorias temáticas: diagnósticos de enfermagem em gestantes saudáveis; diagnósticos de enfermagem em gestantes enfermas; e diagnósticos de enfermagem específicos. Em relação aos resultados, os estudos foram publicados entre 1999 e 2010, eram brasileiros, tinham como idioma o português, com autores vinculados à enfermagem. A primeira categoria foi composta por cinco estudos, dos quais foram relacionados 15 diagnósticos mais frequentes, relacionados a alterações fisiológicas da gestação. Destacaram-se os diagnósticos Conhecimento deficiente, Padrão de sono prejudicado, Náusea e Risco de infecção. A segunda categoria foi composta por sete estudos que investigaram a presença de diagnósticos de enfermagem em gestantes com patologias, como a Síndrome Hipertensiva da Gestação, a Amniorrexe prematura, o Trabalho de Parto Prematuro, a Síndrome da Imunodeficência adquirida, a Anemia Ferropriva, ou seja, gestantes de alto risco. Nesta categoria, os diagnósticos tenderam aparecer isoladamente em cada estudo, correlacionados com a patologia que a cometia as gestantes que estavam sendo investigadas. Foram destacados 33 diagnósticos mais frequentes, com ênfase para os diagnósticos: Conhecimento deficiente, Risco de infecção, Dor aguda, Manutenção do lar prejudicada, Ansiedade, Medo e Manutenção ineficaz da saúde. A terceira e última categoria foi composta por dois estudos que investigaram como os DE Fadiga, Privação de sono e Padrão de sono prejudicado aconteciam na gravidez. Os diagnósticos retratados na revisão se relacionaram a aspectos biológicos, psicológicos, sociais e familiares das gestantes, o que vai ao encontro da necessidade de se investigar a gestante de forma integral, bem como de se prestar cuidado holístico a esta população e família. A presente revisão integrativa seguiu o rigor metodológico adequado e identificou e avaliou os DE em gestantes. Ademais, permitiu aprofundamento teórico sobre a prática baseada em evidências, os métodos de revisão integrativa, os diagnósticos de enfermagem e o processo de enfermagem relacionado à gravidez. Identificou-se a necessidade de se desenvolverem estudos quase experimentais ou experimentais, envolvendo a temática dos diagnósticos de enfermagem em gestantes, visto que os estudos desta revisão foram classificados com nível de evidência VI. Entendendo-se com isto que é necessário empreender esforços para o desenvolvimento de pesquisas com delineamentos que produzam evidências fortes relacionadas ao tema, elevando, assim, o poder de generalização dos achados. Pretende-se com esta revisão estimular enfermeiros a consumirem resultados de pesquisa, bem como a produzirem pesquisas que resultem em uma prática clínica de qualidade, contribuindo para promoção da saúde de gestantes, seus conceptos e familiares. E, sobretudo, para a Enfermagem Baseada em Evidências.
Abstract: This study aimed to search and assess the available evidences in the literature on the Nursing Diagnoses in pregnant women. For this purpose, we performed integrative literature review, following the steps proposed by Whittemore and Knafl (2005). The search and selection of studies were conducted in the LILACS, CINAHL, MEDLINE and SCOPUS databases. The sample consisted of 14 non-experimental studies with evidence level VI. The studies were assessed and divided into three thematic categories: nursing diagnoses in healthy pregnant women; nursing diagnoses in sick pregnant women; and specific nursing diagnoses. Regarding the results, the studies were published between 1999 and 2010, were Brazilians, in Portuguese language, with authors associated to nursing. The first category consisted of five studies, of which the 15 most frequent diagnoses were reported; related to physiological changes of pregnancy. With special reference to the diagnoses Knowledge, deficient; Sleep pattern disturbance; Nausea; and Risk for infection. The second category consisted of seven studies that investigated the presence of nursing diagnoses in patients with diseases such as Hypertension Syndrome of Pregnancy, Premature Rupture of Membranes, Preterm Labor, Acquired Immunodeficiency Syndrome, Iron-deficiency Anemia, i.e. high-risk pregnancies. In this category, diagnoses tended to appear separately in each study, correlated with the pathology that affected the pregnant women who were being investigated. The 33 most frequent diagnoses were highlighted, with emphasis on the diagnoses: Knowledge, deficient; Risk for infection; Acute pain; Impaired home maintenance; Anxiety; Fear; and Ineffective health maintenance. The third and final category consisted of two studies that investigated how the nursing diagnoses Fatigue; Sleep deprivation; and Sleep pattern disturbance occur in pregnancy. The diagnoses portrayed in the review were related to biological, psychological, social and family aspects of the pregnant women, which meets the need to investigate the pregnant woman integrally, as well as to provide holistic care to this population and family. This integrative review followed the appropriate methodological rigor and identified and assessed the nursing diagnoses in pregnant women. Moreover, it allowed the theoretical deepening on the evidence-based practice, the integrative review methods, the nursing diagnoses and the nursing process related to pregnancy. We identified the need to develop experimental or quasi-experimental studies involving the topics of nursing diagnoses in pregnant women, since studies in this review were classified as evidence level VI. Understanding that efforts are needed to develop researches with designs that produce strong evidence related to the issue, thus, raising the generalization of findings. With this review, we aimed to encourage nurses to consume search results, as well as to produce researches that result in a quality clinical practice, helping the health promotion of pregnant women, their fetuses and family. And, above all, for the Evidence-Based Nursing.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4619
Appears in Collections:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_dis_lfsgomes.pdf1,21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.