Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/47013
Title in Portuguese: Expressão de genes de virulência de Streptococcus mutans em biofilme In vivo de lesões cariosas ativas e inativas de esmalte e dentina
Author: Guedes, Sarah Florindo de Figueiredo
Advisor(s): Gerage, Lidiany Karla Azevedo Rodrigues
Keywords: Placa Dentária
Streptococcus mutans
Expressão Gênica
Issue Date: 25-Jan-2019
Citation: GUEDES, S. F. F. Expressão de genes de virulência de Streptococcus mutans em biofilme In vivo de lesões cariosas ativas e inativas de esmalte e dentina. 2019. 98 f. Tese (Doutorado em Odontologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.
Abstract in Portuguese: A cárie dentária é uma desordem biofilme-açúcar-dependente. O Streptococcus mutans é considerado um microrganismo cariogênico presente na microbiota bucal, pois é acidogênico, tolerante a um pH ácido e capaz de formar um biofilme tridimensional tenaz e bem-estruturado, sendo relacionado às diferentes formas de progressão da doença cárie. Uma melhor compreensão dos vários mecanismos de virulência e do papel ecológico de S. mutans no biofilme de lesões cariosas ativas e inativas pode ajudar no desenvolvimento de novas estratégias de prevenção da cárie. Assim, objetivou-se investigar a proporção de S. mutans (SM) em relação ao total de estreptococos (ST) e bactérias totais (BT) e o perfil de expressão de genes relacionados às principais características de virulência do SM: gtfB e gtfC (adesão); atpD, aguD, nox e fabM (acidogenicidade e aciduricidade) em biofilme in vivo de lesões cariosas ativas e inativas de esmalte e dentina. Para tal, biofilme oral foi coletado de crianças alocadas por conveniência em cinco grupos (n = 8): livres de cárie (LC), cárie de esmalte ativa (CEA) e inativa (CEI), cárie dentinária ativa (CDA) e inativa (CDI). Extração e purificação do RNA total e obtenção do DNA complementar (cDNA) foram realizadas no biofilme. Reações em cadeia da polimerase quantitativa da transcrição reversa (RT-qPCR) foram executadas em todas as amostras. Os dados foram analisados pelo teste Kruskal-Wallis seguido do pós-teste de Dunn (α=5%). Os resultados mostraram que SM foi detectado em todas as amostras. A proporção de SM relacionada à quantidade de ST e BT foi significativamente maior no biofilme de lesões dentinárias (grupos CDA e CDI) (p <0,001) (p <0,001). O gene gtfB foi mais expresso nos grupos cariados (grupos CDA, CDI, CEA e CEI) quando comparados ao grupo livre de cárie (grupo LC) (p = 0,023), enquanto os genes gtfC, atpD e nox foram expressos em níveis mais elevados nos grupos de cárie dentinária (CDA e CDI) quando comparados aos grupos de cárie em esmalte (CEA e CEI) e livre de cárie (LC) (p = 0,001; p = 0,002 e p = 0,005). O gene fabM foi mais expresso nos grupos CDA, CDI e CEI do que nos grupos CEA e LC (p = 0,004). Não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas na expressão do gene aguD entre os diferentes grupos (p = 0,209). Conclui-se que, nas condições avaliadas, S. mutans faz parte da comunidade microbiana viável do biofilme de lesões ativas e inativas de esmalte e dentina. A expressão elevada dos genes gtfC, atpD, fabM e nox em grupos de cárie dentinária sugere a relação desses genes com a progressão de lesões cariosas, e a maior expressão do gene gtfB no biofilme de todos os grupos cariados sugere a relação desse gene com a presença de biofilme. Nas condições testadas, os genes estudados parecem não ter associação com a atividade de cárie.
Abstract: Streptococcus mutans is an oral pathogen considered to play a major role in dental caries development. It has been considered the most cariogenic microorganism of the oral microbiota, because it is acidogenic, tolerance to acid pH and capability of forming a firm and wellstructured three-dimensional biofilm. A better understanding of the various virulence mechanisms and the ecological role of S. mutans in the biofilm of active and inactive caries lesions may help in the development of new caries prevention strategies. The aim of this study was to investigate the S. mutans proportion in relation to total streptococci (TS) and total bacteria (TB) and the expression profile of genes related to the main virulence characteristics of S. mutans: gtfB and gtfC (adhesion); atpD, aguD, nox and fabM (acidogenicity and aciduricity) in in vivo biofilm of active and inactive caries lesions of enamel and dentin. For this, oral biofilm was collected from specific-sites from children allocated for convenience in 5 groups (n = 8): caries-free sites (CF), active enamel caries (AEC) and inactive (IEC), active dentin (ADC) and inactive (IDC) caries. Total RNA extraction, purification and cDNA synthesis were performed in all biofilm samples. Quantitative reverse transcriptase polymerase chain reactions (RT-qPCR) were performed for all samples. Data were analyzed by the Kruskal-Wallis test followed by the Dunn post-test (α = 5%). The results showed that S. mutans was detected in all samples. The SM proportion related to TS and TB quantity was significantly higher in biofilm on dentine lesions (ADC and IDC groups) (p <0.001). The gtfB gene was more expressed in the caries groups (ADC, IDC, AEC and IEC groups) when compared to the cariesfree group (CF group) (p = 0.023) while the gtfC, atpD and nox genes were expressed at higher levels in the (ADC and IDC) and caries-free (CF) groups (p = 0.001, p = 0.002 and p = 0.005). The fabM gene was more expressed in the DCA, DCI and ECI groups than in the ECA and CF groups (p = 0.004). No statistically significant differences were found in the expression of the aguD gene between the different groups (p = 0.209). It is concluded that, under the conditions evaluated, S. mutans is part of the viable microbial community of the biofilm of active and inactive lesions of enamel and dentin. The high expression of the gtfC, atpD, fabM and nox genes in dentin caries groups suggests the relationship of these genes with the progression of carious lesions, and the greater expression of the gtfB gene in the biofilm of all the carious groups suggests the relation of this gene with the presence of biofilm. The studied genes do not appear to be associated with caries activity.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/47013
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:DCOD - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_tese_sffguedes.pdf6,14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.