Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4704
Title in Portuguese: Saúde do adolescente : ação educativa mediada pelo modelo de atividades de vida
Title: Adolescent health : educational action mediated through the life activities model
Author: Beserra, Eveline Pinheiro
Advisor(s): Alves , Maria Dalva Santos
Keywords: Educação em Saúde
Saúde do Adolescente
Modelos de Enfermagem
Issue Date: 2012
Citation: BESERRA, E. P. Saúde do adolescente: ação educativa mediada pelo modelo de atividades de vida. 2012. 208 f. Tese (Doutorado Enfermagem) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2012.
Abstract in Portuguese: A Enfermagem como profissão autônoma pode desempenhar diferente atuação assistencial, de promoção e de recuperação da saúde do adolescente a partir de suas vulnerabilidades. Nesse âmbito, o enfermeiro pode utilizar teorias e modelos de Enfermagem que focalizam uma atenção personalizada e individualizada em prol da qualidade de vida. Com base no exposto, é explicitada a tese - O modelo de Enfermagem de Roper, Logan e Tierney é capaz de ser utilizado como uma intervenção educativa grupal com adolescentes para promover a saúde no contexto escolar. Logo, o objetivo geral deste estudo é aplicar uma estratégia educativa grupal baseada no Modelo de Atividades de Vida para promoção da saúde do adolescente. Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa que utilizou a pesquisa-ação, realizado numa escola municipal de Fortaleza-CE com 25 adolescentes no primeiro momento da pesquisa e 12 no segundo. O período de coleta de dados foi abril a junho de 2011. Instrumentos e os procedimentos utilizados: observação, observação participante, diário de campo, filmagem, roteiro de entrevista e estratégia educativa. Para estruturação da atividade educativa, utilizou-se a entrevista elaborada com questionamentos já recomendados pelo Ministério da Saúde para a atenção ao adolescente, contudo, contemplou também os elementos do Modelo de Atividade de Vida, sendo este o primeiro momento do estudo. Já o segundo foi a intervenção educativa composta de oito oficinas. Cada uma possuía um título como tema central, mediada pela Pedagogia Dialógica, com duração de uma hora e meia, uma vez por semana. Para problematizar as discussões, foram utilizados vídeos como propagandas publicitárias do Ministério da Saúde sobre as temáticas a serem discutidas, também reportagens divulgadas na mídia, caracterizaram-se como importante meio inicial de propor uma reflexão sobre os diferentes temas discutidos nas oficinas. Foram respeitados os aspectos legais e éticos que envolvem pesquisas com seres humanos. Neste estudo, o modelo de Enfermagem mediou uma pratica educativa, mais sistematizada, caracterizando como um guia passível de adaptação para a realidade dos adolescentes inseridos no âmbito escolar. Os pressupostos do modelo de atividade de Roper, Logan, Tierney subsidiaram a elaboração e a execução desta atividade educativa numa abordagem grupal. Proporcionavam um diálogo que envolvia as vivências daquele grupo pesquisado, sendo possível por meio da atividade educativa descobrir a realidade diária de cada adolescente, permitindo direcionar as orientações tanto nas vulnerabilidades intrínsecas de sua adolescência como para as especificas do grupo. Com efeito, a execução das oficinas considerou contextualizações biológica, psicológica, socioculturais, ambientais e político-econômicas do grupo e/ou indivíduo que são fatores influenciadores do modelo. A abordagem educativa proporcionou a reflexão desde seu contexto para formação de sujeitos “empoderados”. Embora seja uma estratégia grupal, a preocupação é com o individuo, caracterizando uma atenção individualizada. Nesse contexto, percebe-se a necessidade de ações criativas para pratica de enfermagem, explorando teorias e modelos numa tentativa de agregar a tríade teoria, pratica e pesquisa.
Abstract: Nursing as an autonomous profession can perform different assistance care, for promotion or rehabilitation of adolescents' health based on their vulnerabilities. In this context, nurses can use nursing theories and models that focus on personal and individualized care seeking the quality of life. Based on this, we explain the thesis – The Roper, Logan and Tierney Nursing Model can be used as a group educational intervention with adolescents for health promotion in the school environment. Thus, the main objective of this study is to apply an educational strategy based on the Life Activities Model to promote adolescent health. This is a study with qualitative approach that used action-research, carried out in a municipal school in Fortaleza-CE, Brazil, with 25 adolescents in the first moment of the survey and 12 in the second. Data collection happened from April to June 2011. The instruments and procedures used were: observation, participant observation, field diary, filming, interview route and educational strategy. To structure the educational activity, we used the interview prepared with questions already recommended by the Ministry of Health for the adolescent care; however, we also included the elements of the Life Activity Model, being this the first moment of the study. The second moment was the educational intervention composed of eight workshops. Each one had a title as central theme, mediated by Dialogic Pedagogy, lasting an hour and a half once a week. To question the discussions, we used videos, such as advertising campaigns of the Ministry of Health on the topics to be discussed, and also media reports, they were characterized as important means to propose an initial reflection on the various topics discussed in the workshops. The legal and ethical aspects involving research with human beings were respected. In this study, the nursing model mediated an education practice, more systematic, characterizing it as a guide capable of adapting to the reality of adolescents in the school environment. The assumptions of the Roper, Logan and Tierney activity model supported the elaboration and implementation of this educational activity in a group approach. They provided a dialogue involving the experiences of that research group, being possible through the educational activity to discover the daily reality of each adolescent, allowing directing the guidance in both the intrinsic vulnerabilities of adolescence and for the group specific. Indeed, the implementation of workshops considered biological, psychological, sociocultural, environmental and political-economic aspects of the group and/or individual, which are influencing factors of the model. The educational approach provided the reflection since its context until the formation of "empowered" subjects. Although it is a group strategy, the concern is with the individual, consisting in an individualized care. In this context, we verify the need for creative actions on nursing practice, exploring theories and models in an attempt to gather the theory, practice and research triad.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4704
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:DENF - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_tese_epbeserra.pdf1,85 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.