Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/47477
Title in Portuguese: Conflitos na pesca da lagosta e suas implicações sobre a saúde, o trabalho e o ambiente
Author: Costa, Francinete Pereira da
Advisor(s): Rigotto, Raquel Maria
Keywords: Pesqueiros
Meio Ambiente
Processo Saúde-Doença
Trabalho
Issue Date: 29-Aug-2019
Citation: COSTA, F. P. Conflitos na pesca da lagosta e suas implicações sobre a saúde, o trabalho e o ambiente. 2019. 103 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.
Abstract in Portuguese: As relações entre o trabalho, a saúde e o ambiente estão presentes em todos os contextos sociais e vão se transformando de acordo com o surgimento de novos elementos que interferem na dinâmica dessas relações, repercutindo diretamente no processo saúde-doença da população. No cenário do processo de trabalho pesqueiro não é diferente: a partir do momento que é introduzido o trabalho da pesca predatória nos territórios utilizados pela pesca artesanal eclode um desequilíbrio no ambiente, no trabalho e consequentemente na saúde dos trabalhadores. Tal realidade é percebida na Praia de Redonda, Icapuí-Ce, que se constitui em uma comunidade de pescadores artesanais que vivencia conflitos na pesca da lagosta com pescadores que realizam a pesca predatória, pois estes tiveram seu modo de produção influenciado pelas tecnologias modernas capitalistas com repercussões sobre o processo de trabalho e a natureza. Nesse cenário, a pesca da lagosta encontra-se atualmente em declínio devido a enorme pressão, que a pesca predatória exerce sobre esses estoques, ocasionando problema bioecológico e socioeconômico de difícil solução. O estudo objetivou analisar as repercussões do conflito na pesca da lagosta sobre a saúde, o trabalho e o ambiente no contexto dos pescadores artesanais da praia de Redonda, Icapuí-Ce. Para tanto, esta pesquisa utilizou as técnicas de grupo focal e entrevista semiestruturada para coleta de dados, onde através da abordagem qualitativa e da pesquisa nativa de inspiração etnográfica, foi possível revelar os resultados e achados aqui presentes. A análise dos dados se deu por meio da análise de conteúdo. Os participantes da pesquisa foram os pescadores artesanais da comunidade de Redonda, assim como os líderes envolvidos nas questões da pesca na comunidade. Os resultados mostram que houve mudanças significativas na comunidade e no processo de trabalho da pesca artesanal decorrentes do conflito com a pesca predatória, tais como: no processo saúde-doença as mudanças se dão ao fato de os pescadores associarem a ausência de saúde mediante a falta de condições para realizar sua atividade laboral, onde foi elucidado o sentimento de tristeza (que pode repercutir em doenças como depressão, alcoolismo, entre outras) ocasionado pelo fato de não conseguirem sustentar suas famílias e pelo acúmulo de dívidas, além dos acometimentos advindos da própria atividade laboral. Quanto à categoria trabalho, os pescadores reconhecem várias mudanças mediante os conflitos na pesca, tais como: o desaparecimento gradual da figura do mestre por ocasião do avanço tecnológico; a migração dos pescadores para outras cidades e regiões em busca de uma temporada de pesca mais farta; a necessidade de realizar outras tarefas laborais para complementar a renda da família, fato que aos poucos vai distanciando o pescador do ambiente marinho. Já na categoria ambiente as mudanças percebidas foram a poluição das lagostas e do ambiente marinho devido ao contato com substâncias químicas derivadas dos tambores de ferro utilizados pela pesca predatória como atrativos de lagostas; a escassez acentuada do crustáceo devido à sobre explotação da espécie.
Abstract: The relations between work, health and economy are present in all social contexts and new communication programs with the emergence of new elements that interfere in the leadership relationship, directly affecting the population's health-disease process. The fishing work scenario is no different: from the moment the predatory fishing work is introduced in the territories, artisanal fishing is an unbalanced environment, there is no work and, consequently, on workers' health. This reality is perceived in Praia de Redonda, Icapuí-Ce, which is a community of artisanal fishermen who experience conflicts in lobster fishing with fishermen who carry out predatory fishing, as these had their mode of production influenced by modern capitalist technologies with repercussions on the work process and nature. In this scenario, lobster fishing is currently in decline due to the enormous pressure that predatory fishing exerts on these stocks, causing a difficult bioecological and socioeconomic problem. The study aims to analyze the repercussions of the conflict on lobster fishing on health, work and environment in the context of artisanal fishermen of Redonda beach, Icapuí-Ce. Therefore, this research used the focus group and semi-structured interview techniques for data collection. Data analysis was performed through content analysis. The survey participants were artisanal fishers from the community of Redonda, as well as leaders involved in community fisheries issues. The results show that there have been significant changes in the artisanal fishing community and work process resulting from the conflict with predatory fishing, such as: in the health-disease process the changes are due to the fact that fishermen associate the lack of health through the lack of conditions to perform their work activity, where the feeling of sadness (which can affect diseases such as depression, alcoholism, among others) was elucidated due to the fact that they are unable to support their families and the accumulation of debts, as well as the consequences of their own activity labor. As for the work category, fishermen recognize various changes through conflicts in fishing, such as: the gradual disappearance of the figure of the master at the time of technological advancement; the migration of fishermen to other cities and regions in search of a fuller fishing season; the need to perform other work tasks to supplement family income, a fact that gradually distances the fisherman from the marine environment. In the environment category, the perceived changes were the pollution of lobsters and the marine environment due to contact with chemicals derived from iron drums used by predatory fishing as lobster attractions; the marked scarcity of the crustacean due to overexploitation of the species.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/47477
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_dis_fpcosta.pdf1,99 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.