Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4823
Title in Portuguese: Avaliação mutagênica em cirurgiões dentistas expostos ocupacionalmente à Radiação Ionizante
Title: Evaluation mutagenic dentists occupationally exposed to ionizing radiation
Author: Mesquita, Maria do Amparo da Silva Bida
Advisor(s): Moraes, Maria Elisabete Amaral de
Keywords: Radiação Ionizante
Genotoxicidade
Mucosa Bucal
Issue Date: 2011
Citation: MESQUITA, M. do A. da S. B. Avaliação mutagênica em cirurgiões dentistas expostos ocupacionalmente à radiação ionizante. 2011. 74 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2011.
Abstract in Portuguese: Os raios X são bastante utilizados nas práticas médicas e odontológicas, mas são agentes mutagênicos potentes capazes de induzir às mutações e aberrações cromossômicas. Este trabalho teve por objetivo avaliar os efeitos da radiação ionizante induzida por raios X em células esfoliadas da mucosa bucal de cirurgiões dentistas exposto ocupacionalmente, através da aplicação do teste de micronúcleos, para evidenciar número e freqüência de micronúcleo, além de outras anormalidades nucleares, como células binucleadas, cariorrexe (fragmentação nuclear) e cariólise (dissolução nuclear). A idade da população estudada foi de 32 a 65 anos, representado por cirurgiões dentistas sendo 95% de brancos e 5% negros, enquanto que a não exposta foi de 30% branco e 25% negros. Em relação à exposição a agentes químicos e físicos, os resultados mostraram que 100% dos cirurgiões dentistas se expõem aos dois tipos de agentes. Nos últimos dez anos, 65% dos expostos e 45% dos não expostos realizaram raio X com fins terapêuticos. Quanto ao tempo de trabalho, o grupo dos sujeitos com exposição à radiação ionizante supera o grupo dos não expostos, 19,40 ± 8,74 vs correspondendo de 11 a 32 anos nos expoxtos e 6,55 ± 7,09 vs correspondendo de 11 a 25 anos nos não expostos. Quanto ao uso de proteção, 100% de ambos os grupos não utilizam proteção. A avaliação mutagênica foi evidenciada pelo número de micronúcleo em células esfoliadas do epitélio bucal, 5,85 ± 3,58 vs nos expostos e de 1,00 ± 0,85 nos não expostos, como também pela freqüência de micronúcleo, sendo 0,41± 0,27MN nos expostos e de 0,02 ± 0,04 MN nos não expostos, com significância de p< 0,001 nos expostos em relação aos não expostos. As anormalidades nucleares como cariorrexe (39,49 ± 16, 29 vs 16, 03 ± 8,61), cariólise (6,92 ± 5,87 x 1,11 ± 0,99) e células binucleadas(12,45 ± 8,43 x 0,76 ± 0,23), em relação aos não expostos, evidenciam apoptose, necrose e citotocixidade e foram estatisticamente significante p<0,01. Não foi encontrada correlação positiva entre hábitos de vida, doenças genéticas e a presença de micronúcleos ou anormalidades nucleares. Assim, os resultados deste trabalho indicam que as radiações odontológicas induzem danos ao material genético de células esfoliadas da mucosa bucal, ocasionando também aumento de apoptose, indicando que o uso deste procedimento deve ser requisitado somente quando necessário. Este trabalho demonstra também a importância de se avaliar as outras anormalidades nucleares e não apenas os micronúcleos como indicadores de danos ao DNA. A preocupação com esses efeitos é pertinente, principalmente aos expostos ocupacionalmente, pois além de estabelecer um prognóstico da incidência do desenvolvimento de câncer, a monitoração das exposições dos cirurgiões dentistas a esses agentes pode ser um passo importante para o planejamento e estratégias de medidas de segurança.
Abstract: X-rays are widely used in medical and dental practices, but are potent mutagens able to induce mutations and chromosomal aberrations. This study aimed to evaluate the effects of ionizing radiation-induced X-rays in exfoliated buccal mucosa cells of dentists exposed occupationally, through the application of the micronucleus test, to show the number and frequency of micronuclei, and other nuclear abnormalities such as binucleated cells, karyorrhexis (nuclear fragmentation) and karyolysis (nuclear dissolution). The age of the study population was 32 to 65 years, represented by dentists and 95% white and 5% were black, while the unexposed was 30% white and 25% were black. In relation to exposure to chemical and physical agents, the results showed that 100% of dentists are exposed to both types of agents. Over the past decade, 65% of those exposed and 45% of unexposed X-ray performed for therapeutic purposes. The working time, the group of subjects with exposure to ionizing radiation overcomes the unexposed group, 19.40 ± 8.74 vs corresponding 11 to 32 years in expoxtos and 6.55 ± 7.09 vs corresponding 11 to 25 years in the unexposed. Regarding the use of protection of 100% in both groups did not use protection. The assessment of mutagenicity was observed by the number of micronuclei in exfoliated cells of oral epithelium, vs. 5.85 ± 3.58 in those exposed and 1.00 ± 0.85 in the unexposed, but also by the frequency of micronuclei, and 0.41 ± 0.27 MN in the exposed and 0.02 ± 0.04 MN in unexposed, with a significance of p <0.001 in exposed compared to unexposed. Abnormalities such as nuclear karyorrhexis (39.49 ± 16, 29 vs 16, 03 ± 8.61), karyolysis (6.92 ± 5.87 x 1.11 ± 0.99) and binucleated cells (12.45 ± 8 , 43 x 0.76 ± 0.23) compared to unexposed, demonstrate apoptosis, necrosis and citotocixidade and were statistically significant p <0.01. No correlation was found between positive lifestyle habits, genetic diseases and the presence of micronuclei and nuclear abnormalities. Thus, the results of this study indicate that dental radiation induced damage to the genetic material of cells exfoliated buccal mucosa, also causing increased apoptosis, indicating that the use of this procedure should be ordered only when necessary. This work also demonstrates the importance of evaluating the nuclear and other abnormalities not only micronuclei as indicators of DNA damage. Concern about these effects is relevant mainly to the occupationally exposed, as well as establishing a prognosis of the incidence of cancer development, the monitoring of exposure of dentists to these agents can be an important step for planning strategies and security measures.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4823
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGF - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_dis_masbmesquita.pdf854,96 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.