Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4848
Title in Portuguese: O adensamento urbano e as mudanças no estuario do Rio Cocó-FORTALEZA/CE, frente à demanda das ações antrópicas comparativas entre os anos de 1985, 1996 e 2007
Title: The urban densification and changes in the estuary of the Rio Cocó-Fortaleza/CE against demand of human actions comparative between the years of 1985, 1996 and 2007
Author: Freires, Eduardo Viana
Advisor(s): Sabadia, José Antonio Beltrão
Keywords: Geologia ambiental
Rio cocó
Urbanização
Sistemas de informação geográfica
Issue Date: 2012
Citation: FREIRES, E. V. (2012)
Abstract in Portuguese: O adensamento urbano, que se processou no entorno do estuário do Rio Cocó, favorecido pelo enorme crescimento populacional ocorrido em Fortaleza/CE/Brasil, nas últimas décadas, implicou nos mais variados impactos negativos no local. Com intuito de avaliar a evolução urbana que se deu no entorno do estuário do Rio Cocó e seus impactos negativos, no período entre 1985, 1996 e 2007, foi realizada uma análise multitemporal a partir de imagens TM/Landsat-5 de 1985, 1996 e 2007 em ambiente SIG (Sistema de Informações Geográficas). O procedimento consistiu na interpretação visual das imagens em diferentes composições em RGB (4-5-3; 4-3-2; 4-7-3; 5-4-2) e do produto obtido a partir da transformação das imagens através das bandas 3 e 4 na ferramenta operações aritméticas presente no SPRING, subsidiada por atividades de reconhecimento de campo e consultas a mapas, fotografias aéreas e imagens de satélite de alta resolução espacial, que resultaram na elaboração de mapas de uso e cobertura do solo para cada ano de imageamento. Para cada mapa foram definidas 09 unidades de uso e cobertura do solo (Área Urbana; Rio; Vegetação Natural; Planície Hipersalina; Lagoas e alagadiços; Dunas; Faixa de Praia; lagoas Interdunares Intermitentes; Bancos de Areia), que foram quantificadas e comparadas. Constatou-se que ao longo dos 22 anos analisados a Área Urbana foi a única unidade a apresentar crescimento. A ampliação da malha urbana se deu em detrimento das demais unidades, passando de 34,18% (15,44 km²) em 1985 para 55,62% (25,13 Km²) em 2007, ou seja, houve um acréscimo de 21,44% (9.69 km²); do total da área urbana acrescida, 60,37% (5,85 km²) ocorreu entre 1985 e 1996, e 39,63% (3,84 Km²) no período entre 1996 e 2007. Este menor percentual pode ser explicado pelo fato de no período entre 1996 e 2007 ter ocorrido redução dos espaços passiveis de ocupação, uma valorização da terra na área e uma maior fiscalização e monitoramento da expansão urbana dentro dos limites do Parque Ecológico do Cocó. O levantamento de dados em campo possibilitou a identificação dos mais variados impactos negativos promovidos pela urbanização na área de estudo, como: aterramentos do mangue e alagadiços, desmatamento, descarte de lixo e entulho no leito fluvial, descarga de esgoto doméstico, assoreamento, entre outros. Visando constatar efeitos da urbanização no estuário foram realizadas 22 coletas de sedimentos em seu leito através de uma draga busca fundo (Van Veen) em 11 estações. A análise dos sedimentos coletados foi visual e permitiu o reconhecimento, nas amostras das estações 01, 02, 03, 04 e 09, de resíduos da construção civil, como pedaços de tijolos, de telhas e torrões de cimento e, ainda, lixo e piçarra. Os resultados apresentados apontam para a necessidade de um monitoramento sistemático da expansão urbana na área; para identificação e controle das cargas poluentes de origem residencial e comercial; para o fomento da educação ambiental; para a ampliação do efetivo de policiais na fiscalização do Parque Ecológico do Cocó e para a sua adequação ao Sistema Nacional de Unidade de Conservação – SNUC, conforme a Lei Federal nº 9985 de julho de 2000.
Abstract: The urban densification, which sued in the surroundings of the estuary of the Rio Cocó, favored by the huge population growth occurred in Fortaleza/CE/Brazil, in recent decades, involved in various negative impacts on site. In order to assess urban developments that took place in the surroundings of the estuary of the Rio Cocó and their negative impacts, in the period between 1985, 1996 and 2007, was held a multitemporal image analysis from TM/Landsat-5 of 1985, 1996 and 2007 in GIS (geographic information System). The procedure consisted of visual interpretation of images in different compositions in RGB (4-5-3; 4-3-2; 4-7-3; 5-4-2) and product obtained from processing images through the bands 3 and 4 in arithmetic operations tool present in the SPRING, subsidized by field recognition activities and consultations with maps, aerial photographs and satellite images of high spatial resolution, which resulted in the elaboration of maps of land cover and use for imaging each year. For each map were defined usage 09 units and soil cover (Urban Area; River; Natural Vegetation; Hipersalina Plain; Lagoons and swampy; Dunes; Beach track; Intermittent Interdunares ponds; Sand banks), which have been quantified and compared. It was noted that over the 22 years analyzed the urban area was the only unit to produce growth. The expansion of the urban area was to the detriment of other units, from 34.18% (15.44 km²) in 1985 to 55.62% (25.13 km²) in 2007, that is, there was an increase of 21.44% (9.69 km²); of the total urban area plus, 60.37% (5.85 km²) occurred between 1985 and 1996, and 39.63% (3.84 km²) in the period between 1996 and 2007. This smaller percentage can be explained by the fact that in the period between 1996 and 2007 have been reduction of repeated spaces, an appreciation of land occupation in the area and greater supervision and monitoring of urban sprawl within the bounds of Cocó ecological park. The data collection in the field enabled the identification of various negative impacts promoted by urbanization in the study area, such as: filling of mangrove and wetland, deforestation, disposal and rubble in the riverbed, discharge of domestic sewage, silting, among others. To see the effects of urbanization on the estuary sediment collections 22 were held on his deathbed through a background search dredge (Van Veen) in 11 seasons. Analysis of sediment collected was visual and allowed the recognition, in the samples of 01, 02, 03, 04 and 09, construction waste, such as pieces of bricks, tiles and cement clods and garbage and other residues. The results point to the need for a systematic monitoring of urban expansion in the area; for identification and control of pollutant loads from residential and commercial; for the promotion of environmental education in the area; for the extension of effective police monitoring Cocó ecological park and its suitability to the national system of conservation Units as (SNUC) – Federal Law No. 9985 July 2000.
Description: FREIRES, A. V. O adensamento urbano e as mudanças no estuario do Rio Cocó-FORTALEZA/CE, frente à demanda das ações antrópicas comparativas entre os anos de 1985, 1996 e 2007. 140 f. 2012. Dissertação (Mestrado em Geologia) - Centro de Ciências, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4848
Appears in Collections:DGL - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_dis_evfreires.pdf11,02 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.