Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4871
Título: Caracterização de ligantes asfálticos modificados com borracha de pneu e aditivo
Autor(es): Lima, Cícero de Souza
Orientador(es): Soares, Jorge Barbosa
Palavras-chave: Engenharia de transportes
Reologia
Data do documento: Mar-2008
Citação: LIMA, C. S. (2008)
Resumo: No Brasil, a produção anual declarada de resíduos pneumáticos é da ordem de 40 milhões de unidades, estimando um descarte de pelo menos 25 milhões de pneus por ano. Segundo estatística da Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos, 100 milhões de pneus inservíveis estão espalhados pelo país em aterros, terrenos baldios, rios e lagos, causando enormes problemas de ordem ambiental. Com a resolução 258 do Conselho Nacional do Meio Ambiente, CONAMA, a reciclagem de pneus inservíveis passou a ser obrigatória em 2005, sendo a proporção desta reciclagem de 120%, ou seja, a cada 4 pneus produzidos ou importados, 5 tem que ser reciclados, contribuindo, assim, para a eliminação do passivo ambiental existente. A presente dissertação trata de uma análise química e reológica de ligantes asfálticos modificados com borracha de pneu, com o intuito de melhorar o desempenho dos ligantes, quando aplicados nos revestimentos asfálticos, bem como minimizar o problema ambiental. Para modificar o ligante asfáltico foi utilizado o processo úmido, sendo verificado o comportamento de diferentes teores de óleo aromático (2,5; 4,5 e 6,0%) e a granulometria da borracha de pneu moído (BPM 3) passando na peneira de Nº 80 (0,180mm) com teor de 20% em peso (p/p). Para efeito de comparação foi analisada uma amostra comercial de asfalto-borracha. O estudo das amostras produzidas em laboratório e comercial foi realizado em um reômetro de cisalhamento dinâmico (DSR) e a caracterização química em um espectrômetro na região do infravermelho (FTIR). O óleo aromático influenciou nas propriedades químicas e reológicas do ligante modificado em laboratório, tendo em vista que os espectros na região do infravermelho apresentaram o aparecimento de novas bandas. A viscosidade diminui com a presença do óleo e melhorou a trabalhabilidade do material. A região de viscoelasticidade linear foi maior para a amostra que continha 4,5 e 6,0% de óleo aromático. Nas curvas mestras foi observado que a borracha pode diminuir trincamentos por fadiga em temperaturas intermediárias e proporcionaram um comportamento elástico superior ao das amostras de ligante asfáltico puro, bem como a formação de um platô que indica uma rede polimérica no ligante modificado. Os ligantes modificados produzidos em laboratório apresentaram desempenhos superiores com relação à amostra comercial e ligante asfáltico puro. Pode-se atribuir as diferenças às características como teor de borracha, tipo de ligante asfáltico puro e diluente utilizado durante a modificação do LAB.
Descrição: LIMA, C. S. Caracterização de ligantes asfálticos modificados com borracha de pneu e aditivo. 2008. 159 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Transportes) – Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4871
Aparece nas coleções:DET - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_dis_cslima.pdf3,75 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.