Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4872
Title in Portuguese: Priorização do transporte coletivo por ônibus em sistemas centralizados de controle de tráfego
Title: Bus signal priority in urban traffic control systems
Author: Oliveira Neto, Francisco Moraes de
Advisor(s): Loureiro, Carlos Felipe Grangeiro
Keywords: Transportes
Sistema viário
Transporte coletivo (ônibus)
Controle de tráfego
Issue Date: 2004
Citation: OLIVEIRA NETO, F. M. Priorização do transporte coletivo por ônibus em sistemas centralizados de controle de tráfego. 2004. 162 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Transportes)-Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2004.
Abstract in Portuguese: Nos últimos anos, as técnicas de prioridade para ônibus em semáforos controlados por sistemas centralizados de controle de tráfego vêm se tornando uma opção cada vez mais viável para reduzir os atrasos sofridos pelos ônibus em cruzamentos semaforizados, principalmente em condições de operação compartilhada com os outros veículos na malha viária. Contudo, antes de implantar qualquer estratégia de priorização de veículos em sistemas urbanos de transporte, deve-se avaliar o impacto sobre os diferentes usuários do sistema viário, que são inerentes a cada local específico. Este trabalho teve como objetivo principal avaliar o desempenho operacional da prioridade semafórica do tipo passiva e ativa no controle em tempo real do sistema SCOOT (Split, Cycle and Offset Optimisation Technique) e em tempo fixo do programa TRANSYT, para períodos de média e alta demanda, de um dos principais corredores arteriais de Fortaleza controlados pelo CTAFOR (Controle de Tráfego em Área de Fortaleza). Na avaliação dos cenários, foram consideradas as seguintes medidas de desempenho: atraso veiculare número de paradas estimados pelo sistema SCOOT, assim como tempos de percurso de ônibus e de automóvel coletados em campo durante a operação de cada cenário. Os resultados não foram favoráveis à adoção das estratégias testadas de prioridade passiva e ativa no corredor de estudo, levando à conclusão que o controle em tempo real do SCOOT, programado para uma boa progressão semafórica do tráfego geral (ônibus e automóveis), é o mais indicado para um corredor arterial com características semelhantes ao analisado. As causas prováveis para os resultados negativos de desempenho das estratégias avaliadas de prioridade passiva se devem ao aumento da interação entre ônibus e automóveis, assim como à alta variabilidade dos tempos de embarque/desembarque nos pontos de parada de ônibus. Já o baixo desempenho das estratégias de prioridade ativa em tempo real deve estar relacionado à perda de progressão semafórica em virtude das interrupções do modelo de prioridade ativa do SCOOT.
Abstract: In the last years, bus priority techniques for signals controlled by urban traffic control (UTC) systems have become a viable alternative to reduce passengers delays at signalized intersections, especially in mixed traffic corridors. However, before deploying any bus signal priority strategy in such corridors, the impacts should be evaluated on the different users of the system. This work had as its main objective to assess the operational performance of passive and active bus priority techniques in fixed and real time signal systems at one of the main arterial corridors in Fortaleza. As a secondary objective, it also evaluated the operationalbenefits of SCOOT adaptive signal control system, comparing it to well adjusted fixed time plans optimized by TRANSYT, for periods of medium and high traffic volumes.In evaluating alternative scenarios, the following performance measures were considered: vehicle delay and number of stops simulated by SCOOT, as well as buses and autos travel times observed in the field during each scenario's operation. The results did not favor the adoption of passive and active priority schemes in the studied corridor, leading to the conclusion that SCOOT's real time control, programmed for a good signal progression of the general traffic (buses and autos), is the best signal control strategy for an arterial corridor with similar characteristics as the one under analysis. The reasons for negative impacts in the operational performance of the passive priority strategies were related to higher interaction between buses and cars, and also to the significant variability in dwell times at bus stops along the corridor. The low performance of the active priority strategies in real time signal operation was due to the loss in signal progression with traffic disruptions caused by SCOOT active priority model.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4872
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DET - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2004_dis_fmoliveiraneto.pdf4,37 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.