Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/48731
Title in Portuguese: Fatores que influenciam a qualidade de vida em pacientes submetidos à reconstrução do ligamento cruzado anterior
Author: Tavares, Maria Larissa Azevedo
Lima, Pedro Olavo de Paula
Almeida, Gabriel Peixoto Leão
Advisor(s): Almeida, Gabriel Peixoto Leão
Co-advisor(s): Lima, Pedro Olavo de Paula
Keywords: Qualidade de Vida
Reconstrução do Ligamento Cruzado Anterior
Volta ao Esporte
Força Muscular
Issue Date: 2-Dec-2019
Abstract in Portuguese: Objetivo Verificar a correlação entre medidas de capacidade funcional e biomecânicas com qualidade de vida (QV) em pacientes após reconstrução do ligamento cruzado anterior (RLCA). Métodos Foi conduzido um estudo transversal e incluídos indivíduos de ambos os sexos, a partir de 16 anos de idade até 65 anos, com, no mínimo, seis meses de cirurgia de RLCA e que realizaram fisioterapia após a cirurgia. As coletas de dados ocorreram no Laboratório de Análise do Movimento Humano da Universidade Federal do Ceará, no período de fevereiro de 2017 a junho de 2019. A QV foi medida através do Quality Of Life Outcome Measure for Chronic Anterior Cruciate Ligament Deficiency (ACL-QoL). Para as medidas de capacidade funcional foram utilizados o International Knee Documentation Committee Subjective Knee Form (IKDC), Anterior Cruciate Ligament - Return to Sport After Injury (ACL-RSI), Tampa Scale for Kinesiophobia (Tampa), Escala Global de Função do Joelho (EFGJ) e testes de salto unipodal. Foram utilizados o dinamômetro isocinético e o Biodex Balance System para as medidas biomecânicas. Para análise das correlações entre o ACL-QoL e as medidas de capacidade funcional e biomecânicas foi aplicado o coeficiente de correlação linear de Pearson considerando como significância estatística p<0.05. Resultados Cento e noventa participantes foram avaliados. O ACL-QoL apresentou alta correlação com IKDC, moderada correlação com EGFJ, ACL-RSI e Tampa. Medidas biomecânicas de força e estabilidade postural e os testes de salto unipodal apresentaram entre nula a fraca correlação com o ACL-Qol. Conclusão Quanto melhor a função e preparo psicológico para o retorno ao esporte após RLCA, melhor será a QV, enquanto maior a cinesiofobia pior será a QV. Desempenho em testes de salto unipodal e medidas biomecânicas de força e estabilidade postural parecem não influenciar a qualidade de vida em pacientes submetidos à RLCA. Nível de evidência II.
Description: TAVARES, M. L. A. ; LIMA, P. O. P. ; ALMEIDA, G. P. L. Fatores que influenciam a qualidade de vida em pacientes submetidos à reconstrução do ligamento cruzado anterior. 2019. 10 f. Artigo (Graduação em Fisioterapia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/48731
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:FISIOTERAPIA - Artigos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_art_mlatavares.pdf298,92 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.