Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/48735
Title in Portuguese: Existe associação entre as interações das variáveis de treinamento e da cadeia cinética do membro inferior e o nível de severidade da tendinopatia do calcâneo em corredores de rua?
Author: Nazareno, Thamiris Silva
Freitas, Lucas Valentim de
Ferreira, Victor Matheus Leite Mascarenhas
Oliveira, Rodrigo Ribeiro de
Advisor(s): Oliveira, Rodrigo Ribeiro de
Co-advisor(s): Ferreira, Victor Matheus Leite Mascarenhas
Keywords: Tendão do Calcâneo
Atletas
Fenômenos Biomecânicos
Issue Date: 2-Dec-2019
Citation: NAZARENO, T. S. et al. Existe associação entre as interações das variáveis de treinamento e da cadeia cinética do membro inferior e o nível de severidade da tendinopatia do calcâneo em corredores de rua? 2019. 31 f. Artigo (Graduação em Fisioterapia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.
Abstract in Portuguese: Objetivo: identificar se há associação entre as interações das variáveis de treinamento e da cadeia cinética do membro inferior e o nível de severidade da tendinoaptia do calcâneo (TC) em corredores de rua. Desenho: Estudo transversal. Cenário: Laboratório de Análise do Movimento Humano. Participantes: 25 atletas corredores de rua recreacionais com tendinopatia do calcâneo. Principais medidas de desfecho: Volume, frequência de treino semanal e tempo de prática foram coletados na ficha de avaliação. Os torques isométricos do quadril e tornozelo foram medidos com um dinamômetro manual portátil. A avaliação da amplitude de movimento (ADM) de dorsiflexão foi realizada em cadeia cinética fechada por meio do Weight Bearing Lunge Test e cadeia cinética aberta por meio de um goniômetro com a perna estendida e fletida. A ADM de rotação interna (RI) do quadril foi avaliada por meio do goniômetro. O alinhamento do pé foi realizado utilizando software para análise de imagens. Resultados: A interação entre o torque dos músculos rotadores externos (RE) do quadril, dorsiflexão do tornozelo, ADM de RI do quadril, volume e frequência de treino estavam associados ao nível de severidade da TC. Conclusão: Indivíduos com menor torque dos músculos RE e menor ADM de RI do quadril e de dorsiflexão do tornozelo obtiveram maior severidade da TC.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/48735
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:FISIOTERAPIA - Artigos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_art_tsnazareno.pdf356,51 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.