Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/49119
Title in Portuguese: Epidemia de dengue e condicionantes socioambientais em Boa Vista-RR
Title: Dengue epidemic and social and environmental conditions in Boa Vista-RR
Author: Mussato, Osvair Brandão
Advisor(s): Costa, Maria Clélia Lustosa
Keywords: Aedes Aegypti
Sociedade
Urbanização
Políticas públicas
Saúde
Issue Date: 2019
Citation: MUSSATO, Osvair Brandão. Epidemia de dengue e condicionantes socioambientais em Boa Vista-RR. 2019. 208 f. Tese (Doutorado em Geografia ) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.
Abstract in Portuguese: A dengue constitui-se em um sério problema de saúde pública, com aproximadamente 35% da população do mundo exposta ao risco de infecção em cerca de cem países de clima tropical e subtropical. A reprodução e propagação do Aedes Aegypti e, consequentemente, a disseminação da doença estão associadas a fatores naturais como clima quente e úmido, típico de Roraima, que é intensificado com as más condições de saneamento e o descuido da população com descarte dos resíduos e do aprovisionamento da água, além do relevo plano de Boa Vista que favorece o acúmulo de água no período da chuva. Nesta perspectiva, busca-se uma leitura e análise do comportamento desta doença e as associações com as condições socioambientais na cidade de Boa Vista, no período de 2000 a 2017, destacando os anos considerados epidêmicos. O presente estudo analisa em que medidas os elementos naturais e socioeconômicos contribuem para a ocorrência e distribuição dos casos de dengue na cidade de Boa Vista-RR. Pautou-se na pesquisa exploratória, utilizando-se de pesquisas bibliográficas e documental associadas às técnicas estatísticas e de geoprocessamento. Os elementos da natureza foram analisados em associação aos aspectos socioeconômicos extraídos da base de dados do IBGE, censos demográficos de 2000 e 2010 e, posteriormente, cruzados com os casos de dengue registrados para o período. Observou-se durante a pesquisa que os aspectos físicos de Boa Vista, por si, contribuem demasiadamente para a propagação do vetor, uma vez que o sítio urbano é seccionado por inúmeros, rios, igarapés e lagoas. Foi identificado uma forte correlação entre a localização dos igarapés e lagoas e a ocorrência da doença. A esses fatores, somam-se os aspectos de ordem econômica, visto a estreita relação entre renda e distribuição dos casos no território. Identificou-se ainda correlação entre os sorotipos circulantes na cidade com o restante do país. A cidade, lócus do contraditório, do desigual, é o espaço perfeito para a propagação de vetores que se adaptaram ao modo de vida urbana. Certamente muito ainda há para se estudar em Boa Vista referente aos aspectos de saúde de sua população, principalmente em relação à dengue, porém, os indicativos apresentados neste estudo evidenciam a necessidade de se continuar investindo em políticas públicas de melhoramento no saneamento básico, bem como na atenção básica em saúde e na Educação Ambiental.
Abstract: Dengue is a serious public health problem, with approximately 35% of the world's population exposed to infection risk in about 100 tropical and subtropical countries. The reproduction and propagation of Aedes Aegypti and, consequently, the spread of the disease are associated with natural factors such as hot and humid climate, typical of Roraima, which is intensified with poor sanitation conditions and carelessness of the population with waste disposal and water supply, besides the flat relief of Boa Vista that favors the accumulation of water during the rainy season. In this perspective, a reading and behavioral analysis of this disease and the associations with the socio-environmental conditions in the city of Boa Vista, from 2000 to 2017, are highlighted, highlighting the years considered epidemic. The present study analyzes in which measures the natural and socioeconomic elements contribute to the occurrence and distribution of dengue cases in the city of Boa Vista-RR. It was based on exploratory research, using bibliographical and documentary research associated with statistical and geoprocessing techniques. The elements of nature were analyzed in association with the socioeconomic aspects extracted from the IBGE database, demographic censuses of 2000 and 2010 and, later, crossed with dengue cases registered for the period. It was observed during the research that the physical aspects of Boa Vista, in themselves, contribute too much to the propagation of the vector, since the urban site is cut by numerous rivers, streams and lagoons. To these factors, we add the environmental aspects that aggravate as a consequence of the socioeconomic characteristics of the population. The city, the locus of the contradictory, of the unequal, is the perfect space for the propagation of vectors that have adapted to the urban way of life. Certainly there is still much to study in Boa Vista regarding the health aspects of its population, especially in relation to dengue, but the indicatives presented in this study show the need to continue investing in public policies for improvement in basic sanitation, as well as in basic health care and in Environmental Education.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/49119
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:DGR - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_tese_obmussato.pdf10,91 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.