Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/49251
Title in Portuguese: O cuidado em saúde de mulheres em situação de rua em Fortaleza: um estudo de caso.
Title: Health care for women in street street in Fortaleza: a case study
Author: Lima, Alana de Oliveira
Advisor(s): Mello, Ricardo Pimentel
Keywords: Cuidado em Saúde
Mulheres em situação de Rua
Estudo de Caso
Issue Date: 2019
Citation: LIMA, A. de Oliveira. O cuidado em saúde de mulheres em situação de rua em Fortaleza: um estudo de caso. 2019. 113f.- Dissertação- Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós- graduação em Psicologia, Fortaleza (CE), 2019.
Abstract in Portuguese: Esta pesquisa apresenta um processo de investigação sobre o cuidado em saúde de mulheres em situação de rua na cidade de Fortaleza. Tal investigação surgiu a partir dos (des) caminhos percorridos em leituras, conversas nas orientações, com profissionais da assistência social e com as próprias pessoas que vivem nas ruas que nos apontaram para os modos de vida das mulheres em situação de rua. Conforme o I Censo e Pesquisa Nacional de 2009, 35,54% das mulheres afirmaram ter problemas de saúde. Os problemas de saúde mais citados foram: sofrimentos de ordem “psiquiátrica” (9%), hipertensão (8,3 %), diabetes (8,3 %), problemas de visão/cegueira (5,1%) e aids (5,1%) e mais da metade das mulheres optavam por tomar banho em locais com privacidade. Nesse sentido, a pesquisa objetiva conhecer práticas de cuidado em saúde que estão presentes na vida cotidiana de mulheres que vivem nas ruas de Fortaleza e como objetivos específicos: identificar práticas de cuidado em saúde dessas mulheres e acompanhar as redes imbricadas em possíveis práticas de cuidado em saúde. Vale ressaltar que o cuidado em saúde das pessoas que vivem nas ruas foi institucionalizado a partir do surgimento de práticas que dessem visibilidade as demandas da população de rua, tais como os “consultórios de rua” que em meados de 2011/2012, tornaram-se “consultório na rua”, a partir da regulamentação da Política de Atenção Básica (PNAB) pelas portarias 122 e 123/2012. Contudo, antes disso, demandas de saúde desse público eram tratadas apenas na Atenção Terciária (Santa Casa de Misericórdia) e instituições filantrópicas. Apenas em 2004, com o advento da Política de Assistência Social, demandas relacionadas a habitação e trabalho foram institucionalizadas. Inspiramo-nos em pressupostos teórico- metodológicos das práticas discursivas propostas por Foucault, os quais são utilizados nos estudos e pesquisas do NUCED/UFC. Utilizou-se a modalidade do “Estudo de Caso” como modo de singularizar as histórias de vida das duas interlocutoras que compuseram a pesquisa. Portanto, a análise dos dois estudos de caso foi produzida por meio dos “mapas dialógicos” dos quadros sequenciais de entrevistas narrativas que realizamos com as duas mulheres e utilizamos duas categorias “cotidiano da rua” e “cuidado em saúde”. Por fim, compreendemos que o cuidado em saúde no cotidiano da rua se faz por meio de redes de amizade, pois ultrapassa os modelos convencionais dos protocolos clínicos institucionais e de certo modo, as pessoas em situação de rua são mais livres nas suas práticas de cuidado em saúde, pois não dependem exclusivamente dos modelos clínicos tradicionais. A aposta nessa pesquisa é propor uma Psicologia que produza cuidado em saúde em cenários de rua e contribua com políticas públicas que lidem direcionadas às pessoas em situação de rua. O encontro com as mulheres em situação de rua produziu efeitos nelas e nós pesquisadores, produzindo modos de exercitar a psicologia acreditando na potência de vida dessas mulheres.
Abstract: This research presents an investigation process about the health care of homeless women in the city of Fortaleza. This investigation emerged from the (mis) paths taken in readings, conversations in the orientations, with social care professionals and with the people who live on the streets that pointed us to the ways of life of homeless women. According to the I National Census and Survey 2009, 35.54% of women said they had health problems. The most cited health problems were: “psychiatric” order suffering (9%), hypertension (8.3%), diabetes (8.3%), vision/blindness problems (5.1%) and AIDS (5,1%) and more than half of women chose to bathe in places with privacy. In this regard, the research aims to know practices that are present in the daily lives of women who live in the streets of Fortaleza and as specific objectives: to identify these women's health care practices and to follow the networks embedded in possible care practices. It is worth mentioning that the health care of people who live on the streets was institutionalized from the emergence of practices that brought visibility to the demands of the homeless people, such as the “street offices” that in mid-2011/2012 became “offices on the street”, based on the regulation of the Primary Care Policy (PNAB) by ordinances 122 and 123/2012. However, before that, health demands of this public were addressed only to the Tertiary Attention (Santa Casa de Misericórdia Hospital) and philanthropic institutions. Only in 2004, with the advent of the Social Assistance Policy, demands related to housing and work were institutionalized. We are inspired by the discursive practices proposed by Foucault, which are used in NUCED/UFC studies and researches. The “Case Study” modality was used as a way to single out the life stories of the two interlocutors who composed the research. Therefore, the analysis of the two case studies was produced through the “dialogic maps” of the sequential narrative interviews that we conducted with the two women and we used two categories “daily life on the street” and “health care”. Finally, we understand that health care in the everyday life of the street is done through friendship networks, because it goes beyond the conventional models of institutional clinical protocols and, in a certain way, homeless people are more free in their health care practices, since they do not depend exclusively on traditional clinical models. The focus of this research is to propose a Psychology that produces health care in the street scenario and contributes to public policies that deal with homeless people. Meeting with homeless women has had an effect on them and on researchers, producing ways of practicing Psychology believing in their power of life.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/49251
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_dis_aolima.pdf1,62 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.