Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4936
Título: Efeitos biológicos e caracterização inicial da peçonha da serpente Philodryas nattereri steindachner 1870
Título em inglês: Biological effects and initial characterization of snake venom Philodryas nattereri steindachner 1870
Autor(es): Nery, Marinetes Dantas de Aquino
Orientador(es): Monteiro , Helena Serra Azul
Palavras-chave: Venenos de Serpentes
Peçonhas
Data do documento: 2012
Citação: NERY, M. D. A. (2012)
Resumo: A peçonha da serpente Philodryas nattereri é uma mistura de proteínas e peptídeos tóxicos com diversas ações locais e sistêmicas importantes, similares às que ocorrem nos acidentes botrópicos. Os mecanismos envolvidos nas ações locais e sistêmicas desta peçonha são pouco conhecidos. O objetivo deste trabalho foi estudar os efeitos renais, cardiovasculares, citotóxicos e a identificação molecular da peçonha bruta. O teor proteíco total da peçonha foi de 85-90% de proteínas. Foram utilizados ratos Wistar nos experimentos de perfusão de rim isolado, em que o orgão foi perfundido com a peçonha da serpente Philodryas nattereri em diversas concentracões para se determinar as possíveis alterações em parâmetros funcionais, além de alterações vasculares em anel de aorta e pressão arterial. A peçonha foi utilizada em células epiteliais de túbulos renais de cachorro (MDCK) e macrófago peritonial de rato (RAW) e mensurada por pletismografia. O edema de pata, as contorções abdominais e a injeção intramuscular foram realizados em camundongos Swiss. A peçonha foi testada em cepas de bactérias Escherichia coli, Pseudomonas aeruginosa, Salmonella choleraesuis subsp, Staphylococcus aureus e as culturas foram diluidas 100x. Para a determinação do número de cromossomos da serpente Philodryas nattereri e Philodryas olfersil, utilizou-se uma cultura temporária de leucócitos. Da glândula de Duvernoy construiu-se uma Biblioteca de cDNA com o objetivo de identificar seus genes. A peçonha bruta foi submetida a RMN (Ressonância Magnética Nuclear). Os resultados encontrados demonstraram que a peçonha da Philodryas nattereri promoveu alterações em todos os parâmetros renais estudados, principalmente na diminuição da pressão renal (PP) e da resistência vascular renal (RVR), assim como um aumento do fluxo urinário (FU) e do ritmo de filtração glomerular (RFG). O resultado mais relevante é que essa peçonha é altamente lesiva aos túbulos renais, sendo tal fato comprovado com a redução do percentual de transporte dos eletrólitos de sódio (Na+), (K+) e cloreto (CI¯) nas concentrações estudadas, independente da redução da PP. O clearance osmótico e as alterações nos glomérulos e túbulos com material proteíco e hemorrágico. As lesões foram observadas por análise histológica, mediante indícios de apoptose/ necrose e verificadas na cultura das células MDCK. A redução da pressão arterial e da frequência cardiaca parecem estar relacionadas ao relaxamento de vasos renais, cujos efeitos vasodilatadores foram comprovados nos protocolos de anel de aorta. A peçonha da Philodryas nattereri parece comprometer os túbulos renais, independentemente das ações vasculares. O edema de pata causado pela peçonha atingiu o máximo 2 horas após a inoculação e foi inibido pelo dexametasona e o soro anti-bothrops já a indometacina não foi capaz de interferir significativamente no edema. A injeção intramuscular de 50μg da peçonha produziu efeitos de desorganização das fibrilas musculares, hemorragia interfibrilar, edema infiltrado inflamatório e mionecrose dos tipos coagulativa e miolítica. Verificou-se que estas alterações diminuiram com o passar do tempo. As contorções abdominais causadas pela peçonha parecem ser tão agressivas quanto o acido acético quando comparado ao controle salino. A atividade da peçonha em cultura de bactérias foi significante para as culturas S. aureus, P. aeruginosa e Salmomela entretanto não apresentou significância para E. Coli. As serpentes Philodryas nattereri e Philodryas olfersii possuem um número de cromossomos 2n = 36. Da extração do RNAtotal da glândula da peçonha, junto com a enzima transcriptase reversa in vitro produziu-se RNAm transcrito a partir de vários genes diferentes. Assim, os DNAc clonados constituem uma biblioteca de cDNA com uma coleção de genes. Os resultados espectrofotômétrico de RMN da peçonha bruta da serpente Philodryas nattereri revelaram na identificação da presença de acoplamentos 13C, !H por comprimento de onda de rádio.
Descrição: NERY, Marinetes Dantas de Aquino. Efeitos biológicos e caracterização inicial da peçonha da serpente Philodryas nattereri steindachner 1870. 2012. 206 f. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortleza, 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4936
Aparece nas coleções:DFIFA - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_tese_mdanery.pdf7,29 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.