Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4944
Título: Avaliação ambiental e forma de transporte de agrotóxicos organoclorados no Rio Jaguaribe - CE
Autor(es): Oliveira, André Henrique Barbosa de
Orientador(es): Cavalcante, Rivelino Martins
Palavras-chave: Produtos Químicos Agrícolas
Estuários
Data do documento: 2012
Citação: OLIVEIRA, A. H. B. de (2012)
Resumo: Agrotóxicos organoclorados (OCs) foram extensivamente utilizados no pós-II guerra, tendo seu comércio e distribuição restringidos em vários países em meados da década de 80, inclusive o Brasil, devido seus efeitos toxicológicos. O presente trabalho tem como objetivo geral avaliar a dinâmica ambiental de agrotóxicos OCs, bem como seus impactos na sub-bacia do baixo Jaguaribe - CE. Para tal foram executados os objetivos específicos: Desenvolvimento de protocolo de análise de agrotóxicos em matriz ambiental sólida (sedimentos); Avaliação da distribuição de agrotóxicos OCs no sedimento da sub-bacia do baixo Jaguaribe; Avaliação dos parâmetros governantes na deposição de agrotóxicos OCs, bem como uma avaliação do risco ecológico. As técnicas cromatográficas utilizadas (CG-EM e CG-DCE) demonstraram resultados satisfatórios em relação aos parâmetros de validação analíticos. Os compostos detectados no estudo foram: γ-HCH (Lindano), hexaclorobenzeno heptacloro, o,p-DDE, p,p-DDD, o,p-DDT e metoxicloro. Os compostos α-BHC, β-BHC e endossulfan estiveram abaixo do LD e LQ da técnica. Os níveis de OCs variaram de não detectado a 14,84 ng/g em ambiente de domínio fluvial. No estuário, a variação foi de não detectado a 51,89 ng/g. As maiores e menores concentrações respectivamente foram o heptacloro (51,89 ng/g) no estuário e o lindano (γ-HCH) (3,15 ng/g) na porção pluvial. Nas amostras de sedimento superficial da zona estuarina pode se observar as maiores concentrações de OCs em relação à zona fluvial. Níveis semelhantes foram observados em regiões costeiras da China (0,1 - 11,1 ng/g.) em relação á área de estudo (0,41 – 3,45 ng/g). Atividades agrícolas, programas de erradicação de vetores de doenças, lançamento de resíduos industriais e sua natureza físico-química são apontados como principais causas para a presença destes OCs no meio. Houve uma maior tendência à deposição dos γ-HCH (Lindano), heptacloro e p,p - DDT associados ao teor de finos (silte+argila) e a fração húmica em ambiente de predomínio fluvial. Em domínio estuarino, os agrotóxicos γ-HCH (Lindano), heptacloro apresentaram a mesma tendência associando-se predominantemente a fração de finos. Os níveis do agrotóxico p,p-DDD (2,42 ng/g) detectados nas amostras de sedimento fluvio-estuarino da sub-bacia do baixo Jaguaribe apresentaram um elevado potencial de risco ecológico para a biota, podendo atuar como agente causador de efeitos deletérios para o ecossistema estuarino analisado.
Abstract: Organochlorine pesticides (OCs) have been extensive ly used in the post-war II, with its trade and distribution restricted in several countries in the mid-80s, including Brazil, because of their toxicological effects. The present study aims at evaluating the environmental dynamics of OCs pesticides, as well as its impact on sub-basin of low Jaguaribe - CE. For this run were the specific objectives: Development of protocol analysis of pesticides in environmental matrix soli d (sediment); Assessment of COs distribution of pesticides in the sediment of the s ub-basin of low Jaguaribe-CE; Evaluation of parameters governing the deposition of pesticide COs and an assessment of ecological risk. The used chromatographic techniques (GC-MS and GC-ECD) showed satisfactory results with respect to analyti cal validation parameters. The compounds detected in the study were: γ-HCH (lindane), hexachlorobenzene, heptachlor, o,p-DDE, p, p- DDD, o, p-DDT and methoxychlor. The compounds α-BHC, β-BHC and endosulfan were below the LD and LQ technique. Levels of COs ranged from not detected to 14,84 ng/g in fluvial environment domain. In the estuary, the change was not detected to 51,89 ng/g. The highest and lowest concentrations were respectively heptachlor (51,89 ng/g) in the estuary and lindane (γ-HCH) (3,15 ng/g) in the river portion. In sediment samples from estuarine zone can be observed the highest concentrations of COs in relation to river area. Similar levels were found in coastal regions of China (0,1-11,1 ng/g.) In relation to the area of study (0,41-3,45 ng/g). Agricultural activities, programs eradication of disease vectors, release of industrial wastes and their physico-chemical nature are cited as the main causes for the presence of these COs in the environment. There was a greater tendency to deposition of γ-HCH (lindane), heptachlor and p,p-DDT associated with fines content (clay + silt) and humic fractions in predominantly fluvial environment. Under estuarine area, pesticides γ-HCH (lindane), heptachlor showed the same trend associating predominantly fine fraction. The levels of the pesticide p,p-DDD (2,42 ng/g) were detected in sediment samples from the river and estuarine low Jaguaribe showed a high potential ecological risk to biota, which may act as causative agent of harmful effects to the ecosystem estuarine analyzed.
Descrição: OLIVEIRA, A. H. B. de. Avaliação ambiental e forma de transporte de agrotóxicos organoclorados no Rio Jaguaribe - CE. 2013. 79 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Marinhas Tropicias) - Instituto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4944
Aparece nas coleções:LABOMAR - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_dis_ahbdeoliveira.pdf1,76 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.