Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4991
Título: Diversidade de Vibrio spp. em estuários no Estado do Ceará associada à atividade de carcinicultura
Autor(es): Menezes, Francisca Gleire Rodrigues de
Orientador(es): Vieira, Regine Helena S. dos Fernandes
Palavras-chave: Bacterioses - Ceará
Data do documento: 2005
Citação: MENEZES, F. G. R. de (2005)
Resumo: Por ser uma atividade econômicamente viável, o cultivo de camarão marinho vem crescendo em todo o mundo. O Brasil, e em particular a região Nordeste, vem sendo responsável por grande parte da produção nacional do crustáceo. Os ambientes estuarinos e de água doce são reservatórios críticos para espécies do gênero Vibrio, agentes causais de bacterioses. Encontrados na microbiota dominante nos estágios de desenvolvimento larval dos camarões, essas bactérias podem ser isoladas tanto de animais saudáveis como do próprio ambiente. Esta pesquisa teve como objetivo estudar a diversidade de espécies do gênero Vibrio em quatro estuários do Estado do Ceará. Três deles apresentam atividade de carcinicultura e o quarto não apresenta essa atividade, sendo usado como controle do experimento. Os pontos estudados estavam localizados nos rios: Choró, Pirangi, Jaguaribe e Pacoti. Foram analisadas amostras de água e sedimento dos rios escolhidos e também do canal de captação, do viveiro e do canal de descarga de uma fazenda de cultivo de camarão marinho, L. vannamei. Como resultado, foram isoladas e identificadas 138 cepas de amostras oriundas do ambiente (água e sedimento dos rios) e 25 provenientes das amostras coletadas na fazenda. As espécies mais freqüentes de Vibrio identificadas nas amostras de ambiente foram: Vibrio logei, V. parahaemolyticus, V. fluvialis e V. cholerae. Enquanto que, na fazenda foram: V. logei e V. cholerae. Tendo em vista que: (a) a diversidade das espécies do gênero Vibrio é muito maior nos estuários do que na fazenda de carcinicultura; e (b) esta diversidade é semelhante nos estuários com (Rios Pirangi, Choró e Jaguaribe) e sem (Rio Pacoti) fazendas de cultivo, conclui-se que, aparentemente, a carcinicultura não causa impacto ambiental na diversidade do gênero Vibrio.
Abstract: An economically attractive investment, marine shrimp farming is on the rise not only in Brazil but also all over the world. Farms in Northeastern Brazil account for most of the country’s shrimp production. However, shrimp populations have been constantly submitted to bacterial infections caused by vibrios endemic to estuarine and freshwater environments. These bacteria are associated with the shrimp microbiota during the early larval stages and may be isolated from both healthy animals and the environment itself. The present study consists of a survey of the species diversity of genus Vibrio occurring in four mangrove areas located on the Choró, Pirangi, Jaguaribe and Pacoti rivers’ estuaries, in Ceará State, three of which with shrimp farms and one without (control). Water and sediment samples were taken inside the four estuaries as well as in the inflow and outflow channels and ponds of a Litopenaeus vannamei shrimp farm. As a results of this research work, 138 strains of Vibrio were isolated and identified from estuarine water and sediment samples and 25 from samples collected on the farm. The Vibrio species most frequently observed were V. logei, V. parahaemolyticus, V. fluvialis and V. cholerae (in samples from the environment) and V. logei and V. cholerae (in samples from the farm). Our findings suggest that, since vibrios were found in estuaries both with and without shrimp farming activities and the species diversity was greater in the environment than on the shrimp farm, estuaries are not negatively impacted by shrimp culture as far as the genus Vibrio is concerned.
Descrição: MENEZES, F. G. R. de. Diversidade de Vibrio spp. em estuários no Estado do Ceará associada à atividade de carcinicultura. 2005. 98 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Marinhas Tropicais) - Universidade Federal do Ceará, Instituto de Ciências do Mar, Fortaleza, 2005.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/4991
Aparece nas coleções:LABOMAR - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2005_dis_fgrdemenezes.pdf145,32 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.