Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/50514
Title in Portuguese: Expressão de genes e quantificação de Lactobacillus paracasei e Lactobacillus rhamnosus presentes em lesões dentinárias de crianças com cárie da primeira infância
Title: Gene expression and quantification of Lactobacillus paracasei and Lactobacillus rhamnosus present in dental lesions of children with early childhood caries
Author: Reis, Ana Catarina Martins
Advisor(s): Gerage, Lidiany Karla Azevedo Rodrigues
Keywords: Criança
Lactobacillus
Cárie dentária
Issue Date: 24-Jul-2019
Citation: REIS, A. C. M. Expressão de genes e quantificação de Lactobacillus paracasei e Lactobacillus rhamnosus presentes em lesões dentinárias de crianças com cárie da primeira infância. 2019. 67 f. Tese (Doutorado em Microbiologia Médica) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2019.
Abstract in Portuguese: Lactobacillus paracasei e Lactobacillus rhamnosus pertencem ao grupo Lactobacillus caseie estão fortemente associadas à progressão da cárie, especialmente na dentina e considerando que o consumo de alimentos/probióticos é um importante fonte de Lactobacillus. Este estudo teve como objetivo analisar a expressão de genes cariogênicos relacionados à adesão (spaC e spaE), biossíntese de substâncias poliméricas extracelulares (wzb) e oxidação de piruvato (spxB) bem como,detectar e quantificar L. paracasei,L. rhamnosus e o grupo L. caseiem lesões de cáries dentinárias ativas e inativas de crianças com cárie da primeira infância (CPI). Amostras de dentina (25 lesões ativas e 13 inativas) de crianças com CPI e idade entre 3-5 anos foram utilizadas no estudo. O RNA das amostras foi extraído e convertido em cDNA para a quantificação bacteriana e análise de expressão gênica por qPCR. Os teste t de Student ou U de Mann-Whitney foram aplicados para as comparações das médias dos grupos. Os resultados mostraram que as espécies do grupo L. casei fazem parte da comunidade microbiana viável das lesões de cárie dentinária, sendo o grupo L. casei (p = 0,004) assim como as espéciesL. paracasei (p = 0,001) e L. rhamnosus (p = 0,022) mais abundantes nas lesões de dentina ativa em comparação com as lesões inativas. Os dados de expressão gênica revelaram que spaC, spxB e spaE foram igualmente expressos independente da atividade de lesão de cárie (p> 0,05), enquanto o gene wzb (p= 0,006) apresentou maior expressão nas lesões de dentina ativa. Este estudo fornece novos conhecimentos sobre a microbiota bucal relacionada ao estado da atividade da cárie dentinária, indicando que o grupo L. casei e as espéciesL. paracasei e L. rhamnosus apresentamcomportamentos diferentes em lesões ativas e inativas podendo estar relacionadas à progressão e atividade da lesão de cárie dentinária.
Abstract: Lactobacillus paracasei and Lactobacillus rhamnosus belong to the group Lactobacillus casei and are strongly associated with the progression of caries, especially in dentin, and considering that food/probiotic consumption is an important source of Lactobacillus. This study aimed to analyse the expression profile of genes related to adhesion (spaC and spaE), extracellular polymeric substance regulation (wzb) and pyruvate oxidation (spxB) of the L. paracasei and L. rhamnosusas well as to detect and quantify the L. casei group, L. paracasei and L. rhamnosus bacteria in active and arrested dentin caries lesions of children with early childhood caries (ECC). Total RNA was extracted from dentin samples (25 active and 13 arrested lesions) of pre-school children with ECC aged 3–5 years. The samples were converted to cDNA and qPCR analyses were performed for bacterial quantification and gene expression analyses. Student’s t-test or Mann-Whitney U test were used for mean comparisons of the groups. The L. casei group species were found to be part of the viable microbial community in dentin caries lesions, with the L. casei group (p= 0.004), L. paracasei (p= 0.001), and L. rhamnosus (p= 0.022) being more abundant in active dentin lesions compared to the arrested ones. Gene expression data revealed spaC, spxB and spaE were equally expressed regardless of the caries lesion activity (p>0.05), while the wzb gene (p= 0.006) showed higher expression in active dentin lesions. This study provides insights about oral microbiota related to dentin caries activity status, indicating that the L. casei group, and the species L. paracasei and L. rhamnosus can have different behavior in active and inactive lesions and may be linked to dentin lesion progression and activity.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/50514
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGMM - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019_tese_acmreis.pdf3,03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.