Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/50668
Title in Portuguese: As implicações psicossociais da pobreza na relação entre sentido de comunidade e desigualdades sociais de gênero no Parque da Liberdade
Title: The psychosocial implications of poverty in the relationship between a sense of community and gender social inequalities in freedom park
Author: Barbosa, Vilkiane Natercia Malherme
Advisor(s): Moura Júnior, James Ferreira
Keywords: Psicologia Comunitária
Sentido de Comunidade
Pobreza Multidimensiona
Gênero
Issue Date: 2020
Citation: BARBOSA, Vilkiane Natercia Malherme. As implicações psicossociais da pobreza na relação entre sentido de comunidade e desigualdades sociais de gênero no Parque da Liberdade. 2020.170f. Dissertação( Mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Psicologia, Fortaleza (CE), 2020.
Abstract in Portuguese: Neste trabalho é relevante a discussão acerca da relação entre Sentido de Comunidade (SC), Pobreza Multidimensional (PM) e Gênero. Para tanto, é necessário discutir acerca do que compreendemos sobre estas categorias e sobre as possíveis relações que estas podem estabelecer. Entendemos a complexidade de estabelecermos tal conexão, e acreditamos que nos cotidianos comunitários estas sejam relevantes para fomentar estratégias de intervenções psicossociais como efeitos para a facilitação de processos de mudança social. Desta forma, o Sentido de Comunidade pode ser entendido como expressão de nosotros, se conectando com uma perspectiva interseccional que reconheça os modos de vida das pessoas a partir de seus contextos, fomentando estratégias de fortalecimento de identidades individuais e coletivas comunitárias. Pontua-se que a concepção de Pobreza aqui defendida é multidimensional, a partir das abordagens das capacitações. E que as perspectivas de gênero tratadas aqui, visam desvelar as desigualdades sociais e de gênero sofridas por mulheres, numa perspectiva interseccional. O projeto tem como objetivo geral: Analisar os impactos da pobreza no sentido de comunidade de moradores/as da comunidade do Parque da Liberdade em Redenção/CE a partir de uma perspectiva de gênero. E como objetivos específicos se apresentam: descrever as condições de pobreza multidimensional vivenciadas na comunidade do Parque da Liberdade; compreender os sentidos de comunidade desenvolvidos pela população do Parque da Liberdade; comparar a relação entre o sentido de comunidade e as dimensões da pobreza; analisar sobre uma perspectiva interseccional as categorias de sentido de comunidade e pobreza multidimensional a partir da vivência das mulheres. A proposta metodológica deste projeto é um delineamento misto. O que se propõe então, é a combinação de delineamentos quantitativos e qualitativos numa perspectiva mista e interseccional. Na primeira fase quantitativa, contamos com uma amostra representativa da comunidade de 128 pessoas a partir de um questionário, que contava com dados sociodemográficos, o IMPM e a IASC (em anexo). Foram feitas análises de estatísticas descritivas, comparação de médias, test t, ANOVA, correlação de r de Pearson, regressão linear múltipla e análise de moderação com o auxílio do programa SPSS. Os achados dessa fase apontaram para relevância de entender o SC relacionado as dimensões das pobrezas, numa perspectiva multidimensional. Notou-se que as dimensões mais significativas nessa relação foram as dimensões de aspectos psicológicos das pobrezas e de habitação, sendo que análises mais robustas apontaram que a primeira destas dimensões citadas, tem efeitos mais duradouros e expressivos sobre a população em estudo. Na fase qualitativa contar-se com a participação de dez mulheres e foi aplicada uma entrevista- semiestruturada com as mesmas sobre as temáticas da pesquisa. A análise realizada foi a análise de conteúdo categorial. Os resultados apontaram para os efeitos que as desigualdades de gênero possuem sobre o SC, como a despontecialização da participação social ativa das mulheres no tecido social, como também para as relações que estas desigualdades têm com as condições de pobrezas vividas, que se tornam mais opressoras as mulheres. Defendemos esta abordagem mista à medida que consideramos os complexos processos psicossociais, simbólicos e subjetivos dos atores e atrizes sociais. Os resultados de ambos os estudos demonstram as complexas relações entre o SC, PM e as Desigualdades Sociais de Gênero que tem implicações psicossociais aos modos de vida desenvolvido pelas pessoas neste território, especialmente as mulheres, desvelando relações de dominação e opressão, mas também possibilidades de resistências. Acreditamos que compreender essa relação dentro do contexto comunitário pode auxiliar a leitura das realidades vividas e facilitar a proposição de estratégias de enfrentamento das pobrezas e fortalecimento das relações sociocomunitárias.
Abstract: In this work it is relevant to discuss the relationship between Sense of Community (CS), Multidimensional Poverty (PM) and Gender. For this, it is necessary to discuss what we understand about these categories and the possible relationships they can establish. We understand the complexity of establishing such a connection, but we believe that in everyday community life these are relevant for promoting strategies of psychosocial interventions as effects for facilitating processes of social change. In this way, Sense of Community can be understood as an expression of our others, connecting with an intersectional perspective that recognizes people's ways of life from their contexts, fostering strategies for strengthening individual and collective community identities. It is pointed out that the conception of Poverty defended here is multidimensional, based on the approaches of empowerment. And that the gender perspectives dealt with here aim to reveal the social and gender inequalities suffered by women from an intersectional perspective. The overall objective of the project is to analyse the impacts of poverty in the sense of the community of residents of the Redemptive Liberty Park/CE from a gender perspective. Specific objectives are: to describe the conditions of multidimensional poverty experienced in the community of Liberty Park; to understand the meanings of the sense of community developed by the population of Liberty Park; to compare the relationship between the sense of community and the dimensions of poverty; to analyse from an intersectional perspective the categories of sense of community and multidimensional poverty from the experience of women. The methodological proposal of this project is a mixed delineation. What is proposed, then, is the combination of quantitative and qualitative outlines in a mixed and intersectional perspective. In the first quantitative phase, we counted on a representative sample of the community of 128 people from a questionnaire, which counted on socio-demographic data, the IMPM and the IASC (in annex). Descriptive statistics, mean comparison, test t, ANOVA, Pearson's r correlation, multiple linear regression and moderation analysis were performed with the help of the SPSS program. The findings of this phase pointed to the relevance of understanding the CS related to the dimensions of poverty, from a multidimensional perspective. It was noted that the most significant dimensions in this relationship were the dimensions of psychological aspects of poverty and housing, and more robust analyses pointed out that the first of these dimensions has more lasting and expressive effects on the population under study. In the qualitative phase, ten women participated and a semi-structured interview was applied with them on the themes of the research. The analysis carried out was the categorical content analysis. The results pointed to the effects that the inequalities of gender possess on the SC, as the despontecialization of the active social participation of the women in the social fabric, as well as the relations that these inequalities have with the conditions of lived poverty, that become more oppressive the women. We defend this mixed approach as we consider the complex psychosocial, symbolic and subjective processes of social actors and actresses. The results of both studies demonstrate the complex relationships between SC, MP and Gender Social Inequalities that have psychosocial implications for the ways of life developed by people in this territory, especially women, revealing relationships of domination and oppression, but also possibilities of resistance. We believe that understanding this relationship within the community context can help to read the realities lived and facilitate the proposition of strategies for confronting poverty and strengthening sociocommunity relations.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/50668
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_dis_vnmalhermebarbosa.pdf1,54 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.