Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/50827
Title in Portuguese: Avaliação do potencial antibacteriano e antibiofilme do líquido da casca da castanha de caju sobre bactérias orais
Author: Souza, Nayara de Oliveira
Advisor(s): Saboia, Vicente de Paulo Aragão
Keywords: Biofilmes
Cárie Dentária
Anacardium
Issue Date: 31-Jan-2020
Citation: SOUZA, N. O. Avaliação do potencial antibacteriano e antibiofilme do líquido da casca da castanha de caju sobre bactérias orais. 2020. 9 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2020.
Abstract in Portuguese: A cárie dentária corresponde a doença mais prevalente da cavidade oral. A doença é desencadeada pela presença de biofilme, responsável pela desmineralização dos tecidos duros dentários. Atualmente, observa-se um interesse na literatura por produtos de origem natural como fonte de novas substâncias bioativas para o controle do biofilme dental. O líquido da casca da castanha de caju (LCC) corresponde a um subproduto da agroindústria do caju e seu potencial para o desenvolvimento de produtos funcionais no campo medicinal tem sido demonstrado. Dessa forma, o objetivo do presente trabalho foi avaliar, in vitro, o potencial antibacteriano e antibiofilme do líquido da casca da castanha de caju natural e técnico (obtido após o processo de torrefação da castanha) sobre bactérias orais. Para isso, os ensaios foram realizados, utilizando as seguintes cepas: Streptococcus sobrinus ATCC 6715, Streptococcus oralis ATCC 10557, Streptococcus mutans UA (159), Streptococcus parasanguinis ATCC 903 e Enterococcus faecalis ATCC 19433. Para testes em células planctônicas, as cepas foram submetidas à técnica de microdiluição seriada para realização dos ensaios de concentração inibitória mínima (CIM) e concentração bactericida mínima (CBM). Para ensaios em biofilme, foram realizados testes de quantificação de biomassa e contagem de unidades formadoras de colônias (UFC) para ambos os testes de inibição de biofilmes e em biofilmes pré-formados. Foi utilizado o meio BHI (Brain Heart Infusion) contendo a suspensão bacteriana como controle negativo. Os resultados foram analisados por one-way ANOVA e pós-teste de Bonferroni (p<0,05). Os LCCs, natural e técnico, apresentaram atividade para todas as cepas testadas, com valores de CIM e CBM variando de 1,5 a 25 μg ml-1. Para os ensaios de inibição de biofilmes, os LCCs, natural e técnico, mostraram redução da biomassa e número UFC para todas as bactérias, com exceção de S. parasanguinis tratada com LCC técnico. Em biofilmes pré-formados, também houve redução da biomassa e do número de CFU para todas as cepas, exceto pela S. oralis tratada com LCC técnico. Concluiu-se que ambas as substâncias possuem efetiva atividade antibacteriana e antibiofilme contra cepas relacionadas a carie dentária utilizadas nesse estudo, contudo de forma geral, o LCC natural apresentou melhores resultados comparado ao LCC técnico.
Abstract: Dental caries is the most prevalent disease of the oral cavity. In addition to other etiological factors, the disease is developed by the presence of biofilms responsible for demineralization of dental hard tissues. Currently, there is a growing interest in the literature for products of natural origin as a source of new bioactive substances for dental biofilm control. Cashew nut shell liquid (CNSL) is considered as an agribusiness residue and research has shown its potential for the development of functional products in the medical field. Thus, the objective of this study was to evaluate the antimicrobial and antibiofilm potential of the natural and technical (obtained after the nut roasting process) CNSL against oral bacteria. For this purpose, the assays were performed in planktonic cells culture and biofilm, using the following strains: Streptococcus sobrinus ATCC 6715, Streptococcus oralis ATCC 10557, Streptococcus mutans UA (159), Streptococcus parasanguinis ATCC 903 and Enterococcus faecalis ATCC 19433. For planktonic cell tests, the strains were subjected to the technique of microdilution to perform the minimum inhibitory concentration (MIC) and minimum bactericidal concentration (CBM) assays. For biofilm assays were analyzed the biomass quantification and the counting of colony forming units (CFU) for both biofilm inhibition and preformed biofilm tests. The BHI (Brain Heart Infusion) medium containing the adjusted bacterial suspension was used as a negative control. The results were analyzed by one-way ANOVA and Bonferroni post-test (p<0.05). The antibacterial effect on planktonic cells, the CNSLs, technical and natural, showed activity for all strains tested, with MIC and CBM values ranging from 1.5 to 25 μg ml-1. For biofilm assays, the CNSLs, technical and natural, showed reduction of biomass and CFU number for all bacteria, except for S. parasanguinis treated with technical LCC. In preformed biofilms, there was also a reduction in biomass and CFU number for all strains, except for S. oralis treated with technical CNSL. In conclusion, both substances showed effective antibacterial and antibiofilm activity against oral bacterial used in the study, however in general, natural CNSL showed better results compared to technical CNSL.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/50827
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DCOD - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_dis_nosouza.pdf166,69 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.