Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/50947
Title in Portuguese: Caracterização histológicas das alterações induzidas por 4-NQO na língua de camundongos: uma análise das alterações epiteliais, morfotoxidade dos orgãos e hematológica
Author: Pinho Filho, João Eudes Teixeira
Advisor(s): Alves, Ana Paula Negreiros Nunes
Co-advisor(s): Silva, Paulo Goberlânio de Barros
Keywords: Carcinoma de Células Escamosas
Carcinogênese
Camundongos
Issue Date: 28-Jan-2020
Citation: PINHO FILHO, J. E. T. Caracterização histológicas das alterações induzidas por 4-NQO na língua de camundongos: uma análise das alterações epiteliais, morfotoxidade dos órgãos e hematológica. 2020. 13 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2020.
Abstract in Portuguese: O carcinoma de células escamosas consiste na lesão maligna mais comum em cavidade oral e afeta, principalmente, indivíduos em idade avançada. Nesse sentido, pesquisas em animais têm auxiliado na compreensão da patogênese dessa doença, bem como em elucidar novas alternativas terapêuticas. Assim, objetivou-se avaliar as alterações epiteliais de lesões induzidas em mucosa oral de camundongos por 4-nitroquinolina1-óxido (4-NQO). Os animais foram divididos em 4 grupos testes, sendo submetidos à aplicação tópica do 4-NQO, a 0,5%, dissolvido em propilenoglicol, a 5 mg/ml, e um grupo controle que foi submetido apenas ao veículo, 3 vezes por semana, durante o período de 4ª, 12ª, 16ª e 20ª semanas. Antes da aplicação, os animais receberam, por gavagem, uma dosagem de butilbromido escopolamina para diminuição do fluxo salivar. A eutanásia ocorreu na 4ª, 12ª, 16ª e 20ª semanas no grupo teste, enquanto no grupo controle ela ocorreu apenas na 20ª semana. Após a eutanásia, amostras de dorso e de ventre de língua, esôfago, estômago, baço e fígado foram removidos cirurgicamente e avaliados histologicamente. Na análise microscópica da língua, observou-se que, no grupo controle e no de 4 semanas, não houve mudanças celulares e arquiteturais do epitélio, sendo observada a partir da 12ª semana a presença de perda da polaridade da camada basal e aumento da relação núcleo/citoplasma (p < 0,001), com o aparecimento de displasia leve. Já o grupo de 16 semanas, apresentou evolução das alterações epiteliais compostas por anisonucleose, anisocitose, pleomorfismo celular e nuclear (p < 0,005), com presença de displasia moderada a severa. No grupo de 20 semanas, verificou-se a presença de carcinomas in situ em metade da amostra (p < 0,001). A imunoistoquimica para ki-67 evidenciou que após 12 (0,75± 0,11), 16 (0,75 ± 0,14) e 20 (0,80 ± 0,08) semanas de 4nqo a imunoexpressão foi significativamente mais alta que no grupo controle (p=0,003). Em relação a imunomarcação para p63, observou-se uma diferença estatisticamente significante a partir da 20ª semana em relação ao grupo controle ( camada basal: p = 0,039 ; camada espinhosa: p = 0,032 ; camada granular: p = 0,021). Quanto à toxicidade do fígado, não foi observado alterações até a 12ª. semana, porém, a partir da 16ª semana, evidenciou-se a presença de células inflamatórias. Após a 20ª semana, os achados indicaram células inflamatórias em torno da região perivenular, com um animal desenvolvendo células balonizantes e necrose de hepatócito. No esôfago, os animais desenvolveram graus de displasia a partir da 16ª semana, com presença de pérolas de queratina individuais e mitoses. Na análise de toxicidade do estômago, foi notada a presença de células inflamatórias e vasos ectásicos a partir da 16ª semana, com apenas dois casos de hiperceratinização. As alterações no baço, como lipofuscina e hemossiderófagos, estiveram presente na 20ª semana, sendo os demais grupos condizentes com o padrão de normalidade. A análise renal evidenciou o aparecimento da hemorragia glomerular, cilindro hialino e degeneração vacuolar do epitélio tubular a partir da 12ª semana. Em suma, os achados inferiram que a aplicação tópica de 4-NQO permitiu o desenvolvimento de carcinoma in situ em língua associada à discreta toxicidade do esôfago.
Abstract: Squamous cell carcinoma is a most common malignant lesion in the oral cavity and mainly affects advanced age. In this sense, animal research has helped in understanding the pathogenesis of this disease, as well as in new therapeutic alternatives. Thus, we aimed to evaluate as epithelial alterations of lesions induced in the oral mucosa of mice by 4-nitroquinoline1-oxide (4-NQO). The animals were divided into 4 test groups, being applied in the typical application of 0.5% 4-NQO dissolved in 5 mg / ml propyleneglycol, and a control group which was subjected only to the vehicle 3 times a week during the 4th, 12th, 16th, and 20th weeks. Prior to application, animals are dosed with butylbromide scopolamine to decrease salivary flow. Euthanasia occurred at the 4th, 12th, 16th, and 20th weeks in the test group, while the euthanasia control group occurred only at the 20th week. After euthanasia, sore throat and vomiting of the tongue, esophagus, stomach, spleen and liver were surgically removed and histologically reported. In the microscopic analysis of the tongue, the control group and the 4 weeks did not show changes and architectures of the epithelium, being observed from the 12th week in the presence of basal layer polarity loss and increased nucleus / cytoplasm ratio (p <0.001) with the onset of mild dislocation. In the 16-week group, she presented evolution of epithelial alterations composed by anisonucleosis, anisocytosis, cellular and nuclear pleomorphism (p <0.005) with the presence of moderate to severe displacement. In the 20-week group, carcinomas were found in situ in half of the sample (p <0.001). An immunohistochemistry for ki-67 showed that after 12 (0.75 ± 0.11), 16 (0.75 ± 0.14) and 20 (0.80 ± 0.08) weeks of 4 years in which immunoexpression It was used higher without group control (p = 0.003). Regarding immunostaining for p63, affect a statistically significant difference from the 20th week to the control group (basal layer: p = 0.039; spiny layer: p = 0.032; granular layer: p = 0.021). As for liver toxicity, it was not changed until the 12th. week, but from the 16th week, shows the presence of inflammatory cells. After a 20th week, the results indicate inflammatory cells in the region's ankle, with an animal that develops ballooning cells and hepatocyte necrosis. In the esophagus, the animals develop degrees of dislocation from the 16th week, with the presence of keratin pearls and mitosis. In the stomach toxicity analysis, the presence of inflammatory cells and ectatic vessels was noted from the 16th week, with only two cases of hyperkeratinization. As alterations in the spleen, such as lipofuscin and hemosiderophages, are present in the 20th week, and the other groups are consistent with the normality pattern. A renal analysis showed the appearance of glomerular hemorrhage, hyaline cylinder and vacuolar degeneration of the tubular epithelium from the 12th week. In sum, the findings concluded that the typical application of 4-NQO allowed the development of local carcinoma on the tongue associated with mild esophageal toxicity.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/50947
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DCOD - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_dis_jetpinhofilho.pdf554,17 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.