Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5126
Título: Efeito crioprotetor de lactose e glicose em células fúngicas imobilizadas em alginato de sódio como método de preservação de culturas
Título em inglês: Cryoprotectant effect of lactose and glucose yeast cells immobilized in calcium alginate as a method for preservation of cultures
Autor(es): Lima, Daniel Teixeira
Orientador(es): Sidrim , José Júlio Costa
Coorientador(es): Brilhante, Raimunda Samia Nogueira
Palavras-chave: Criopreservação
Malassezia
Data do documento: 2011
Citação: LIMA, D. T. (2011)
Resumo: A criopreservação é a metodologia de escolha em muitos bancos de microrganismos pois conduz a uma situação de dormência metabólica e em conseqüência as culturas mantêm-se estáveis por longos períodos. Ao reduzir a temperatura pode todavia ocorrer a formação de cristais de gelo que tendem a promover lesão celular A lesão celular por sua vez pode ser evitada pelo processo de vitrificação que ocorre, combinando uma solução concentrada com o congelamento rápido A literatura relata o uso de carboidratos como agentes vitrificadores e crioprotetores Também informa que a técnica de imobilização de células em alginato de sódio permite o fracionamento da cultura e favorece a preservação de microrganismos O objetivo deste trabalho consiste em avaliar a viabilidade dos fungos dos gêneros Malassezia spp e do grupo dos Zigomicetos imobilizados em alginato de sódio utilizando glicose e lactose como crioprotetores Doze cepas de espécies de Malassezia spp (9 M furfur 2 M globosa 1 M simpodialis) e doze cepas de Zigomicetos (7 Mucor s e 5 Rhizopus sp) pertencentes à micoteca do Centro Especializado em Micologia Médica da Universidade Federal do Ceará O gênero Malassezia abrange leveduras lipodependentes associadas a várias enfermidades dermatológicas compreendem na atualidade 13 espécies Zigomicetos, por sua vez são fungos saprófitas e ubíquos cujas hifas por apresentarem elevado tamanho e reduzido conteúdo protéico estão mais vulneráveis a danos mecânicos Dessa forma constituem grupos fúngicos de preservação difícil em estoque portanto uma metodologia que mantenham a viabilidade de Malassezia spp e Zigomicetos também poderia ser empregada com eficiência para a estocagem de outros fungos As estruturas fúngicas foram removidas e transferidas para duas soluções de estoque, formadas por 3% de caldo Sabouraud 15% de alginato de sódio e diferenciadas nas concentrações de glicose e lactose de 9% ou 23% Em seguida, foram adicionadas esferas plásticas, medindo 07cm de diâmetro com orifício central e 0,5cm de comprimento Após a gelificação iônica com cloreto de cálcio, cada cepa foi estocada à temperatura de -20 ºC e -80 ºC distribuídas em cinco tubos criogênicos de 15mL contendo cinco esferas cada uma sendo avaliados em cinco períodos Após nove meses foi verificado que não houve recuperação de nenhuma cepa de Malassezia spp Com relação às espécies de Zigomicetos observou-se que após nove meses de estoque quatro cepas mostraram viáveis a -80 ºC empregando glicose a 9%, seis cepas foram preservadas a -80 ºC, utilizando glicose a 23% finalmente seis e sete exemplares foram recuperados a -80 ºC utilizando lactose a 9% e 23% respectivamente. Dessa forma, o uso de carboidratos como crioprotetores em conjunto com a técnica de imobilização de células em alginato de sódio constitui alternativa à manutenção de algumas espécies fúngicas
Abstract: Cryopreservation is the method of choice in many banks of microorganisms because it leads to a situation of metabolic dormancy and consequently cultures are stable for long periods. By reducing the temperature may however be formed of ice crystals which tend to cause cell damage to cell damage in turn can be avoided by vitrification process which takes place by combining a solution with the quick freezing the literature reports the use of carbohydrates vitrificadores cryoprotectants agents and also advises that the technique of immobilization of cells in sodium alginate allows the fractionation of culture and promotes the preservation of microorganisms The objective of this study is to assess the viability of the fungi of the genus Malassezia spp and the Zygomycetes group of assets in sodium alginate and lactose using glucose as cryoprotectants Twelve strains of species of Malassezia spp (9 M furfur 1 M 2 M globosa simpodialis) and twelve strains of zygomycetes (seven Mucor Rhizopus sp is 5) belonging to the mycology collection of the Specialized Center for Medical Mycology Federal University of Ceará The genus Malassezia comprises yeasts lipodependent associated with various dermatologic diseases currently comprise 13 Zygomycetes species, in turn, are ubiquitous and saprophytic fungi whose hyphae because they have high protein content and reduced size are more vulnerable to mechanical damage this way are groups of fungi in stock so hard to preserve a methodology to maintain the viability of Malassezia spp and Zygomycetes could also be used effectively for the storage of other fungi fungal structures were removed and transferred to two stock solutions, formed by 3% broth Sabouraud 15% sodium alginate and different concentrations of glucose and 9% lactose and 23% were then added plastic spheres, measuring 07cm in diameter and 0.5 cm center hole length After ionic gelation with calcium chloride Each strain was stored at -20 ° C and -80 ° C cryogenic distributed in five tubes containing 15 mL each of five levels being evaluated in five periods after nine months it was found that there was no recovery of any strain of Malassezia spp Regarding Zygomycetes species showed that after nine months of inventory four strains were viable at -80 ° C using glucose 9%, six strains were preserved at -80 ° C, using 23% glucose last six seven specimens were recovered at -80 º C using a 9% lactose and 23% respectively. Thus, the use of cryoprotectants such as carbohydrates in conjunction with the technique of immobilization of cells in sodium alginate is an alternative to maintaining some fungal species
Descrição: LIMA, Daniel Teixeira. Efeito crioprotetor de lactose e glicose em células fúngicas imobilizadas em alginato de sódio como método de preservação de culturas. 2011. 100 f. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Médica) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2011.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5126
Aparece nas coleções:DMC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_dis_dtlima.pdf1,14 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.