Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/52464
Title in Portuguese: Identidades e fronteiras nacionais: conflitos e representações simbólicas entre imigrantes brasileiros e população paraguaia na região fronteiriça
Author: Albuquerque, José Lindomar Coelho
Keywords: Migração
Ditadura militar
Issue Date: 2003
Publisher: SBS
Citation: ALBUQUERQUE, José Lindomar Coelho. Identidades e fronteiras nacionais: conflitos e representações simbólicas entre imigrantes brasileiros e população paraguaia na região fronteiriça. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SOCIOLOGIA, 1-5 set.2003. Campinas (SP), Anais... SBS: Campinas (SP): SBS, 2003.
Abstract in Portuguese: A migração de brasileiros para o Paraguai principia ainda no início da ditadura do general Alfredo Stroessner (1954-89) através de grandes proprietários rurais que adquirem terras baratas na região fronteiriça. Na década de 1960, com a denominada "Marcha al Este" e com o Estatuto Agrário de 1963, o qual permitia a venda de terras aos estrangeiros nas zonas de fronteira, o governo do Paraguai passou a executar políticas de colonização na região leste do país, facilitando a entrada de brasileiros nas localidades fronteiriças (Sprandel, 2002). Durante os anos 1970, a migração se intensifica como conseqüência de dois fatores principais: o processo de mecanização da lavoura nos estados do sul do Brasil, expulsando uma grande quantidade de trabalhadores rurais destas fazendas, e a construção da Usina de Itaipu em Foz do Iguaçu (PR). A modernização da agricultura na década de 1970 levou a um processo de deslocamento de muitos agricultores, posseiros e arrendatários das terras do Oeste do Paraná. Estes trabalhadores rurais, vindos de vários lugares do território nacional, tinham chegado na região há 20 ou 30 anos atrás. O caminho trilhado por estes agricultores para as terras do Paraná fazia parte de uma política deliberada do governo brasileiro no sentido de povoar as regiões fronteiriças, a denominada "Marcha ao Oeste". Com a mecanização agrícola nestas regiões, parte dos trabalhadores se deslocou para a região Centro-Oeste e Norte, outra ultrapassou a fronteira e começou a adquirir terras no território paraguaio (Zaar,2001).
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/52464
metadata.dc.type: Artigo de Evento
ISSN: 2236-6636
Appears in Collections:PPGS - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2003_eve_jlcalbuquerque.pdf62,47 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.