Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/52881
Title in Portuguese: Efeito anticárie do infiltrante resinoso incorporado com nanopartículas de hidroxiapatita no esmalte dental : estudo in situ
Author: Segales, Sussan Daniela Salazar
Advisor(s): Rodrigues, Lidiany Karla Azevedo
Co-advisor(s): Feitosa, Victor Pinheiro
Keywords: Placa Dentária
Cárie Dentária
Esmalte Dentário
Nanotecnologia
Issue Date: 30-Jan-2020
Citation: SEGALES, S. D. S. Efeito anticárie do infiltrante resinoso incorporado com nanopartículas de hidroxiapatita no esmalte dental : estudo in situ. 2020. 8 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2020.
Abstract in Portuguese: O uso de infiltrante resinoso é uma opção conservadora a ser utilizada para evitar a perda de mineral e deter a progressão de lesões não cavitadas no esmalte, no entanto, seu efeito no esmalte adjacente exposto à formação de biofilme em condições intraorais tem sido pouco testado. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito anticárie do infiltrante resinoso contendo nanohidroxiapatita amorfa ou em bastonete, na inibição de lesão de cárie no esmalte adjacente à área infiltrada. Adicionalmente, visou-se avaliar o efeito da adição das nanohidroxiapatita na rugosidade de superfície dos infiltrantes, e sua influência na composição do biofilme formado in situ sobre esses materiais, bem como verificar o efeito do biofilme na rugosidade de superfície dos mesmos infiltrantes. Este estudo in situ teve duas fases de 7 dias cada, com wash-out de igual período. Um total de 16 voluntários usaram dispositivos intraorais palatinos, contendo corpos de prova e blocos de esmalte hígido com metade da sua área desmineralizados por ciclagem de pH, tratados ou não nos seguintes grupos: sem tratamento (EDes), infiltrante resinoso (IRbase), infiltrante com nanohidroxiapatita amorfa (InHap0h) e infiltrante com nanohidroxiapatita em forma de bastonete (InHap5h), e corpos de prova dos infiltrantes também foram colocados nos dispositivos intraorais. Para simular uma situação clínica de alto desafio cariogênico, os espécimes foram expostos a uma solução de sacarose a 20%, 8 vezes/dia. A desmineralização do esmalte hígido adjacente à área infiltrada foi avaliada por microdureza Knoop (HKN) em corte longitudinal o esmalte. O efeito da incorporação das nanohidroxiapatita e do biofilme cariogênico na rugosidade (Ra) dos infiltrantes foi acessado por perfilometria mecânica e microscopia eletrônica de varredura (MEV). A composição do biofilme cariogênico foi avaliada pela contagem do número de unidades formadoras de colônia (UFC) de microrganismos totais, estreptococos totais, S. mutans e lactobacilos. Após análise da normalidade, os dados microbiológicos e HKN foram analisados com teste Kruskal-Wallis, os dados de rugosidade por ANOVA e teste Tukey, adotando 95% de confiança. A Ra dos infiltrantes aumentou significativamente, após formação de biofilme, bem como a incorporação das nanopartículas (InHap0h ou InHap5h) (p>0.05). No entanto, Ra não apresentou diferença estatisticamente significativa entre InHap0h e InHap5h antes e pós exposição ao biofilme cariogênico, sem apresentar diferença na viabilidade e composição do biofilme entre os grupos (UFC = p>0.05). A dureza do esmalte adjacente ao esmalte infiltrado com InHap5h foi significantemente maior (p>0.05) que a dureza do esmalte controle. Conclui-se que a incorporação de nHAp5h, nos infiltrantes resinosos, pode inibir a lesão de cárie do esmalte adjacente mesmo em situação de alto risco de cárie, podendo ser um material anticárie promissor para controle de cárie incipientes.
Abstract: The use of resinous infiltrant is a conservative option, however, its effect on the enamel adjacent to the infiltrated area exposed to oral biofilm formation, especially in intraoral conditions, has been little tested. The aim of this study was to evaluate the anticaries effect of resinous infiltrants containing amorphous or rod-shaped nanohydroxyapatite on the inhibition of enamel caries lesion adjacent to the infiltrated enamel. Secondly, the effect of infiltrants on the composition of the biofilm formed in situ was evaluated, as well as the effects of the cariogenic biofilm on the surface roughness of the infiltrants and of the incorporation of nanohydroxyapatites in the roughness of infiltrants were evaluated. This in situ study had two phases of 7 days each, and wash-out period with the same lasting. A total of 16 volunteers used palatal intraoral devices containing pH-cycling demineralized enamel slabs infiltrated with resinous infiltrate (IRbase); amorphous nanohydroxyapatite infiltrant (InHap0h) and rod-shaped nanohydroxyapatite infiltrant (InHap5h). Specimens of infiltrants and demineralized enamel were also placed in the intraoral devices. To simulate a clinical situation of high cariogenic challenge, the specimens were exposed to a 20% sucrose solution 8 times/day. The enamel demineralization adjacent to the infiltrated area was evaluated by enamel cross-sectional Knoop microhardness. The composition of the cariogenic biofilm was evaluated by counting the number of colony-forming units (CFU) of total microorganisms, total streptococci, S. mutans and lactobacilli. The effect of cariogenic biofilm on infiltrant´s roughness (Ra) was accessed by mechanical profilometry and scanning electron microscopy (SEM). After normality analysis, microbiological data were analyzed using Kruskal-Wallis and ANOVA tests, roughness and HKN data using ANOVA and Tukey tests, adopting 95% confidence. For CFU counts, no statistically significant differences were found (p> 0.05). The Ra of infiltrants increased significantly after the biofilm formation as well as with the incorporation of nanoparticles (InHap0h or InHap5h) (p> 0.05). However, Ra showed no statistically significant difference between InHap0h and InHap5h before or after exposure to cariogenic biofilm. The enamel hardness adjacent to the enamel infiltrated with InHap5h was significantly greater (p> 0.05) than the control enamel hardness up to 40-μm depth, at both 100 μm and 400 μm from the infiltrated area. It is concluded that the incorporation of nHAp5h in the resinous infiltrant can inhibit the caries lesion in adjacent enamel even in high caries risk situations, being a promising anti-caries material to control incipient caries.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/52881
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DCOD - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_dis_sdssegales.pdf265,74 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.