Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/53396
Title in Portuguese: A presença de estudantes com deficiência física e visual no curso de Educação Física da Universidade Federal do Ceará: questões (im)postas à avaliação da aprendizagem
Author: Torres, Michele Gonçalves Romcy
Advisor(s): Lustosa, Francisca Geny
Keywords: Avaliação da aprendizagem
Estudantes com deficiência
Inclusão
Learning evaluation
Students with disabilities
Inclusion
Issue Date: 2020
Citation: TORRES, Michele Gonçalves Romcy. A presença de estudantes com deficiência física e visual no curso de Educação Física da Universidade Federal do Ceará: questões (im)postas à avaliação da aprendizagem. Orientação: Francisca Geny Lustosa. 2020. 205 f. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, Faculdade de Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2020.
Abstract in Portuguese: O presente estudo objetiva compreender a avaliação da aprendizagem e inclusão realizada junto aos acadêmicos com deficiência, matriculados no curso de Educação Física do Instituto de Educação Física e Esportes (IEFES) da Universidade Federal do Ceará (UFC). O estudo intenciona ainda: i) identificar os procedimentos avaliativos utilizados pelos professores junto a esses estudantes com deficiência do IEFES; ii) Mapear sugestões de professores e estudantes para uma prática inclusiva de avaliação de aprendizagem; iii) sistematizar e analisar as propostas para a avaliação destes no curso de graduação em Educação Física, compondo um processo de validação do material coletado. O referencial teórico adotado se aporta, principalmente, nas ideias de Hadji (2001); Hoffmann (2005, 2006); Luckesi (1995, 1999, 2005, 2011); Stake (1975,1983) referente à avaliação da aprendizagem; e Mantoan (2003, 2010) e Lustosa (2009, 2017) referente à inclusão de pessoas com deficiência, além da discussão sobre os princípios de uma avaliação que seja inclusiva no tocante ao ensino superior. Para esse propósito, foi realizada uma pesquisa de natureza qualitativa, na forma de estudo de caso. A amostra foi composta por 13 sujeitos, ao total, 4 discentes, sendo dois com deficiência física e dois com deficiência visual matriculados no IEFES/UFC e 9 professores(as), sendo uma delas diretora do Instituto. Os instrumentos utilizados para a coleta de dados foram a entrevista semiestruturada com os acadêmicos e o questionário estruturado para os professores, aplicados no mês de novembro de 2019. A análise de dados evidencia que não há adaptações para avaliar o aluno com deficiência. Os professores acreditam que a forma com que eles avaliam, é adequada a todos os alunos, apesar de não verificarmos tal constatação nos discursos dos acadêmicos público-alvo de tais práticas. Outro achado importantíssimo se refere às barreiras com as quais os estudantes com deficiência se deparam durante o seu processo formativo, o que certamente não dá as mesmas oportunidades de acesso ao currículo que beneficia os demais alunos. Constatamos, por outro lado, que as mudanças realizadas nas práticas docentes e institucionais ainda são muito incipientes em relação ao que seria necessário a procedimentos inclusivos de fato, configuradas apenas em uso de computadores e auxílio de alguém para fazer a leitura para os estudantes com deficiência visual Nesse sentido, os docentes também apresentam como demandas decorrentes do processo de inclusão em educação de que sejam informados com antecedência sobre a presença de alunos com deficiência em suas salas de aula, para que possam efetivar estratégias pedagógicas e preparar-se para atender esse alunado na universidade. O estudo apresenta, portanto, um rol de carência e lacunas pertinentes aos dois segmentos (docentes e estudantes), ou seja, não se encontrando nenhum dos atores do processo satisfeitos em suas necessidades, fazendo emergir, por sua vez, sugestões e indicadores do que se deveria realizar em uma IES que prima por um ensino para todos e que realiza sua função social.
Abstract: This study aims to comprehend the learning evaluation and social inclusion with the disability students enrolled the Physical Education course at Physical Education and Sports Institute (IEFES) of Federal University of Ceara (UFC). The study still intends to: I) to identify evaluation procedures used by professors with these handicap students from IEFES: II) to map suggestions from professors and students for a inclusive practice of learning evaluation; III) to codify and analyze the proposals for these ones evaluation at the Phisical Education undergraduation, composing a validation process of the collected material. The Theoretical Reference adopted is based, mainly, on the ideas of Hadji (2001); Hoffmann (2005, 2006); Luckesi (1995, 1999, 2005, 2011); Stake (1975,1983) regarding the learning evaluation; and Mantoan (2003, 2010) e Lustosa (2009, 2017) regarding the inclusion of people with disabilities, besides the discussion about the principles of an evaluation that is inclusive with regard to higher education. For this purpose, it was made a qualitative research, in the form of a case study. The sample was composed by 13 subjects, in total, 4 students, two with physical disability and two with visual deficiency, enrolled at IEFES/UFC and 9 professors, one of whom is director of the Institute. The data collection instruments used were the semi structured interview for the students and the structured interview for the professors, applied in november 2019. Data analysis shows that there are no adaptations to assess students with disabilities. Professors believe that the way they evaluate, is appropriate for all students, despite it was not verified such finding in the speeches of the academic target audience of such practices. Another important finding refers to the barriers faced by disabled students during their formative process, which certainly does not give the same opportunities of access to the curriculum that benefits other students. It was found, on the other hand, that changes made on teaching and institutional practices are still very incipient related to what would be necessary o inclusive procedures in fact, configured only by the use of computers and help from someone in order to read for the visual deficiency students. In this sense, the professors also show as demands arising from the process of inclusion in education that they be informed in advance about the attendance of disability students in their classrooms, so they can effect pedagogical strategies and prepare themselves to attend this students at the university. This study shows, therefore, a list of shortages and gaps relevant to the two segments (professors and students), that is, not being found none of process actor satisfied with their needs, emerging, in its turn, suggestions and indicators about what should be done at a University that excels in a teaching for everyone and ulfills its social function.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/53396
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_tese_mgrtorres.pdf3,22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.