Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5364
Título: Avaliação de subprodutos do abate de animais terrestres e de resíduos do processamento de peixes como fonte de proteína em rações para o camarão branco do pacífico, Litopenaeus vannamei (BOONE, 1931)
Autor(es): Santos, Pedro Henrique Gomes dos
Orientador(es): Nunes, Alberto Jorge Pinto
Palavras-chave: Camarão - Alimentação e Rações
Camarão - Criação
Data do documento: 2013
Citação: SANTOS, P. H. G. dos. (2013)
Resumo: Os efeitos da utilização de subprodutos animais em dietas para o camarão Litopenaeus vannamei são pouco conhecidos. O presente estudo avaliou o desempenho zootécnico e as respostas alimentares de juvenis do camarão L. vannamei quando alimentados com dietas contendo subprodutos do abate de animais terrestres e de resíduos do processamento de peixes como substitutos parciais ou totais da farinha de peixe. O trabalho foi dividido em duas etapas, uma consistindo do cultivo de camarões de 2,03 ± 0,21 g por 72 dias em tanques de 500 l, sob um regime de recirculação e filtragem contínua da água. Na segunda etapa, os subprodutos animais foram avaliados em um aquário de dupla escolha quanto a sua atratividade alimentar para camarões de 7,12 ± 0,65 g. As dietas usadas no cultivo consistiram de um controle S14 contendo 14,37% de farinha de resíduos da filetagem de salmão cultivado, sendo as demais acompanhadas pela substituição parcial ou total deste ingrediente: dieta Pl7+S10 com 7,00% de farinha de plasma de sangue suíno ultra-filtrado e seco por pulverização, dieta Sg7+S9 com 7,00% de farinha de sangue seca por pulverização, dieta Ca13+S6 com 12,95% de farinha de carne e ossos 40, dieta Pn14+S4 com 14,39% de farinha hidrolisada de penas, dieta Cb18+S2 com 17,72% de farinha de carne e ossos 45, dieta Til15 com 15,12% de farinha de resíduos da filetagem de tilápia cultivada, dieta PV15 com 16,24% de farinha de penas e vísceras de aves, dieta V16 com 16,24% de farinha de vísceras de aves e dieta Px19 com 18,67% de farinha de resíduos da filetagem de peixes marinhos da pesca extrativista. Para as avaliações de atratividade, os ingredientes foram incorporados a uma inclusão de 3,0% em uma ração constituída apenas por ingredientes de origem vegetal. Na despesca, foi observada diferença estatística significativa entre os tratamentos para todos os parâmetros zootécnicos avaliados. Com exceção da dieta Sg7+S9, todas as demais dietas levaram a uma redução no peso corporal final do L. vannamei em relação à dieta controle (11,05 ± 0,18 g). Comparado à dieta S14, houve também uma perda significativa no ganho de produtividade (dieta PV15, 288 ± 30 vs. 555 ± 59 g/m2), crescimento semanal (dietas PV15, Til15 e Cb18+S2, 0,55 ± 0,02, 0,60 ± 0,05, 0,67 ± 0,04 vs. 0,87 ± 0,07 g, respectivamente), consumo alimentar (dieta PV15, 8,9 ± 0,42 vs. 13,5 ± 0,02 g/camarão) e fator de conversão alimentar (dieta PV15, 2,24 ± 0,18 vs. 1,74 ± 0,08). As avaliações de atratividade demonstraram que com exceção da farinha de carne e ossos 45, farinha hidrolisada de penas e farinha de vísceras de aves, todas as proteínas animais apresentaram um baixo percentual de escolhas e (ou) alta rejeição alimentar comparado com a farinha de salmão. Em conclusão, a farinha de sangue seca por pulverização e a farinha de vísceras de aves mostraram-se, dentro dos níveis de inclusão adotados, como os ingredientes mais recomendados para substituições parciais e totais da farinha de salmão, respectivamente, em dietas para juvenis do camarão L. vannamei.
Abstract: The dietary effects of land and aquatic animal by-products on the growth performance of the white shrimp Litopenaeus vannamei are little known. This study evaluated the growth performance and feeding responses of juvenile shrimp L. vannamei when fed diets which partially or completely replaced a salmon byproduct meal for rendered animal byproducts obtained from the slaughtering of land animals and from fish processing waste. The work was divided into two phases, one consisting of rearing 2.03 ± 0.21 g shrimp for 72 days in 500 l tanks, under clear-water with continuous water recirculation and filtration. In the second phase, two-by-two comparisons were carried out with each individual ingredient in a double-choice aquarium using 7.12 ± 0.65 g shrimp. In the growth study, diets consisted of a control diet S14 with 14.37% of a salmon byproduct meal, while others contained animal proteins in partial or complete replacement of this ingredient: diet PL7+S10 with 7.00% spray-dried swine plasma meal, diet SG7+S9 with 7.00% spray-dried blood meal, diet Ca13+S6 with 12.95% meat and bone meal 40% crude protein (CP), diet Pn14+S4 with 14.39% hydrolyzed feather meal, diet CB18+S2 with 17.72% meat and bone meal 45% CP, diet Til15 with 15.12% farmed-tilapia processing waste meal, diet PV15 with 16.24% poultry byproduct with feather meal, diet V16 with 16.24% poultry byproduct meal and diet Px19 with 18.67% fisheries by-catch and processing waste meal. For the attractability assays, animal protein ingredients were added at a 3.0% dietary inclusion in a plant-based diet. At harvest, shrimp displayed statistically significant differences for all growth parameters evaluated. With the exception of diet S9+SG7, all other diets led to a reduction in the final body weight of L. vannamei compared to the control diet (11.05 ± 0.18 g). In comparison to diet S14, there was also a significant loss in the gain of yield (diet PV15, 288 ± 30 vs. 555 ± 59 g/m2), weekly growth (diets PV15, Til15 and CB18+S2, 0.55 ± 0.02, 0.60 ± 0.05, 0.67 ± 0.04 vs. 0.87 ± 0.07 g, respectively), feed intake (diet PV15, 8.9 ± 0.42 vs. 13.5 ± 0.02 g/shrimp) and feed conversion ratio (diet PV15, 2.24 ± 0.18 vs. 1.74 ± 0.08). The percentage of positive choices and (or) rejection of feed intake was poorer for all animal ingredients than the salmon byproduct meal, except for the meat and bone meal 45% CP, the hydrolyzed feather meal and the poultry by-product meal. In conclusion, in diets for juvenile shrimp L. vannamei, the spray-dried blood meal and the poultry by-product meal, were the most recommended animal ingredients for partial and total replacement of salmon byproduct meal,respectively, within the maximum levels of dietary inclusion adopted.
Descrição: SANTOS, Pedro Henrique Gomes dos. Avaliação de subprodutos do abate de animais terrestres e de resíduos do processamento de peixes como fonte de proteína em rações para o camarão branco do pacífico, Litopenaeus vannamei (BOONE, 1931). 2013. 77f. Dissertação (Mestrado em Ciências Marinhas Tropicais) - Universidade Federal do Ceará, Instituto de Ciências do Mar, Fortaleza, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5364
Aparece nas coleções:LABOMAR - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_dis_phgdossantos.pdf840,02 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.