Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5375
Título: Potencial convulsivante de carbapenêmicos em diferentes modelos experimentais de convulsão : avaliação comparativa, comportamental e neuroquímica
Título em inglês: Convulsant carbapenems potential of different models in experimental convulsion : benchmarking, behavioral and neurochemical
Autor(es): Lima, Camila Nayane de Carvalho
Orientador(es): Fonteles, Marta Maria de França
Palavras-chave: Cilastatina
Epilepsia
Imipenem
Data do documento: 2011
Citação: LIMA, C. N. C. (2011)
Resumo: Epilepsia é o mais freqüente distúrbio neurológico, atingindo 50 milhões de pessoas no mundo, 40 milhões delas em países desenvolvidos. Pessoas de todas as raças, sexos, condições socioeconômicas e regiões são acometidas. A pilocarpina (P400) é um agonista colinérgico que se caracteriza por induzir convulsões que evoluem para status epilépticus, similar à epilepsia do lobo temporal humana. O pentilenotetrazol (PTZ) é um antagonista GABA que mimetiza convulsões do pequeno-mal (crise de ausência) e do tipo tônico-clônico em humanos. A estricnina é um potente convulsivante e atua, principalmente, como antagonista competitivo seletivo da inibição pós-sináptica mediada pela glicina. Sua principal ação é o aumento da excitabilidade reflexa da medula. A picrotoxina é um agente convulsivante que bloqueia os canais de cloro ativados pelo ácido gama-aminobutírico. Os agentes convulsivantes foram administrados intraperitonialmente, após 10 minutos da administração intravenosa dos carbapenêmcios Com o desenvolvimento deste trabalho, podemos observar que o pré-tratamento com imipenem ou meropenem interfere com vários sistemas de neurotransmissores quando os animais são submetidos à convulsão induzida pela pilocarpina na dose de 400mg/kg, pentilenotetrazol na dose de 55mg/Kg, estricnina 2mg/Kg e picrotoxina 10mg/Kg. Tal efeito foi evidenciado através do aumento nos níveis de aminoácidos excitatórios como o glutamato e, por outro lado, uma diminuição nos níveis de aminoácidos inibitórios como o GABA reforçando a existência de uma possível via modulatória desses aminoácidos no controle e desenvolvimento de crises epilépticas quando ocorre o pré-tratamento com imipenem/cilastatina ou meropenem.
Abstract: Epilepsy is the most common neurological disorder, affecting 50 million people worldwide, 40 million of them in developed countries. People of all races, genders, socioeconomic conditions and regions are affected. The pilocarpine (P400) is a cholinergic agonist characterized by inducing seizures evolving to status epilepticus, similar to human temporal lobe epilepsy. The pentylenetetrazole (PTZ) is a GABA antagonist that mimics the small-mal seizures (absence seizure) and tonic-clonic seizures in humans. The strychnine is a potent convulsant and acts mainly as a selective antagonist of postsynaptic inhibition mediated by glycine. Its main action is to increase the excitability of the spinal reflex . The convulsant picrotoxin is an agent that blocks chloride channels activated by gamma-aminobutyric acid. Convulsant agents were administered intraperitoneally, 10 minutes after intravenous administration of carbapenêmcios With the development of this work, we found that pretreatment with imipenem or meropenem interfere with various neurotransmitter systems when animals are subjected to seizures induced by pilocarpine at a dose of 400mg/kg, 55mg/Kg at a dose of pentylenetetrazole, strychnine and picrotoxin 10mg/Kg 2mg/kg. This has been evidenced by increasing levels of excitatory amino acids such as glutamate and on the other hand, a decrease in levels of inhibitory amino acids such as GABA reinforcing the existence of a possible modulatory pathway of these amino acids in control and development of seizure occurs when pre-treatment with imipenem or meropenem
Descrição: LIMA, Camila Nayane de Carvalho. Potencial convulsivante de carbapenêmicos em diferentes modelos experimentais de convulsão : avaliação comparativa, comportamental e neuroquímica. 2011. 182 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2011.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5375
Aparece nas coleções:DFIFA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_dis_cnclima.pdf3,82 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.