Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5382
Título: Efeito antiinflamatório e antirreabsortivo ósseo do infliximabe na periodontite induzida em ratos Wistar
Título em inglês: Anti-inflamatory and anti resorptive bone effect of infliximab in the peridontitis induced in Wistar rats
Autor(es): Gonçalves, Davi da Cunha
Orientador(es): Oriá , Reinaldo Barreto
Palavras-chave: Periodontite
Fator de Necrose Tumoral alfa
Inflamação
Ratos Wistar
Data do documento: 2012
Citação: GONÇALVES, D. C. (2012)
Resumo: A periodontite é uma doença inflamatória crônica caracterizada pela destruição em vários níveis do osso alveolar, fibras colágenas e do cemento, é considerada importante causa de perda dentária em adultos. O infliximabe (Remicade®) é um medicamento composto de anticorpo quimérico monoclonal do fator de necrose tumoral-alfa (TNF-α), sendo utilizada atualmente no tratamento da artrite reumatóide, doença de Crohn, artrite psoriásica, espondilite anquilosante e colite ulcerativa. O objetivo do presente estudo foi investigar o efeito osteoprotetor do infliximabe na doença periodontal experimental (DPE). A DPE foi induzida passando-se um fio de náilon 3.0 em torno do segundo molar superior esquerdo de ratos Wistar machos. Os animais foram tratados com infliximabe (1, 5 e 10mg/kg), ou solução salina por via endovenosa 30 minutos antes da indução da periodontite e acompanhados até o dia do sacrifício no décimo primeiro dia. Alguns animais foram sacrificados no terceiro dia para análise de mieloperoxidase (MPO) gengival e índice de MPO neutrofílica no sangue periférico. Foram analisados os seguintes parâmetros: marcadores de reabsorção óssea, incluindo índice de perda óssea (IPO) por morfometria e autofluorescência do colágeno no tecido periodontal a partir de microscopia confocal e imunohistoquímica para metaloproteinase-1/-8 (MMP-1/-8) no tecido maxilar; marcadores inflamatórios, MPO e citocinas pró-inflamatórias (IL-1β e TNF-α) do tecido gengival detectados por western blot e ELISA, leucometria (e hemograma completo) e índice de MPO leucocitário no sangue periférico; sinalização imunoinflamatória, a partir de imunohistoquímica para RANK, RANK-L e osteoprotegerina (OPG) no tecido ósseo maxilar. A periodontite experimental causou leucocitose, aumento significativo de IPO, aumento dos níveis de citocinas inflamatórias e aumento do infiltrado inflamatório no tecido gengival e alteração da disposição do colágeno no aparelho periodontal. Ainda nos grupos desafiados, identificamos a presença de várias figuras do resto epitelial de Malassez (REM) na proximidade do cemento e osso alveolar. O infliximabe na dose de 5mg/kg foi capaz de reduzir a quantidade de granulócitos no sangue periférico, melhorar o IPO e a integridade do colágeno no complexo do tecido periodontal e reduzir o infiltrado inflamatório em relação ao grupo desafiado recebendo salina. O fármaco proporcionou ainda uma redução dos níveis de IL-1β, TNF-α e MPO gengivais (apenas no terceiro dia para MPO) em comparação ao grupo salina. Além disso, o tratamento com infliximabe diminuiu a imunomarcação para MMP-1/-8, RANK e RANK-L quando comparado ao grupo salina. Interessantemente, uma forte imunomarcação para RANK-L foi identificada no REM no processo de periodontite experimental, achado esse que foi reduzido pelo tratamento com inflimixabe. Estes resultados confirmam a participação da via OPG-RANK-RANK-L na osteólise inflamatória e o envolvimento do REM na fisiopatologia da periodontite experimental e ainda sugerem que uma resposta inflamatória local e sistêmica precede a ativação dessa via e o processo de reabsorção óssea. Concluímos que o infliximabe na dose de 5,0 mg/Kg possui efeito antinflamatório e osteoprotetor na doença periodontal experimental em ratos Wistar.
Abstract: Periodontitis is a chronic inflammatory disease characterized by different levels of collagen, cementum, and alveolar bone destruction. Peridontitis is considered an important cause of tooth loss in adults. Infliximab (Remicade®) is a quimeric monoclonal antibody against the tumoral necrosis factor-alpha (TNF-α) and is currently prescribed in the treatment of the rheumatoid arthritis, Crohn’s disease, psoriasis arthritis, ankylosing spondylitis, and ulcerative colitis. The aim of the current study was to investigate the bone protective effect of infliximab on the experimental periodontal disease (EPD). EPD was induced by passing a 3.0 nylon thread around the upper left second molar in Wistar male rats. Animals were either treated with infliximab (1, 5 e 10mg/kg) or saline solution by endovenous route 30 minutes before the periodontitis induction and were followed until they were sacrificed in the tenth first day. A subset of rats was euthanized in the third day for gingival myeloperoxidase (MPO) and for the neutrophilic MPO index from peripheral blood analyses. We analyzed the following parameters: bone reabsorption markers, including the bone loss index (BLI) by morphometry and periodontal collagen autofluorescence using confocal microscopy, and immunohistochemistry for metalloproteinase-1/-8 (MMP-1/-8) in the maxillary tissue; inflammatory markers, gingival MPO and pro-inflammatory cytokines (IL-1β e TNF-α) detected by western blot and ELISA, leukometry (and complete blood count) and the MPO leukocyte index in the peripheral blood; immune-inflammatory signaling, including immunohistochemistry for RANK, RANK-L and osteoprotegerin (OPG) in the maxillary bone tissue. Experimental periodontitis caused leukocytosis, significant increases in BLI and in pro-inflammatory cytokines with inflammatory cell infiltrate in the gingival tissue and periodontal collagen disarrangement. In the challenged group we also identify various figures of the epithelial cell rests of Malassez (ERM) in the proximity of the cementum and alveolar bone. Infliximab in the dose of 5mg/kg was able to reduce granulocyte numbers in the peripheral blood, improve the BLI and the periodontal tissue collagen integrity and to reduce the inflammatory infiltrate in comparison with the challenged group receiving saline. The compound could lead to reductions in the gingival levels of IL-1β, TNF-α, and MPO (the latter only in the third day) as opposed to the saline control. Furthermore, infliximab treatment reduced the MMP-1/-8, RANK, and RANK-L immunolabeling. Interestingly, a strong RANK-L immunolabeling was found in the ERM during the experimental periodontitis, finding that was diminished by infliximab treatment. Altogether our findings confirm the involvement of the OPG-RANK-RANK-L signaling during the inflammatory osteolytis and the ERM involvement in the experimental periodontitis pathophysiology. In addition, these findings suggest that a local and systemic inflammatory response precedes the activation of that signaling pathway and the bone reabsorption. We conclude that infliximab in the dose of 5.0 mg/Kg had anti-inflammatory and bone protective effect in our experimental periodontal disease in Wistar rats.
Descrição: GONÇALVES, Davi da Cunha. Efeito antiinflamatório e antirreabsortivo ósseo do infliximabe na periodontite induzida em ratos Wistar. 2012. 110 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5382
Aparece nas coleções:DFIFA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_dis_dcgoncalves.pdf6,59 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.