Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/53832
Title in Portuguese: Papel dos níveis séricos de vitamina d e da síndrome metabólica e o risco de câncer de mama
Title: Role of serum vitamin D levels and metabolic syndrome and the risk of breast cancer
Author: Fernandes, Eveline Maria Aragão
Advisor(s): Linhares, José Juvenal Linhares
Keywords: Câncer de Mama
Vitamina D
Síndrome metabólica
Issue Date: 29-Jul-2020
Citation: ARAGAO, E.F.M.Papel dos níveis séricos de vitamina d e da síndrome metabólica e o risco de câncer de mama. 2020. 62 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Campus de Sobral, Universidade Federal do Ceará, Sobral, 2020.
Abstract in Portuguese: Introdução: O câncer de mama é a neoplas ia mais comum na população feminina e vários fatores modificáveis e não modificáveis estão associados ao aumento do risco. Entre esses fatores modificáveis, está a associação com os níveis de vitamina D e síndrome metabólica, que ainda não são bem estabele cidos, em relação ao risco de câncer de mama. Objetivos: avaliar a relação dos níveis séricos de vitamina D e da síndrome metabólica com o risco de câncer de mama, em mulheres brasileiras, e suas características clínicas, histopatológicas e imunohistoquími cas. Metodologia: Estudo de caso controle incluiu 92 mulheres, entre maio de 2019 a março de 2020. As participantes divid iram se em dois grupos: casos (42 mulheres c om câncer de mama) e controle ( 50 mulheres sem câncer). Cada mulher foi entrevistada e inve stigada para os níveis séricos de 25(OH)D através da coleta de sangue, utilizado o método de quimioluminescência, e para síndrome metabólica através dos critérios da Federação Internacional de Diabetes (IDF). No grupo caso, investigaram se também caracterí sticas clínicas, histopatológicas e imunohistoquímicas. Dos dados obtidos u utilizou-se o teste do qui-quadrado ou teste de Fisher quando aplicável. O teste t de student foi realizado para comparação das concentrações de vitamina D e o modelo de regressão logística para avaliar o risco de câncer de mama, tendo vitamina D e síndrome metabólica como exposição. Considerou-se p < 0,05, como significante. Resultados : A média d os níveis de vitamina D foi maior no grupo caso do que nos controle (26,3 ng/m l x 24,1 ng /ml), sem diferença estatística (p= 0,141). A síndrome metabólica foi comum nas mulheres com câncer de mama, em relação aos controles (64,3% x 62,0%), porém sem significado estatístico (p=0,821)0,821). Sobre os critérios individuais da síndrome metabólica, não houve diferença estatística em relação à circunferência abdominal (p=0,750), glicemia plasmática (p=0,542), triglicerídeos (p=0,235), HDL (p=0,144) e pressão arterial (p=0,193) entre os grupos. A hipovitaminose D e/ou a síndrome metabólica não tiveram signi ficado estatístico em relação às características clínicas, histopatológicas e imunohistoquímicas nas pacientes com câncer de mama. Também não foi encontrada associação dos níveis de vitamina D e/ou da síndrome metabólica com o risco para câncer de mama e c om os marcadores prognósticos (estadiamento clínico e subtipos imunohistoquímicos). Conclusão: O s níveis de vitamina D e a síndrome metabólica não foram associados ao maior risco de câncer de mama e não tiveram relação com suas características clínicas, hi stopatológicas e imunohistoquímicas
Abstract: Introduction: Breast cancer is the most common neoplasm in the female population and several modifiable and non modifiable factors are ass ociated with increased risk. Among these modifiable factors, levels of vitamin D and metabolic syndrome are associated, although not yet well defined, in relation to the risk of breast cancer. Objectives: To evaluate the relationship of serum vitamin D lev els and metabolic syndrome with breast cancer risk in Brazilian women, and their clinical, histopathological and immunohistochemical characteristics. Methodology: Case control study included 92 women, between May 2019 and March 2020. Participants were divi ded into two groups: cases ( 42 women with breast cancer) and control ( 50 women without cancer). Each woman was interviewed and investigated for serum levels of 25 (OH) D through blood collection, using the chemiluminescence method, and for metabolic syndro me using the criteria of the International Diabetes Federation (IDF). In the case group, clinical, histopathological and immunohistochemical characteristics were also investigated. From the data obtained, the chi square test or Fisher's test was applied wh en proper. Student's t test was performed to compare vitamin D concentrations and the logistic regression model assessed the risk of breast cancer, with vitamin D and metabolic syndrome as an exposure. It was considered P <0.05 as significancy. Results : Th e average of vitamin D levels was higher in the cases group than in the control (26.3 ng / mL x 24.1 ng / ml), with no statistical difference (p = 0.141). Metabolic syndrome was common in women with breast cancer, compared to controls (64.3% x 62.0%), but without statistical significance (p = 0.821). Regarding to the individual criteria for metabolic syndrome, there was no statistical difference between groups in relation to waist circumference (p = 0.750), plasma glucose (p = 0.542), triglycerides (p = 0.2 35), HDL (p = 0.144) and blood pressure (p = 0.193). Hypovitaminosis D and/or metabolic syndrome had no statistical significance in relation to clinical, histopathological and immunohistochemical characteristics in patients with breast cancer. There was al so no association between vitamin D levels and/or metabolic syndrome for breast cancer risk and with prognostic markers (clinical staging and immunohistochemical subtypes). Conclusion: Vitamin D levels and metabolic syndrome were not associated with a high er risk of breast cancer and there were no relation to their clinical, histopathological and immunohistochemical characteristics.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/53832
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGCS - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_dis_efmaragao.pdfARAGAO, E.F.M.Papel dos níveis séricos de vitamina d e da síndrome metabólica e o risco de câncer de mama. 2020. 62 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Campus de Sobral, Universidade Federal do Ceará, Sobral, 2020.1,38 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.