Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5515
Title in Portuguese: Construção de um diagnóstico de enfermagem na categoria promoção da saúde para o crescimento/desenvolvimento : estudo em lactentes
Title: Construction of a nursing diagnosis in category health promotion for growth / development : a study in infants
Author: Monteiro, Flávia Paula Magalhães
Advisor(s): Araújo , Thelma Leite de
Keywords: Lactente
Diagnóstico de Enfermagem
Pré-Escolar
Issue Date: 2013
Citation: MONTEIRO, F. P. M. Construção de um diagnóstico de enfermagem na categoria promoção da saúde para o crescimento/desenvolvimento : estudo em lactentes. 2013. 218 f. Tese (Doutorado em Enfermagem) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2013.
Abstract in Portuguese: O estudo teve como objetivo construir um diagnóstico de enfermagem voltado para o crescimento e desenvolvimento infantil na categoria promoção da saúde. Estudo metodológico, desenvolvido em três etapas de validação de diagnósticos de enfermagem, conforme preconizado por Hoskins (1989): análise de conceito, validação por especialistas e validação clínica. Para análise de conceito, utilizaram-se como referências o modelo de análise de conceito proposto por Rodgers (2000) e a revisão integrativa da literatura proposta por Mendes, Silveira e Galvão (2008). Para seleção das produções, buscaram-se cinco bases de dados: Scopus, Pubmed, Cinahl, Lilacs e Cochrane, com os descritores: crescimento e desenvolvimento; lactente; pré-escolar; e as suas sinonímias nas línguas inglesa e espanhola. A análise de conceito foi subsidiada por 83 estudos. Com relação aos conceitos dos fenômenos crescimento e desenvolvimento, ainda há muitas controvérsias quanto ao emprego deles, tendo em vista que a literatura traz os fenômenos dissociados ou agregados. O crescimento abrange aspectos fisiológicos relacionados às alterações no tamanho e na forma, remetendo às medidas corporais. O desenvolvimento é definido como um fenômeno amplo e complexo, integrando os domínios: mental, cognitivo, comportamental, perceptivo, motor, físico. O levantamento da literatura contribuiu para a elaboração de 15 características definidoras distribuídas nos domínios: seis no físico, seis no cognitivo e três no psicossocial. A etapa de validação com especialistas compreendeu a apreciação do instrumento constituído por duas partes: 1ª) caracterização dos especialistas e 2ª) proposta diagnóstica: título, definição, domínio 13, características definidoras com suas definições conceituais e operacionais (referências empíricas) por 22 especialistas na área da saúde da criança, predominantemente do sexo feminino (94,4%), doutores (55,6%), concentrados na Região Nordeste (61,1%), onde exerceram suas atividades no último ano como docentes de Instituições de Ensino Superior (IES) (83,3%). O tempo de formação dos especialistas foi em média de 13,1 anos (±8,5). Quanto à estrutura do diagnóstico, a maioria deles apontou o título denominado Disposição para desenvolvimento infantil melhorado (61,1%) como o mais adequado para o diagnóstico de enfermagem em construção. Todos os especialistas concordaram que o diagnóstico proposto deve estar incluído no domínio 13 – crescimento/desenvolvimento (100%), e na classe que distribui os fenômenos em: 1- crescimento e 2- desenvolvimento (55,6%). A maioria dos especialistas optou pelo conceito 1 (55,6%). Parte dos especialistas sugeriu o acréscimo no instrumento de algumas peculiaridades da fase do lactente referentes às características definidoras. A validação clínica foi realizada com 45 lactentes avaliados durante a consulta de puericultura em um Centro de Saúde da Família. A maioria deles do sexo masculino (55,6%). Metade dos lactentes apresentou idade de 5 meses, com mães/responsáveis com idade média de 24 anos. As características definidoras obtiveram valores de sensibilidade elevados (acima de 90%), valores preditivos positivos acima de 65%, valores preditivos negativos acima de 66%, entretanto, valores baixos de especificidade (menores que 32%). Portanto, são bons indicadores preditivos da ocorrência do diagnóstico de enfermagem proposto. Assim, seis características definidoras, conforme observado no estudo, são apropriadas para compor o diagnóstico de enfermagem Disposição para o crescimento e desenvolvimento do lactente melhorado.
Abstract: The study aimed to construct a nursing diagnosis child growth and development in the health promotion category. Study methodology, developed in three stages of validation of nursing diagnoses, as recommended by Hoskins (1989): The concept analysis, expert validation and clinical validation. To concept analysis was used as the reference model concept analysis proposed by Rodgers (2000) and integrative literature proposed by Mendes, Silveira and Galvão (2008). For selection of productions, were searched five databases: Scopus, Pubmed, Cinahl, Lilacs and Cochrane with descriptors: growth and development, infant, preschool and their synonyms in English and Spanish. The concept analysis was supported by 83 studies. Regarding the concepts of growth and development phenomena, there is still much controversy regarding the use of them in order that literature brings phenomena dissociated or aggregated. The growth covers physiological aspects related to changes in size and shape, referring to body measurements. Development is defined as a broad and complex phenomenon, integrating areas: mental, cognitive, behavioral, perceptual, motor, physical. The literature has contributed to the development of fifteen defining characteristics in distributed domains: six in the physical, cognitive and six in three in psychosocial. The validation step with experts understood the appreciation of the instrument consists of two parts: 1st) characterization of specialists and 2nd) diagnostic proposal: title, setting, area 13, defining characteristics with their conceptual definitions and operational (empirical references) by 22 experts in area of child health, predominantly female (94.4%), doctors (55.6%), concentrated in the Northeast (61.1%), which exercised its activities in the past year as teachers in educational institutions (HEI) (83.3%). The time specialist training was on average 13.1 years (± 8.5). As for the structure of diagnosis, most of them pointed out that the title referred to improved child development (61.1%) as most appropriate for the nursing diagnosis under construction. All experts agreed that the diagnosis should be included in the proposed area 13 growth / development (100%), and class that distributes phenomena: 1 - and 2 growth - development (55.6%). Most experts chose the concept 1 (55.6%). Part of experts suggested adding the instrument of some peculiarities of the infant phase regarding defining characteristics. The clinical validation was performed with 45 infants assessed during the consultation childcare in a Family Health Center. The majority were male (55.6%). Half of the infants showed age of 5 months, with mothers / guardians with an average age of 24 years. The defining characteristics obtained high sensitivity (above 90%), positive predictive values above 65%, negative predictive values above 66%, however, low levels of specificity (less than 32%). Therefore, they are good indicators predictive of the occurrence of the proposed nursing diagnosis. Thus, six defining characteristics, as noted in the study, are suitable for composing the nursing diagnosis Provision for growth and development of infants improved.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5515
Appears in Collections:DENF - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_tese_fpmmonteiro.pdf1,71 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.