Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5535
Título: Avaliação da biocompatibilidade e bioatividade de membranas colágeno polianiônico mineralizadas e reticuladas em modelos animais
Título em inglês: Evaluation of biocompatibility and bioactivity of collagen polyanionic membranes mineralized and crosslinked in animal models
Autor(es): Veríssimo, Denusa Moreira
Orientador(es): Brito, Gerly Anne de Castro
Palavras-chave: Regeneração Tecidual Guiada
Durapatita
Colágeno
Data do documento: 2012
Citação: VERÍSSIMO, D. M. (2012)
Resumo: O objetivo desse estudo foi avaliar membranas de colágeno polianiônico (CPA) reticuladas e impregnadas com hidroxiapatita, manufaturadas pelo Departamento de Física da Universidade Federal do Ceará. Dividiu-se o trabalho em 2 etapas, onde inicialmente avaliou-se a biocompatibilidade e a biodegradação de 6 diferentes membranas de CPA, divididas nos seguintes grupos: três com 0, 25 e 75 ciclos de impregnação com hidroxiapatita (CPA, CPA 25, CPA 75) e mais três cujas membranas foram reticuladas com glutaraldeído (GA) (CPA GA, CPA 25GA, CPA 75GA) inseridas em tecido subcutâneo de ratos. Análises histopatológicas do infiltrado inflamatório, atividade de mieloperoxidase (MPO), dosagem de citocinas, espessura de cápsula fibrosa, imunohistoquímica para metaloproteinase e biodegradação das membranas foram avaliadas após 1, 7, 15, 30, 60 e 120 dias. Posteriormente, avaliou-se o efeito das 3 melhores membranas na regeneração óssea guiada usando defeito ósseo crítico em calvária de ratos (DOC), onde as membranas foram posicionadas sobre o defeito. Formação óssea foi avaliada com base na radiografia digital (RD), tomografia computadorizada (TC) e análise histológica, 24 horas, 4, 8 e 12 semanas após o procedimento cirúrgico. MPO e dosagem de citocinas foram realizadas após 24 horas. No subcutâneo, as membranas reticuladas com GA mostraram espessa cápsula fibrosa e menor reação inflamatória permanecendo intactas após 120 dias. No modelo de regeneração óssea em calvária de ratos, após 12 semanas, os grupos CPA GA e CPA 25GA apresentaram redução significativa da área radiolúcida quando comparadas ao grupo basal. A análise histológica mostrou que nos grupos CPA GA e CPA 25GA as membranas ainda estavam intactas, envolvidas por uma espessa cápsula fibrosa e as membranas do grupo CPA 75GA apresentaram início de reabsorção. Não foi encontrada diferença estatística entre os grupos quanto a atividade MPO e citocina IL-1β. Concluímos que as membranas reticuladas mostraram-se mais biocompatíveis e se mantiveram livre de biodegradação no período de observação. Essas membranas induziram o fechamento dos defeitos ósseos e não induziram reação inflamatória. A impregnação de hidroxiapatita não acelerou a cicatrização do defeito cirúrgico. Nossos resultados sugerem que as membranas de CPA reticuladas poderão ser úteis nos processos em que a formação de um novo osso depende de uma duração mais prolongada da barreira mecânica.
Abstract: The aim of this study was to evaluate polyanionic collagen (PAC) membranes reticulated and impregnated with hydroxyapatite, manufactured by the Physics Department, Federal University of Ceará. This study was divided into two stages, initially it was evaluated the biocompatibility and biodegradation of six different membranes of PAC, divided into the following groups: three with 0, 25 and 75 cycles of impregnation with apatite (PAC, PAC 25, PAC 75 ) and three more whose membranes were crosslinked with glutaraldehyde (GA) (GA PAC, PAC 25GA, PAC 75GA) inserted into the subcutaneous tissue of rats. Histopathological analyzes of inflammatory infiltration, myeloperoxidase activity (MPO), cytokine, thickness of fibrous capsule, immunohistochemistry for metalloproteinase and degradation of the membranes were evaluated after 1, 7, 15, 30, 60 and 120 days. Subsequently, it was evaluated the effect of the three best membranes in guided bone regeneration using bone critical defects in rat calvaria (DOC), where the membranes were placed over the defect. Bone formation was evaluated based on digital radiography (DR), computed tomography (CT) and histological analysis, 24 hours, 4, 8 and 12 weeks after surgery. MPO and cytokine were performed after 24 hours. In the subcutaneous tissue, the membranes crosslinked with GA showed thick fibrous capsule, less inflammatory reaction and remained intact after 120 days. In the bone regeneration model in rat calvaria, after 12 weeks, PAC GA and PAC 25GA groups showed significant reduction in radiolucent area compared to the baseline group. Histological analysis showed that in PAC GA and PAC 25GA groups, membranes were still intact, surrounded by a thick fibrous capsule and in PAC 75GA group, membranes showed early resorption. There was no statistical difference between groups in MPO activity and IL-1β. We conclude that the crosslinked membranes were more biocompatible and remained free from degradation during the observation period. These membranes induced closure of bone defects and did not induce inflammatory reaction. The impregnation of hydroxyapatite did not accelerate the healing of surgical defect. Our results suggest that the crosslinked membranes CPA may be useful in cases where new bone formation is dependent on a longer duration of mechanical barrier.
Descrição: VERÍSSIMO, Denusa Moreira. Avaliação da biocompatibilidade e bioatividade de membranas colágeno polianiônico mineralizadas e reticuladas em modelos de animais. 2012. 168 f. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5535
Aparece nas coleções:DFIFA - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_tese_dmverissimo.pdf6,8 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.