Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5552
Título: Avaliação da eficácia terapêutica do fluconazol na leishmaniose tegumentar humana
Título em inglês: Evaluation of therapeutic efficacy of fluconazole in human cutaneous leishmaniasis
Autor(es): Silva, Cláudio Gleidiston Lima da
Orientador(es): Moraes Filho , Manoel Odorico de
Palavras-chave: Leishmaniose Cutânea
Fluconazol
Meglumina
Data do documento: 2012
Citação: SILVA, C. G. L. (2012)
Resumo: A leishmaniose é um grupo de doenças com um extenso espectro, cosmopolita, porém com ampla e significativa incidência na zona tropical. A leishmaniose apresenta-se sob duas formas, uma visceral envolvendo estruturas do sistema hemolinfopoiético; outra com envolvimento cutâneo e/ou mucoso, amiúde, sem visceralização. Esta última, conhecida como leishmaniose tegumentar (LT), alvo deste estudo, tem como um dos grandes problemas o tratamento, realizado mediante formulações injetáveis com risco de complicações no local da aplicação e o risco de danos às funções hepática e renal, além de alterações cardíacas. Vários ensaios mostram resultados satisfatórios utilizando o Fluconazol®. Visando a consolidar os resultados descritos na literatura, este estudo procurou demonstrar a eficácia terapêutica do Fluconazol® em altas doses no tratamento da LT, em pacientes de uma área endêmica no Sul do Estado do Ceará, Brasil, Município de Barbalha. Realizou-se um estudo prospectivo, randomizado, com dois grupos de pacientes. Sessenta do Grupo I fizeram uso de 300mg ou 450mg de Fluconazol® durante seis semanas. Sessenta do Grupo II fizeram uso de Glucantime com 20mg/kg/dia, durante 20 dias consecutivos. O diagnóstico de LT foi realizado com Imprint, cultura, biopsia com histopatológico corado pelo Giemsa e Imuno-histoquímica, e a Intradermorreação de Montenegro. Todos os pacientes foram avaliados clinicamente e acompanhados durante até 90 dias. As variáveis contínuas foram avaliadas pelo Test t de Student; para a correlação de variáveis, utilizou-se o Coeficiente de Correlação de Pearson (r). O tempo de cura de cada grupo teve sua avaliação realizada pelo método de Kaplan-Meier. Em todos os testes de hipótese o α foi considerado significante quando menor do que 5% (p < 0,05). A eficácia terapêutica (ET) foi calculada com base na redução do risco relativo. A população estudada era predominantemente constituída de indivíduos com faixa etária entre 30 e 40 anos de idade, cor de pele parda, rurícolas agricultores, com discreta prevalência do sexo feminino. Os resultados mostraram uma eficácia terapêutica de 38,7%. A cura teve relação com o tamanho da lesão, dados estatatiscamente representativos p< 0,0001. Lesões com tamanho inferior a 30 mm (isolada ou somatório de várias lesões), responderam prontamente ao Fluconazol®.
Descrição: SILVA, Cláudio Gleidiston Lima da. Avaliação da eficácia terapêutica do fluconazol na Leishmaniose tegumentar humana. 2012. 96 f. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5552
Aparece nas coleções:DFIFA - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_tese_cglsilva.pdf1,3 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.