Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5559
Title in Portuguese: Ansiedade e depressão em estudantes de medicina : freqüência, marcadores biológicos e efeito de uma oficina de manejo de estresse
Author: Sampaio, Marciano Lima
Advisor(s): Souza , Marcellus Henrique Loiola Ponte de
Keywords: Estresse Psicológico
Estudantes de Medicina
Ansiedade
Depressão
Issue Date: 2012
Citation: SAMPAIO, M. L. Ansiedade e depressão em estudantes de medicina : frequência, marcadores biológicos e efeito de uma oficina de manejo de estresse. 2012. 88 f. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2012.
Abstract in Portuguese: O trabalho constou de um estudo transversal que utilizou amostra de uma população de Estudantes do quarto semestre do Curso de Medicina da Universidade Federal do Ceará, onde se pesquisou estresse, ansiedade e depressão ao longo de um semestre e a efetividade de uma “intervenção” para baixar os níveis de estresse nestes estudantes. No inicio do semestre, 1º momento do ensaio, com 53 alunos participantes, foram aplicados dois instrumentos (escala de Sheehan para Ansiedade e inventário de Beck para depressão) para avaliar parâmetros psicológicos, sendo também coletado sangue para dosagem de TSH, T4 livre, cortisol e imunoglobulinas. Nesta população inicial, demonstrou-se que 45% dos alunos apresentavam indício de quadro depressivo e 47%, sintomas de ansiedade. No segundo momento (precedendo as provas do meio do semestre), agora só com 35 participantes, os alunos repetiram os mesmos procedimentos do 1º momento. Dos 18 alunos que abandonaram o estudo, 72% apresentavam ansiedade enquanto no grupo que permaneceu, este índice era de 34%. Esta diferença foi estatisticamente significativa. As provas do meio do semestre não alteraram os parâmetros psicológicos e biológicos. Após o segundo momento do ensaio, foi feita uma divisão randomizada da população, com a formação de dois grupos: o grupo experimental e o grupo controle. Os alunos do grupo experimental foram submetidos a uma intervenção (“Oficina de Controle e Manejo do Estresse”), antecedendo as provas finais. Esta oficina constou de seis encontros com cerca de duas horas de duração, onde foram debatidos temas relacionados ao estresse, agentes estressores na vida acadêmica e realizadas algumas vivencias envolvendo técnicas de relaxamento. No terceiro momento do ensaio, antes do período de provas de final de semestre, os dois grupos foram submetidos aos mesmos procedimentos dos dois momentos anteriores. Com os resultados desta avaliação, processou-se uma comparação dos escores de depressão e ansiedade e dos níveis dos hormônios e imunoglobulinas entre o antes e o depois da intervenção. No grupo experimental, constatou-se uma diferença estatisticamente significativa nos níveis do cortisol (queda) entre os dois momentos. Em relação aos escores de depressão, ansiedade e aos níveis de TSH, T4 livre e imunoglobulinas a comparação entre os dois momentos não mostrou diferença estatisticamente significativa nos dois grupos. Foram constatados então: uma alta incidência de depressão e ansiedade na população estudada; um grau de ansiedade maior nos indivíduos que abandonaram o estudo; a ausência de impacto das provas nos parâmetros psico-biológicos pesquisados e que, a intervenção rebaixou o nível do cortisol, não provocando alterações significativas nos outros parâmetros.
Abstract: This study consisted of a cross-sectional design that used a sample population composed by fourth semester students of the Medical School in the Federal University of Ceara. It investigated stress, anxiety and depression over a semester as well as the effectiveness of an "intervention" to download stress levels in these students. At the beginning of the semester, 1st period of the test, there were applied two instruments (scale Sheehan Anxiety and Beck Inventory for depression) with 53 participants to assess psychological parameters. It was also collected blood for measurement of TSH, free T4, cortisol e immunoglobulins. In this initial population, 45% of the students had evidence of depression symptoms and 47% of them showed anxiety symptoms. In the second stage (preceding the midterm exams), now with only 35 participants, students repeated the same procedures of the first period. Considering the 18 students who left the study, 72% had anxiety while in the group that remained, the rate was 34%, what means a statistically significant difference. The midterm exams have not changed the psychological and biological parameters. After the second period, during the test, it was made a division of the randomized population, with the formation of two groups: the experimental group and the control group. Students in the experimental group underwent an intervention ("Workshop on Stress Management and Control), before the final exams. This workshop consisted of six meetings with about 2hs long, where they discussed issues related to stress, stressors in academic life and engaged in living experiences involving some relaxation techniques. In the third phase of the study before the final exams at the end of the semester, both groups underwent the same procedures of the two previous periods. After collecting all the data, it was made a comparison of depression scores and anxiety levels hormones and immunoglobulins between before and after the intervention. In the experimental group, we found a statistically significant difference in cortisol levels (decrease) between the two periods. In relation to the depression scores and anxiety scores, levels of TSH, free T4 and immunoglobulins, a comparison between the two periods did not show to be statistically significant in both groups. The results also showed: a high incidence of depression and anxiety in the population studied; a greater degree of anxiety in individuals who discontinued the study; the absence of evidence related to the impact of psycho-biological parameters investigated. Finally, it demonstrated that the intervention lowered the level of cortisol, but it has not caused significant changes in other parameters.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/5559
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGF - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_tese_mlsampaio.pdf3,06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.