Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/55606
Title in Portuguese: Associação entre os achados citopatológicos e ultrassonográficos dos nódulos tireoidianos através da comparação entre as classificações de Bethesda, TI-RADS e ATA 2015
Title: Association between cytopathological and ultrasound findings of thyroid nodules by comparing the classifications of Bethesda, TI-RADS and ATA 2015
Author: Maia Filho, Pedro Collares
Advisor(s): Moraes Filho, Manoel Odorico
Co-advisor(s): Martins, Manoel Ricardo Alves
Keywords: Glândula Tireoide
Ultrassonografia
Neoplasias da Glândula Tireoide
Issue Date: 27-Jan-2020
Citation: MAIA FILHO, P. C. Associação entre os achados citopatológicos e ultrassonográficos dos nódulos tireoidianos através da comparação entre as classificações de Bethesda, TI-RADS e ATA 2015. 2018. 76 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Médico-Cirúrgicas ) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, 2018.
Abstract in Portuguese: A ultrassonografia e a análise citológica do material colhido do nódulo através de punção (PAAF) sedimentaram-se como ferramentas diagnósticas de primeira escolha na investigação dos nódulos tireoidianos. OBJETIVO: Verificar a associação entre as características ultrassonográficas (US) dos nódulos tireoidianos e seus respectivos resultados da PAAF, com base nas classificações: TI-RADS, ATA 2015 e Bethesda. MÉTODO: Foi realizado um estudo prospectivo, com examinadores-cegos, comparando as características US dos nódulos puncionados e sua análise citológica. Diversas associações foram testadas, alocando as categorias intermediárias das classificações US de formas diferentes em cada cenário, comparando os sistemas TI-RADS e ATA 2015. Foram desenvolvidos modelos lineares generalizados para o cálculo: do intervalo de confiança (IC); de sensibilidade; especificidade; VPP; VPN; LR positivo e LR negativo. Também foram utilizadas curvas ROC para avaliação das áreas sob a curva. Os casos de Bethesda I, III e IV foram excluídos desses cálculos estatísticos que testaram as classificações US. RESULTADOS: Foram examinados 339 nódulos, com 83,6% das amostras satisfatórias compostas por citologia benigna (Bethesda II). Apenas 7,9% dos nódulos apresentaram citologia indeterminada / inconclusiva (Bethesda III ou IV). A presença de microcalcificações na US aumentou o risco de malignidade na citologia em mais de 18 vezes (IC 95% = 4,79 – 73,00). Foram encontrados excelentes resultados de VPN (94,1% - 99,3%) independentemente da forma de distribuição das categorias intermediárias dentro das classificações US, porém os resultados de VPP foram ruins (11,2% - 50%). Nos cenários que consideraram as categorias intermediárias da ATA 2015 e do TI-RADS (4A e 4B) como malignas, foram obtidos os melhores valores de área sob a curva ROC: 0,792 para ATA 2015 (IC 95% = 0,67 – 0,90) e 0,786 para o TI-RADS (IC 95% = 0,68 – 0,88). CONCLUSÃO: TI-RADS e ATA 2015 parecem ser equivalentes do ponto de vista estatístico para avaliação do risco de malignidade na citologia de em um nódulo tireoidiano, com um valor de área sob a curva ROC próximo de 0,8. O risco de malignidade associado à presença de microcalcificações foi elevado. Foram encontrados excelentes resultados de VPN e resultados ruins de VPP. São necessários mais estudos para investigação dos grupos classificados como intermediários: TIRADS 4A/4B; “ATA 2015 suspeição intermediária” e Bethesda III/IV.
Abstract: Thyroid ultrasonography and cytopathological analysis from fine-needle aspiration (FNA) specimens have become the main diagnostic weapons addressing thyroid nodule investigation. OBJECTIVE: To verify the association between the ultrasonographic characteristics (USC) of thyroid nodules and their respective FNA results, based on: TI-RADS, ATA 2015 and Bethesda classifications. MÉTODOS: A single-institution prospective evaluation was conducted by blind examiners, comparing the USC and FNA of thyroid nodules. Several scenarios were tested, allocating intermediate categories of USC differently in each scenario, comparing TI-RADS and ATA 2015 systems. Generalized linear models were developed for calculation of: confidence interval (CI), sensitivity, specificity, PPV, NPV, LR positive and LR negative. ROC curves were also used to evaluate area under the curve. USC Statistical analysis tests did not include Bethesda I, III, and IV cases. RESULTS: A total of 339 nodules were examined. Bethesda II represented 83.6% of satisfactory cytopathological samples. Bethesda III or IV represented only 7.9% of the cases. The presence of microcalcifications in the USC increased the risk of cytology malignancy by more than 18 times (odds ratio = 18,70 with CI = 4.79 - 73.00). Excellent NPV results (94.1% - 99.3%) were found regardless of USC intermediate categories distribution, but the PPV results were bad (11.2% - 50%). The best area under the ROC curve values were obtained when intermediate suspicion categories of ATA 2015 and TI-RADS (4A and 4B) were considered malignant: 0.792 for ATA 2015 (CI = 0.67 - 0, 90) and 0.786 for TI-RADS (CI = 0.68 - 0.88). CONCLUSION: TI-RADS and ATA 2015 appear to be statistically equivalent assessing risk of malignancy in FNA, with an area under the ROC curve value close to 0.8. The risk of malignancy associated with the presence of microcalcifications was high. Excellent NPV results and poor PPV results were found. More studies are needed to investigate intermediate suspicion and inconclusive categories: TIRADS 4A / 4B; ATA 2015 intermediate suspicion and Bethesda III / IV.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/55606
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DCIR - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2020_dis_pcmaiafilho.pdf2,99 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.